Portal O Debate
Grupo WhatsApp

STF claudicante: ministro Edson Fachin absolve Lula na Lava Jato

STF claudicante: ministro Edson Fachin absolve Lula na Lava Jato

09/03/2021 Julio César Cardoso

O Brasil é um país muito complicado, tanto no aspecto político quanto jurídico. Aqui, vale quem tem cacife, status e poder político.

Ultimamente, as decisões do Judiciário têm comprometido bastante a imagem de um órgão que era para refletir seriedade, confiança e respeito.

Por interesses outros, as decisões dos tribunais não estão se sustentando no tempo, o que é muito lamentável.

Parece até que os nossos tribunais não são formados por elementos de envergadura jurídica capazes de operar com imparcialidade para manter o equilíbrio da balança da Justiça.

Vejamos, a condenação em segunda instância estava pacificada no STF, mas por pressão político-partidária o STF refez a sua decisão. E por placar apertado de 6 a 5 revogou, em 2019, o que o próprio órgão em tão pouco tempo já havia decidido.

Agora, o país assiste perplexo a uma decisão monocrática do STF, proferida pelo ministro Edson Fachin, o qual anula as condenações de Lula na Lava Jato por considerar a instância de Curitiba incompetente para julgar o caso.

E com a decisão, o ex-presidente não terá mais restrições na Justiça Eleitoral e recupera os seus direitos políticos.

Qual foi a pressão ou motivo que levou só agora o ministro Fachin a tomar a esdrúxula decisão? Transformar-se em corregedor geral da Justiça?

Ressuscitar alguém capaz de enfrentar Bolsonaro na corrida pela reeleição? Ou livrar o ex-juiz Sérgio Moro de arquitetadas imputações ilegais na Lava Jato? E tudo isso em plena ebulição da pandemia do coronavírus.

Durante todo esse tempo, nenhum magistrado contestou a legalidade da instância de Curitiba, ou seja, o STJ e o STF jamais questionaram a incompetência da 13ª Vara Federal de Curitiba para julgar os processos envolvendo o ex-presidente.

Por que, então, de repente, o ministro Edson Fachin atende às pretensões dos advogados de Lula? O país carece de mais seriedade.

A decisão do ministro Fachin gera insegurança jurídica. Põe em xeque a lisura e competência jurídica do Judiciário.  Causa má impressão do STF, a última trincheira institucional.

O Supremo Tribuna Federal não pode demonstrar pusilanimidade e prolatar decisões conflitantes. Quanto custou ao país, até agora, o trabalho operado na Lava Jato, em Curitiba?

Então, por entendimento monocrático de instância processual, tudo vai por água abaixo, não tem mais efeito e tem de começar do marco zero?

Doravante, se prevalecer a decisão monocrática do ministro Edson Fachin, outras decisões anteriores poderão ser restauradas.

O ministro Edson Fachin deveria submeter a matéria ao referendo do plenário do STF, por se tratar de fato emblemático e de repercussão nacional.

Embora a decisão seja terminativa, a Procuradoria Geral da República (PGR) já anunciou que irá recorrer.

* Júlio César Cardoso é Servidor Federal aposentado.

Para mais informações sobre Lava Jato clique aqui… 



O peso da improbidade no destino das pessoas

O homem já em tempos pré-históricos se reunia em volta das fogueiras onde foi aperfeiçoada a linguagem humana.


Mercado imobiliário: muito ainda para crescer

Em muitos países, a participação do mercado imobiliário no Produto Interno Bruto (PIB) está acima de 50%, enquanto no Brasil estamos com algo em torno de 10%.


Entender os números será requisito do mercado de trabalho

Trabalhar numa empresa e conhecer os seus setores faz parte da rotina de qualquer colaborador. Mas num futuro breve esse conhecimento será apenas parte dos requisitos.


Quais os sintomas da candidíase?

A candidíase é uma infecção causada por uma levedura (um tipo de fungo) chamada Candida albicans.


Entenda o visto humanitário para ucranianos

A invasão da Ucrânia pela Rússia, iniciada em 24 de fevereiro, já levou mais de 4 milhões de ucranianos a deixarem seu país em busca de um lugar seguro.


Exigência de vacina não é motivo para rescisão indireta por motivo ideológico

Não se discute mais que cabe ao empregador, no exercício de seu poder diretivo e disciplinar, zelar pelo meio ambiente de trabalho saudável.


A governança de riscos e gestão em fintechs

Em complemento às soluções e instituições financeiras já existentes, o mercado de crédito ficou muito mais democrático com a expansão das fintechs.


6 passos para evitar e mitigar os danos de ataques cibernéticos à sua empresa

Ao longo de 2021 o Brasil sofreu mais de 88,5 bilhões (sim, bilhões) de tentativas de ataques digitais, o que corresponde a um aumento de 950% em relação a 2020, segundo um levantamento da Fortinet.


Investimentos registram captação de R$ 46 bi no primeiro trimestre

O segmento de fundos de investimentos fechou o primeiro trimestre de 2022 com absorção líquida de R$ 46,1 bilhões, movimentação de 56,9% menor do que o observado no mesmo período de 2021.


Não são apenas números

Vinte e duas redações receberam nota mil, 95.788, nota zero, e a média geral de 634,16.


Formas mais livres de amar

A busca de afeição, o preenchimento da carência que nos corrói as emoções, nos lança a uma procura incessante de aproximação com outra pessoa: ânsia esperançosa de completude; algum\a outro\a me vai fazer feliz.


Dia da Educação: transformação das pessoas, do mercado e da sociedade

A Educação do século 21 precisa, cada vez mais, conciliar as competências técnicas e comportamentais.