Portal O Debate
Grupo WhatsApp


Phishing Scam – um perigo real

Phishing Scam – um perigo real

04/06/2013 Flávio Carvalho

O Brasil é hoje o 5º país mais conectado à internet.

Segundo dados do Instituto Ipsos, o percentual de brasileiros conectados subiu de 27% para 48% entre 2007 e 2011, atingindo o impressionante número de 94,2 milhões de internautas tupiniquins em dezembro de 2012. Naturalmente, junto com um aumento assim tão expressivo no número de usuários, vem toda a sorte de perigos: golpes para extorquir dinheiro, roubos de informações confidenciais, dados de cartões de crédito, software malicioso, etc.

E no meio desta infindável lista, ganha destaque uma técnica antiga e que requer baixo conhecimento técnico – o Phishing Scam. O Phishing Scam consiste no envio de e-mails com promessas de dinheiro fácil e ofertas financeiras de todo o tipo – sempre vindas de alguém que você não conhece e não enviadas diretamente para seu e-mail.

Para exemplificar, transcrevo aqui a troca de mensagens entre Dody Lira, gerente sênior do datacenter americano Softlayer e responsável pelo grupo antispam e um scammer recentemente.

———————————————

From: “Freddy Scammer” <scammer@address>
To: “Freddy Scammer” <scammer@address>
Subject: PA URGENTLY NEEDED
Hi, I am looking for a Personal Assistant, Kindly let me know if you are interested, and i can send you more details. Thank you
Freddy Scammer

———————————————

Obviamente, os nomes e e-mails do exemplo acima foram preservados. O interessante é notar que o e-mail do scammer foi enviado ao destinatário em BCC – certamente junto com milhares de outros destinatários. Nosso amigo Dody troca algumas mensagens com o scammer, não se expondo, mas ‘dando corda’ para ver se o scammer revela mais sobre suas intenções.

A proposta do scammer é de pagar 500 dólares por semana para receber encomendas (caixas) e reenviá-las para o(s) endereço(s) indicados a ele. Parece realmente muito fácil. Tudo o que é necessário é fornecer seus dados pessoais completos (nome, endereço completo, telefones, etc) ao fraudador, receber as caixas e reenviá-las. Neste caso específico o que está acontecendo é o seguinte: o fraudador usa números de cartão de crédito roubados para fazer compras e as envia para o endereço da vítima.

Este recebe as caixas e as repassa ao fraudador, de modo que, se alguém for pego, será a vítima, que acha que fez grande negócio ao receber 500 dólares por semana ‘apenas’ para receber caixas e as reenviar. Parece tolo, mas com o número crescente de pessoas começando a usar a internet torna-se muito alto o número de pessoas que não tem discernimento para entender o risco, ou que precisa muito do dinheiro e se deixa levar pela oferta tentadora.

Como sempre, educação é a chave: recebeu e-mail de quem você não conhece e que nem ao menos foi enviada para seu e-mail diretamente? Nem leia. Não existe este tipo de oferta estonteante. Infelizmente, o que existe é um golpe e você provavelmente será a vítima. Atenção!

*Flávio Carvalho, diretor de Serviços da Arcon serviços gerenciados de segurança.



Imperabilidade Inexistente

Bom, para começar este artigo, tenho que confessar que a palavra “imperabilidade” não existe.


O mundo em tensão

As relações entre Estados Unidos e Irã após a morte de Qasem Soleimani.


Quando o telefone toca…

A cada passo sou massacrado: ouço o telefone tilintar. Corro para atender.


O Coringa que te habita

Não é surpresa que o filme “Coringa”, de Joaquim Phoenix e Todd Phillips, tenha obtido 11 indicações ao Oscar.


O fim dos panfletos

O panfleto talvez seja a mais antiga das formas de comunicação.


Correios, se não tiver interessados, fechar…

Privatização é a palavra cabalística do meio político-administrativo.


Trabalho voluntário

Trabalho voluntário é o que se faz por vontade própria e que tem intenção de ajudar o próximo.


Qual a diferença entre casamento e união estável?

Advogada explica como funciona os dois tipos de família


Educação e instrução

Sob frondosa tília, em flor, leio o “Bom Jesus do Monte”, de Camilo.


A hora dos partidos começarem a existir

Temos nada menos que 110 partidos políticos. São 33 registrados e 77 já fundados que aguardam registro no TSE (Tribunal Superior Eleitoral).


Que venha 2020!

Mais um ano termina e a briga política ideológica entre alguns esquerdopatas e o atual governo parece não ter fim.


Recebi o 13º, é hora de gastar? Não é bem assim!

O assunto já virou clássico de final de ano. O que fazer com o 13º?