Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Pessoas que sofreram infarto podem ter uma alimentação feliz

Pessoas que sofreram infarto podem ter uma alimentação feliz

25/08/2016 Isabela Cardoso Pimentel Mota

Desde os tempos remotos, a alimentação uniu os seres humanos em festividades e eventos.

Pessoas que sofreram infarto podem ter uma alimentação feliz

Historicamente, a alimentação incentivou o homem a manter-se em grupos na busca de alimentos e na segurança dos seus estoques.

Reunir-se ao redor de uma mesa farta foi e continua sendo motivo de alegria e comemoração. Com o aumento da expectativa de vida e a grande mudança de estilo de vida, o homem moderno tem um grande desafio: manter o prazer à mesa mesmo após sobreviver ao evento de obstrução do fluxo de sangue nas artérias coronárias: o infarto agudo do miocárdio.

Como seguir uma dieta, sem abandonar o prazer e a alegria de comer? O primeiro passo é se abrir a mente a ingestão de novos sabores, com mais cores e texturas. A horta de especiarias é um bom começo para descobrir o paladar e aromas de temperos naturais que realçam o sabor sem exigir a adição de sal e temperos prontos.

Utilizar azeite virgem, vinagre balsâmico, limão, molho de tomate fresco nas preparações podem surpreender os mais exigentes, mas reforçar o alho e a cebola e usar os alimentos grelhados aos invés de refogados também pode recriar o sabor dos vegetais, como cenoura, abobrinha e berinjela.

Experimentar ingredientes nas receitas tradicionais de família pode ser surpreendente, como por exemplo, substituir o creme de leite por maionese nos risotos ou usar leite desnatado ou leite condensado com teor reduzido de gorduras no preparo de sobremesas.

Incluir outros alimentos que não faziam parte da rotina alimentar também pode ser saboroso e saudável. Uma alimentação benéfica ao coração, inclui a inserção de proteína texturizada de soja junto a carne bovina moída no preparo de recheio de tortas e pastéis assados.

Frutas e castanhas sempre são bem-vindas, trazendo doçura e intensidade no preparo dos pratos salgados ou sobremesas. Incluir peixes na dieta é uma recomendação universal, e adicionar castanhas como amêndoas ou mesmo castanha de caju tornará o assado mais atraente e festivo.

Enfim, superar o infarto significa dar uma nova chance de encarar a vida, rever condutas e hábitos, mas sem perder o prazer de comer. E claro, a lista de compras deverá contemplar todas essas mudanças positivas.

* Isabela Cardoso Pimentel Mota é nutricionista e diretora científica do Departamento de Nutrição da SOCESP (Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo).



Educação e civilidade faltam a parlamentares federais

Educação e civilidade são o mínimo que se espera de um parlamentar.


O brasileiro e o contexto sociopolítico

O brasileiro é conhecido por sua alegria e seu jeito de lidar com as adversidades.


A sub-representação no Congresso Nacional

No Congresso Nacional somente 10% dos representantes na Câmara dos deputados são mulheres.


A moralização do Brasil é muito difícil

Ser político no Brasil é um grande negócio, é como acertar na loteria, dadas as vantagens auferidas no presente e no futuro.


Uma análise do acordo Mercosul e União Europeia

As consequências do acordo Mercosul – União Europeia ainda são especulativas


Ordem no Parlamento!

Desde os tempos do impeachment da presidente Dilma Rousseff, o Congresso Nacional tem imposto espetáculos degradantes aos brasileiros.


O lavrador, e o filho Doutor

Quando era moço, muitas vezes ouvi contar a velha história ou anedota, do transmontano, que mandara o filho, estudar, para Coimbra.


Peso Real: moeda única, infortúnio coletivo

Brasil e Argentina são parceiros de longa data.


Benefícios fiscais: concessão e requisitos

O custo fiscal sempre é objeto de discussão, críticas e polêmicas.


O que o Brasil precisa

Todos os brasileiros hoje estão preocupados com os destinos do Brasil.


Cadeirinha: por que a segurança infantil não pode ser item opcional?

Proteger as crianças pequenas e a infância é uma responsabilidade de todos nós


O uso do Crowdfunding para o desenvolvimento de M.V.Ps de startups

O processo de consolidação do chamado Capital de Risco (Venture Capital) é uma realidade cada vez mais evidente no ecossistema empreendedor brasileiro.