Portal O Debate
Grupo WhatsApp

PAC – Programa de Aceleração de Cuba

PAC – Programa de Aceleração de Cuba

09/07/2014 Célio Pezza

Recentemente, falei sobre os investimentos em Cuba do governo brasileiro, em especial no porto de Mariel, perto de Havana, com mais de US$ 700 milhões do BNDES, ou seja, nosso dinheiro sendo desviado para a ditadura cubana.

Agora, falo sobre uma nova ideia do governo petista: a ida de indústrias farmacêuticas brasileiras para Cuba, para produzir remédios genéricos em solo cubano e exportar para o Brasil. Essas empresas seriam instaladas na Zona Especial do Porto de Muriael (ZEDM), com tecnologia cubana e dinheiro brasileiro.

De acordo com o vice-presidente da BioCuba Farma, Dr. José Luiz Fernandes Yero, esse programa irá favorecer o estabelecimento de industrias de suporte para o desenvolvimento da BioCubaFarma e gerar milhares de empregos em Cuba. Na verdade, seria uma espécie de PAC (Programa de Aceleração de Cuba), financiado com nosso dinheiro, para produzir remédios em solo cubano. As empresas farmacêuticas brasileiras vêm sendo procuradas há mais de um ano, sendo que os primeiros contatos foram através da própria Odebrecht, responsável pela construção do porto cubano.

Desde o início de 2014, o governo brasileiro está empenhado na busca dessas empresas, o que vai contra o plano que o próprio governo brasileiro traçou para o desenvolvimento do setor farmacêutico interno. O Brasil acaba de criar um parque nacional e não tem sentido deixar tudo de lado e partir para novos investimentos em Cuba. As empresas convidadas são alvo de tanta insistência da própria presidenta Dilma que devem ter benefícios econômicos fantásticos.

Recentemente, o próprio José Serra, criador do programa dos genéricos no Brasil, escreveu um artigo na Folha de São Paulo, denunciando como o atual governo está dificultado o crescimento do programa dos genéricos no Brasil através da própria ANVISA. Agora, se fomentarmos uma transferência dessas indústrias para Cuba, passaremos de produtores para importadores de remédios genéricos, o que é péssimo para a saúde do brasileiro, sem falar nos postos de trabalho, receitas e impostos.

A verdade é que a ilha dos irmãos Castro está levando nosso dinheiro e não sabemos a troco de que. No meio de tudo isso, volta o ex-presidente Lula com seu já conhecido discurso de que existe uma conspiração contra o PT, pela elite conservadora e pela imprensa, essa mesma que o partido faz de tudo para calar.

*Célio Pezza é colunista, escritor e autor de diversos livros, entre eles: As Sete Portas, Ariane, A Palavra Perdida e o seu mais recente A Nova Terra - Recomeço.



Eleições para vereadores merecem mais atenção

Em anos de eleições municipais, como é o caso de 2024, os cidadãos brasileiros vão às urnas para escolher prefeito, vice-prefeito e vereadores.

Autor: Wilson Pedroso


Para escolher o melhor

Tomar boas decisões em um mundo veloz e competitivo como o de hoje é uma necessidade inegável.

Autor: Janguiê Diniz


A desconstrução do mundo

Quando saí do Brasil para morar no exterior, eu sabia que muita coisa iria mudar: mais uma língua, outros costumes, novas paisagens.

Autor: João Filipe da Mata


Por nova (e justa) distribuição tributária

Do bolo dos impostos arrecadados no País, 68% vão para a União, 24% para os Estados e apenas 18% para os municípios.

Autor: Tenente Dirceu Cardoso Gonçalves


Um debate desastroso e a dúvida Biden

Com a proximidade das eleições presidenciais nos Estados Unidos, marcadas para novembro deste ano, realizou-se, na última semana, o primeiro debate entre os pleiteantes de 2024 à Casa Branca: Donald Trump e Joe Biden.

Autor: João Alfredo Lopes Nyegray


Aquiles e seu calcanhar

O mito do herói grego Aquiles adentrou nosso imaginário e nossa nomenclatura médica: o tendão que se insere em nosso calcanhar foi chamado de tendão de Aquiles em homenagem a esse herói.

Autor: Marco Antonio Spinelli


Falta aos brasileiros a sede de verdade

Sigmund Freud (1856-1939), o famoso psicanalista austríaco, escreveu: “As massas nunca tiveram sede de verdade. Elas querem ilusões e nem sabem viver sem elas”.

Autor: Samuel Hanan


Uma batalha política como a de Caim e Abel

Em meio ao turbilhão global, o caos e a desordem só aumentam, e o Juiz Universal está preparando o lançamento da grande colheita da humanidade.

Autor: Benedicto Ismael Camargo Dutra


De olho na alta e/ou criação de impostos

Trava-se, no Congresso Nacional, a grande batalha tributária, embutida na reforma que realinhou, deu nova nomenclatura aos impostos e agora busca enquadrar os produtos ao apetite do fisco e do governo.

Autor: Tenente Dirceu Cardoso Gonçalves


O Pronto Atendimento e o desafio do acolhimento na saúde

O trabalho dentro de um hospital é complexo devido a diversas camadas de atendimento que são necessárias para abranger as necessidades de todos os pacientes.

Autor: José Arthur Brasil


Como melhorar a segurança na movimentação de cargas na construção civil?

O setor da construção civil é um dos mais importantes para a economia do país e tem impacto direto na geração de empregos.

Autor: Fernando Fuertes


As restrições eleitorais contra uso da máquina pública

Estamos em contagem regressiva. As eleições municipais de 2024 ocorrerão no dia 6 de outubro, em todas as cidades do país.

Autor: Wilson Pedroso