Portal O Debate
Grupo WhatsApp


Smartphones ou tablets: a experiência de uso dos seus clientes

Smartphones ou tablets: a experiência de uso dos seus clientes

27/05/2013 Leandro Ginane

Atualmente, estima-se que existam centenas de diferentes combinações de ambientes utilizados para acessar a web.

Com o frequente lançamento de novos modelos de smartphones e tablets, e a evolução de sistemas operacionais e browsers, é notória a importância de conhecer profundamente o funcionamento de aplicações digitais em diferentes situações de uso.

Imagine o impacto negativo na experiência dos usuários e nos resultados comerciais se um cliente não consegue finalizar uma compra ou visualizar seu saldo, devido a problemas causados pela forma como a aplicação foi planejada e desenvolvida. Diante disso, é fundamental que o modelo de design e desenvolvimento para a web seja repensado.

Acredito em uma nova abordagem que prioriza smartphones e tablets no planejamento de interfaces e fluxos de interação para web. Trata-se do modelo Mobile First, somado ao uso de técnicas de responsive design para o desenvolvimento. Essa abordagem é o início para a verdadeira democratização do acesso à web, independentemente do contexto de uso e do dispositivo que está sendo utilizado.

No entanto, como na maioria das mudanças, há novos desafios a serem enfrentados por designers e desenvolvedores, como: telas com limitações de espaço e interação, restrições tecnológicas, velocidade de carregamento, prazo de desenvolvimento e criação e testes em diferentes ambientes e aparelhos.

Do lado das empresas, não é diferente. Porém, os desafios são adquirir conhecimento técnico da equipe, prazo para implantação, orçamento, conhecimento do perfil tecnológico e comportamental da base de clientes e testes pós-desenvolvimento. Todas essas questões precisam estar mapeadas antes de decidir pela utilização desse novo método.

Entretanto, os resultados são animadores. Recentemente o comercio eletrônico da marca O’Neill repensou sua estratégia digital e utilizou o design responsivo para melhorar a experiência de seus clientes. Em três semanas, o número de transações pelo iPhone duplicou e, no Android, triplicou. Os acessos móveis crescem a cada dia e o design é um fator decisivo para atender a expectativa desses novos consumidores.

*Leandro Ginane é fundador da deviceLab, o primeiro laboratório de testes de dispositivos com ambiente controlado do Brasil.



Quando a desinformação é menos tecnológica e mais cultural

Cenário é propício para o descrédito de pesquisas, dados, documentos e uma série de evidências de veracidade.


Igualdade como requisito de existência

Na última cerimônia de entrega do EMMY, o prêmio da TV Norte Americana, um ator negro foi premiado, fruto de reconhecimento praticamente unânime de seu trabalho.


Liderança é comunicação, conexão e confiança

Cada dia que passa, percebo que uma boa comunicação e liderança têm total relação com conexão.


“A educação é a arma mais poderosa…” mas para quem?

Tudo o que se cria ou se ensina no mundo tem dois lados. Geralmente as intenções são boas e as pessoas as tornam ruins.


“Golpe do Delivery”

Entregadores usam máquina de cartão para enganar consumidor.


A inclusão educacional e o mês das crianças

O tema da inclusão está na ordem do dia, dominando as agendas no mês das crianças.


A velha forma de fazer política não tem fim

Ser político no Brasil é um grande negócio, uma dádiva caída do céu, visto as grandes recompensas de toda a ordem obtidas pelos políticos.


Procedimento de segurança

“Havendo despressurização…”, anuncia a comissária, em tom calmo, aos ouvidos dos senhores passageiros daquele voo atrasado, sob a umidade e a monocromia do céu de quase inverno.


Envelhecimento: o tempo passa para todos

Todos nós, em algum momento de nossas vidas, já ouvimos a frase: “o tempo passa para todos”.


Os passos para encontrar a si mesmo e a Deus

Mar da Galileia, Mar de Tiberíades ou Lago de Genesaré, um lugar significativo de tantos milagres e narrativas do Evangelho.


A babá e o beijo

Se eu tinha dúvidas, agora não tenho mais.


A despolitização do Supremo Tribunal Federal

Não pode funcionar bem e com total isenção uma corte ou tribunal de indicação e nomeação política.