Portal O Debate
Grupo WhatsApp


Prece para um novo tempo

Prece para um novo tempo

15/03/2007 Divulgação

Pai nosso que estais no céu,onde anda a nossa justiça quando se caladiante de uma criança sendo arrastada por delinqüentes que saíram para uma farraporque roubo não é mais);onde estão estas pessoas que matam seus pais por dinheiroe fazem com que as portas dos quartos permaneçam trancadas,as cortinas fechadas porque olhar para o céu é não vigiar.

Porque as faculdades e as profissões estão se tornando a última opção
pois o BBB torna mais fácil ganhar.

Não se pode mais usar a igreja para uma criança brincar,
enquanto o nosso presidente diz para o Bush que a nossa relação com o exterior está
caminhando para o ponto g. (para quem não sabe: termo ginecológico).

Perdoai Pai, pois já não conseguimos mais,
os nossos votos já se foram e os impostos nos mostra todos os dias,
onde estão os filhos da miséria.



A empatia como chave para gestão de entregas e pessoas

Uma discussão que acredito ser muito pertinente em tempos de pandemia é como ficam, neste cenário quase caótico, as entregas?


Mass-Media “mascarada”

A semana passada, aventurei-me a sair, para um longo passeio, na minha cidade. Passeio a pé, porque ainda não frequentei o transporte público.


A quarentena e as artes

Schopenhauer foi um filósofo que penetrou no âmago do mundo.


O legado da possibilidade

Quando podemos dizer que uma coisa deu certo? O que é, afinal, um sucesso?


O que diabos está acontecendo?

A crise está a todo vapor e acelerando tendências que levariam décadas para se desenrolar.


STF e o inquérito do fim do mundo

Assim que o presidente da Suprema Corte determinou a abertura do inquérito criminal para apurar ameaças, fake news contra aquele sodalício, nomeando um dos ministros da alta corte para instaurá-lo, de ofício, com base no artigo 43 do Regimento Interno, não vi nenhuma ilegalidade.


As décadas de 20

A mais agitada década de vinte de todas foi a do século XX.


Nós acreditamos!

A história ensina lições. Muitas lições.


A saúde do profissional de educação em tempos de pandemia

Muitos profissionais tiveram que se adaptar por causa da pandemia.



“Quem viva?! …”

Contava meu pai, com elevada graça, que tivemos antepassado, muito desenrascado, que sempre encontrava resposta pronta, na ponta da língua.


Super-mãe. Eu?

Lembro-me de um episódio que aconteceu há alguns anos atrás e que fez com que eu refletisse seriamente sobre meu comportamento de mãe.