Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Os 4 maiores erros que cometemos quando nos abandonamos

Os 4 maiores erros que cometemos quando nos abandonamos

21/02/2014 Margareth Signorelli

Em vários momentos difíceis da nossa vida, em que precisamos de apoio e equilíbrio, acabamos abandonando a única pessoa que nos acompanhará a vida toda, independentemente de qualquer circunstância.

Abandonamos a nós mesmos. Mas como isso é possível? Veja a seguir 4 situações:

1- Negando ou ignorando nossos sentimentos: Normalmente, quando estamos fragilizados, tentamos passar por cima dos nossos sentimentos. Por vários motivos externos tentamos esquecer ou fingir que eles não existem. Devemos estar presentes e aceitar nossos sentimentos. Senti-los, entendê-los e legitimá-los.

2- Julgando-nos: Acabamos repetindo críticas que nos foram feitas na infância quando fazíamos algo errado: “Você não fez a coisa certa”; “Você tomou a atitude errada”. Estas críticas foram incorporadas por nós mesmos, se tornaram nossa realidade e viraram crenças limitadoras. Todas as vezes que nos julgamos com crítica, estamos nos rejeitando.

3- Fuga: Muitos buscam em outras fontes evitar encarar seus sentimentos de tristeza, desapontamento e angústia. Vão de encontro à comida, medicamentos, bebidas, entre outros, na tentativa de esquecer o que não querem encarar.

4- Vitimização: Acontece quando culpamos os outros pelos resultados dos acontecimentos da nossa vida. Transferimos a responsabilidade dos nossos atos a qualquer outra pessoa do presente ou passado, menos a nós mesmos. Situações difíceis são inevitáveis, então, devemos saber que, em primeiro lugar, temos que contar com nós mesmos para resolvê-las e depois buscar ajuda se for necessário.

Contar conosco significa: Encarar o que sentimos, sem nos julgar. Enfrentar o que tiver que acontecer e nos responsabilizar pela nossa parte. Com isso, os resultados dos grandes problemas mudarão, pois você não estará virando as costas para si próprio, mas sim, se respeitando e podendo contar com a pessoa mais confiável que conhece: Você!

*Margareth Signorelli é Coach de Relacionamento e Terapeuta EFT.



Análise de dados e a saúde dos colaboradores nas empresas

Como a análise de dados está ajudando empresas a melhorar a saúde dos colaboradores.


16 senadores suplentes, sem votos, gozam das benesses no Senado

Quando o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), pretende colocar em votação Emenda Constitucional para acabar com a figura de SENADOR SUPLENTE?


Há tempos são os jovens que adoecem

Há alguns anos o Netflix lançou uma série chamada “Thirteen Reasons Why”, ou, em tradução livre, “As Treze Razões”.


Administração estratégica: desafios para o sucesso em seu escritório jurídico

Nos últimos 20 anos o mercado jurídico mudou significativamente.


Qual o melhor negócio: investir em ações ou abrir a própria empresa?

Ser um empresário ou empresária de sucesso é o sonho de muitas pessoas.


Intercooperação: qual sua importância no pós- pandemia?

Nos últimos dois anos, o mundo enfrentou a maior crise sanitária dos últimos 100 anos.


STF e a Espada de Dâmocles

O Poder Judiciário, o Ministério Público e a Polícia Investigativa são responsáveis pela persecução penal.


Lista tríplice, risco ao pacto federativo

Desde o tempo de Brasil-Colônia, a lista tríplice tem sido o instrumento para a nomeação de promotores e procuradores do Ministério Público.


ESG: prioridade da indústria e um mar de oportunidades

Uma pesquisa divulgada recentemente pelo IBM Institute for Business Value mostra que a sustentabilidade tem ocupado um lugar diferenciado no ranking de prioridades de CEOs pelo mundo se comparado a levantamentos anteriores.


Como conciliar negócios e família?

“O segredo para vencer todas as metas e propostas é colocar a família em primeiro lugar.”, diz a co-fundadora da Minucci RP, Vivienne Ikeda.


O limite do assédio moral e suas consequências

De maneira geral, relacionamento interpessoal sempre foi um grande desafio para o mundo corporativo, sobretudo no que tange aos valores éticos e morais, uma vez que cada indivíduo traz consigo bagagens baseadas nas próprias experiências, emoções e no repertório cultural particular.


TSE, STF e a censura prévia

Sabe-se que a liberdade de expressão é um dos mais fortes pilares da democracia.