Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Salvem os professores

Salvem os professores

04/06/2021 Maria Inês Vasconcelos

A sala de aula da contemporânea idade revela que os professores estão no laboratório.

Ministrar aulas on-line se tornou um negócio de risco, já que o conteúdo fica gravado e pode ser visto diversas vezes, e inclusive até comercializado.

A aula é um ativo de enorme valor. Por isso, a sua comercialização transcende do campo jurídico trabalhista, passa pelos direitos da personalidade, exigindo análises intrincadas.

Hoje, a sala de aula, sem sombra de dúvida, é um local de risco. As alternativas tecnológicas causam uma opressão absurdas sobre o professor e ainda falta mentoria digital, de infraestrutura juntamente com as diferenças sociais no acesso à tecnologia e dificuldades com a aula remota.

Esse é o palco do trabalho do docente. Neste lugar, conflito os direitos da personalidade, a ponto de a liberdade de cátedra ficar comprometida.

O trabalho, que pela Constituição Brasileira deveria ser prestado de forma livre, humanizada, é invasão das esferas psicológicas e está transmutado para uma verdadeira cadeia.

Temendo o desgaste de sua identidade, seja no campo profissional, seja outras esferas, o professor hoje trabalha com medo.

A sala de aula é uma arma apontada para cabeça, haja vista que os desvios na utilização da tecnologia, em tese emancipadora, etiquetaram a pior forma de alienação sobre professor.

O medo de falar, o medo de transferir conhecimento e ser julgado pelas próprias ideias, o medo de ser o que se é.

Basta que o aluno dê um clique e encaminhe para o grupo infinito de pessoas um WhatsApp, que o professor pode ser crucificado por suas ideias.

Avanços na legislação, como a lei Grau de proteção de dados, instituiu o conceito de cidadania digital e disciplina à proteção de dados pessoais, bem como em violabilidade da intimidade, da honra e da imagem.

Mas a lei ainda engatinha em tentar solucionar conflitos de ordem trabalhista. Ela é completamente claudicante.

O teletrabalho não está regulado, e o movimento sindical consegue acudir o que de fato acontece com professor. Ele trabalha muito mais do que antes, sem qualquer tipo de blindagem, estando completamente vulnerável e doente.

Aliás nesse aspecto o número de afastamentos em razão de depressão, síndrome do pânico e Burnout são impressionantes.

Transformado em laboratório, a sala de aula é uma verdadeira guilhotina. O medo domina a agenda. E ainda que a tecnologia seja ressurreição do mundo pós pandemia, o professor não pode pagar sozinho esta conta.

Fica aí o recado: professores, a doença é um sinal de que a sociedade caminha em sentido contrário, e que o estado democrático, na realidade está afundado.

Uma democracia se faz de muitas formas, mas sobretudo com a valorização daquela classe que irá não só educar, mas formar os nossos futuros líderes públicos.

A continuar desta forma, olharemos com tristeza para o futuro, não teremos artistas, escritores e juízes, pois não teremos quem os eduque.

* Maria Inês Vasconcelos é advogada, pesquisadora, professora universitária e escritora.

Para mais informações sobre professores clique aqui…

Publique seu texto em nosso site que o Google vai te achar!

Fonte: Naves Coelho Comunicação



Evolução da telessaúde

Maior segurança e respeito à autonomia de profissionais e pacientes.


Explore seu universo de possibilidades

Você sabia que o ser humano enfrenta em média 23 adversidades por dia?


Um doidivanas incorrigível

Todos reconhecem Camilo Castelo Branco, como escritor talentoso. Admiram-lhe a riqueza do vocabulário e a vernaculidade da prosa.


O metaverso vem aí e está mais próximo do que você imagina

Você, assim como eu, já deve ter ouvido falar no Metaverso.


Indulto x Interferência de Poderes

As leis, como de corriqueira sabença, obedecem a uma ordem hierárquica, assim escalonadas: – Norma fundamental; – Constituição Federal; – Lei; (Lei Complementar, Lei Ordinária, Lei Delegada, Medida Provisória, Decreto Legislativo e Resolução).


Você e seu time estão progredindo?

Em qualquer empreitada, pessoal, profissional ou de times, medir resultados é crucial.


Propaganda eleitoral antecipada

A propaganda para as eleições neste ano só é permitida a partir do dia 16 de agosto.


Amar a si mesmo como próximo

No documentário “Heal” (em Português, “Cura”), disponível no Amazon Prime, há um depoimento lancinante de Anita Moorjani, que, em Fevereiro de 2006 chegou ao final de uma luta de quatro anos contra o câncer.


O peso da improbidade no destino das pessoas

O homem já em tempos pré-históricos se reunia em volta das fogueiras onde foi aperfeiçoada a linguagem humana.


Mercado imobiliário: muito ainda para crescer

Em muitos países, a participação do mercado imobiliário no Produto Interno Bruto (PIB) está acima de 50%, enquanto no Brasil estamos com algo em torno de 10%.


Entender os números será requisito do mercado de trabalho

Trabalhar numa empresa e conhecer os seus setores faz parte da rotina de qualquer colaborador. Mas num futuro breve esse conhecimento será apenas parte dos requisitos.


Quais os sintomas da candidíase?

A candidíase é uma infecção causada por uma levedura (um tipo de fungo) chamada Candida albicans.