Portal O Debate
Grupo WhatsApp


Será, de fato, intolerância à lactose?

Será, de fato, intolerância à lactose?

24/08/2016 Patrícia Ceolin Grassi

É importante avaliar a qualidade do leite que chega a nossas casas.

Será, de fato, intolerância à lactose?

Como nutricionista, percebo que está acontecendo uma grande confusão, inclusive entre os profissionais de Saúde, sobre o que é a intolerância à lactose, bem como um ponto fundamental que muitos desconhecem: a qualidade do leite no Brasil.

A lactose é um hidrato de carbono composto por glicose e galactose (açúcares) encontrada especificamente no leite e alimentos que derivam dele, pois é produzido por mamíferos. Ser intolerante à lactose significa que o organismo não é capaz de digeri-la, pois, quando ingerida, é esmoída pela enzima lactase, que é responsável pela quebra da lactose, transformando-a em glicose, para que possa ser absorvida pelo corpo.

Isso significa que, quando o corpo não possui ou produz insuficientemente essa enzima, ele o elimina, gerando assim os desconfortos abdominais, diarreia, flatulência, entre outros sintomas. Essa doença pode ser genética ou adquirida em decorrência de problemas, doenças e até cirurgias intestinais.

Mas é preciso ter atenção: segundo o artigo Lactose Intolerance: Diagnosis, Genetic, And Clinical Factors, apenas 20% da população sofre desta patologia! Logo, é importante avaliar a qualidade do leite que chega a nossas casas.

No Brasil, consumimos normalmente o leite UHT (conhecido como leite Longa Vida). O trajeto desse alimento, do produtor até nossa mesa, é longo e pode ser corrompido no caminho. Outro ponto negativo é que o produto UHT (sigla que significa temperatura ultra alta, em inglês) alcança temperaturas superiores a 100ºC, o que acaba eliminando não só as bactérias ruins (patogênicas), como também as boas (probióticas).

Por isso, em muitos casos, quando o indivíduo troca o leite UHT por produtos de qualidade, a patologia desaparece. Para evitar essa doença é necessário estar atento aos ingredientes do produto antes de comprá-lo (o leite, por exemplo, deve apresentar como ingrediente apenas leite, nada mais, sequer conservantes).

E optar, se possível, pelo produto pasteurizado (leite de “saquinho”), que possui o tratamento térmico em temperatura inferior ao de ebulição, permitindo que as bactérias probióticas sobrevivam e exterminando as patogênicas.

Se, mesmo com a troca do leito UHT pelo pasteurizado, o indivíduo continuar sentindo desconfortos abdominais, flatulências e diarreia, é necessário que procure um médico, pois pode significar, de fato, intolerância à lactose.

Outro ponto importante é que as pessoas que realmente sofrem de intolerância a lactose devem investigar o grau da patologia, pois, muitas vezes, podem comer queijos, iogurtes e não sofrer dos sintomas, já que as bactérias presentes nestes produtos ajudam no processo de digestão.

* Patrícia Ceolin Grassi é mestre em Metabolismo e professora dos cursos de Nutrição e Medicina da Unic.



Os desafios de tornar a tecnologia acessível à população

Vivemos uma realidade em que os avanços tecnológicos passaram a pautar nosso comportamento e nossa sociedade.


O uso do celular, até para telefonar

Setenta e sete por cento dos brasileiros utilizam o smartphone para pagar contas, transferir dinheiro e outros serviços bancários.


Canto para uma cidade surda

O Minas Tênis Clube deu ao Pacífico Mascarenhas o que a cidade de Belo Horizonte deve ao Clube da Esquina; um cantinho construído pelo respeito, gratidão, admiração, reconhecimento, apreço e amor.


Como acaso tornou famoso notável compositor

Antes de alcançar a celebridade, e a enorme fortuna, Verdi, passou muitas dificuldades financeiras.


Gugu e a fragilidade da vida

A sabedoria aconselha foco no equilíbrio emocional e espiritual diante da fragilidade e fugacidade da vida.


Quando o muro caiu

O Brasil se preparava para o segundo turno das eleições presidenciais, entre o metalúrgico socialista Luís Inácio Lula da Silva e a incógnita liberal salvacionista Fernando Collor de Melo, quando a televisão anunciou a queda do muro de Berlim.


Identidade pessoal e identidade familiar

Cada família gesta a sua identidade, ainda que algumas vezes, de forma inconsciente.


Desprezo e ingratidão

Não sei o que dói mais: se a ingratidão se o desprezo.


A classe esquecida pelo governo

O fato é que a classe média acaba por ser a classe esquecida pelo governo.


O STF em defesa de quem?

A UIF, antigo COAF, foi criada como uma unidade do Ministério da Justiça (hoje, no BACEN) para fazer uma coisa muito simples: receber dos bancos notificações de que alguém teria realizado uma transação suspeita, anormal.


O prazer da leitura

Ao contrário do que se possa pensar, não tenho muitos amigos. Também não são muitos os conhecidos.


Desmoralização do SFT

A moralidade e a segurança jurídica justificam a continuidade da prisão em segunda instância. A mudança desta postura favorece a impunidade dos poderosos e endinheirados.