Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Rentabilidade das empresas familiares é maior

Rentabilidade das empresas familiares é maior

10/04/2014 Renato Vieira de Avila

Estudos comprovam a superioridade destas empresas quando comparadas às não familiares.

O argumento no qual a empresa familiar é desprovida de profissionalismo, repleta de informalidade e fragilizada por interesses da família que a controla, há muito perdeu a credibilidade científica.

Dois estudos espanhóis demonstram a superioridade destas empresas quando comparadas às não familiares.

O primeiro aponta que 80% dos entrevistados pretendem crescer nos próximos 6 meses, e, destes, metade o fará além das fronteiras. O segundo envolveu 832 empresas - 255 familiares, indicando que entre 2001 a 2010 a rentabilidade média das empresas familiares atingiu 11,61%, e as não familiares restringiram-se a 8,7%.

Entre os fatores apontados pelos estudos como fundamentais à performance superior das empresas familiares estão a menor probabilidade de quebra, índices mais baixos de volatilidade e a menor propensão a manobras especulativas.

Ainda conforme os estudos, tais características é devido ao maior comprometimento das empresas familiares com as comunidades de origem, visão de longo prazo e cautela nas ações visando crescimento e expansão.

Outros diferenciadores das empresas familiares que se situaram no topo das pesquisas é o controle acionário ter permanecido em poder da família fundadora, maior agilidade em momentos de crise, credibilidade perante instituições financeiras e a utilização de estruturas de Governança Corporativa, tais como os acordos de sócios, a criação de conselhos de Família e de Administração e a segregação entre patrimônio e família mediante a utilização de Holdings.

Infelizmente, no Brasil, ainda são poucos os estudos sobre a empresa familiar, valendo-se afirmar que estas especiais organizações empresariais ainda não recebem do Estado a devida importância que suas pares detém na Europa e Estados Unidos, principalmente devido à sua contribuição extraordinária na criação de empregos e no recolhimento dos tributos.

Texto: Renato Vieira de Avila

 



Bandejada especial

Montes Claros é uma cidade de características muito peculiares. Para quem chega de fora para morar lá a primeira surpresa vem com a receptividade do seu povo.

Autor: Antônio Marcos Ferreira


Eleições para vereadores merecem mais atenção

Em anos de eleições municipais, como é o caso de 2024, os cidadãos brasileiros vão às urnas para escolher prefeito, vice-prefeito e vereadores.

Autor: Wilson Pedroso


Para escolher o melhor

Tomar boas decisões em um mundo veloz e competitivo como o de hoje é uma necessidade inegável.

Autor: Janguiê Diniz


A desconstrução do mundo

Quando saí do Brasil para morar no exterior, eu sabia que muita coisa iria mudar: mais uma língua, outros costumes, novas paisagens.

Autor: João Filipe da Mata


Por nova (e justa) distribuição tributária

Do bolo dos impostos arrecadados no País, 68% vão para a União, 24% para os Estados e apenas 18% para os municípios.

Autor: Tenente Dirceu Cardoso Gonçalves


Um debate desastroso e a dúvida Biden

Com a proximidade das eleições presidenciais nos Estados Unidos, marcadas para novembro deste ano, realizou-se, na última semana, o primeiro debate entre os pleiteantes de 2024 à Casa Branca: Donald Trump e Joe Biden.

Autor: João Alfredo Lopes Nyegray


Aquiles e seu calcanhar

O mito do herói grego Aquiles adentrou nosso imaginário e nossa nomenclatura médica: o tendão que se insere em nosso calcanhar foi chamado de tendão de Aquiles em homenagem a esse herói.

Autor: Marco Antonio Spinelli


Falta aos brasileiros a sede de verdade

Sigmund Freud (1856-1939), o famoso psicanalista austríaco, escreveu: “As massas nunca tiveram sede de verdade. Elas querem ilusões e nem sabem viver sem elas”.

Autor: Samuel Hanan


Uma batalha política como a de Caim e Abel

Em meio ao turbilhão global, o caos e a desordem só aumentam, e o Juiz Universal está preparando o lançamento da grande colheita da humanidade.

Autor: Benedicto Ismael Camargo Dutra


De olho na alta e/ou criação de impostos

Trava-se, no Congresso Nacional, a grande batalha tributária, embutida na reforma que realinhou, deu nova nomenclatura aos impostos e agora busca enquadrar os produtos ao apetite do fisco e do governo.

Autor: Tenente Dirceu Cardoso Gonçalves


O Pronto Atendimento e o desafio do acolhimento na saúde

O trabalho dentro de um hospital é complexo devido a diversas camadas de atendimento que são necessárias para abranger as necessidades de todos os pacientes.

Autor: José Arthur Brasil


Como melhorar a segurança na movimentação de cargas na construção civil?

O setor da construção civil é um dos mais importantes para a economia do país e tem impacto direto na geração de empregos.

Autor: Fernando Fuertes