Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Superando Barreiras

Superando Barreiras

09/03/2019 Paulo Eduardo de Barros Fonseca

No ano de 2016 o Brasil sediou as Olimpíadas e as Paralimpíadas.

Juntamente com a família participei da cerimônia de abertura dos Jogos Paralímpicos e assisti algumas competições nas quais, inclusive, atletas brasileiros ganharam medalha de ouro. Foram momentos de muito aprendizado e emoção. O que para algumas pessoas é uma dificuldade intransponível para outros é motivação e superação!

De lá para cá, minha filha Ana Paula, que é portadora de uma síndrome neurológica – ataxia indefinida – caracterizada pela falta de coordenação motora, especialmente quanto ao seu equilíbrio, decorrente de algum bloqueio cerebelar, se encantou pelo esporte e, em meio as suas tantas atividades do dia-a-dia – estudo, trabalho, tratamentos médicos, cuidar do seu blog, carnaval etc -, procurava conhecer modalidades esportivas paralímpicas porque queria ser atleta.

Sonho realizado!

Há quatro meses ela conheceu e passou a treinar uma modalidade nova chamada Petra, também conhecida como Race Running, na qual os atletas correm com os seus próprios pés apoiando-se a um andador, uma espécie de bicicleta sem pedais, consistente numa armação com três rodas anexadas a um suporte para o corpo. O atleta tem o apoio de um assento, um suporte para o tronco e o guidão, que é utilizado para direcionar seus movimentos.

Embora iniciante no esporte, no último final de semana ela enfrentou seu primeiro desafio como atleta, participando da sua primeira competição, demonstrando mais uma vez que aceita sua condição física – que limita seus movimentos – e os desafios que se propôs a enfrentar nesta encarnação.

O resultado? Isso é de pouca importância face à forma corajosa como ela enfrenta a vida, superando barreiras e dando exemplo a todos que com ela convivem.

Quem a conhece reconhece seu esforço, sua alegria contagiante, a responsabilidade para com os compromissos assumidos e o exemplo de vida, de aceitação e de superação que é para todos ao transformar sua dificuldade física – que para ela não é um sofrimento – em esperanças, em paciência, certamente porque entende os desígnios de Deus.

Ela talvez não saiba, mas competir no esporte escolhido é apenas um pequeno detalhe para quem transforma suas eventuais lágrimas em doces sorrisos!

* Paulo Eduardo de Barros Fonseca é vice-presidente do Conselho Curador da Fundação Arnaldo Vieira de Carvalho, mantenedora da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo.

Fonte: Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo



A primeira romaria do ano em Portugal

A 10 de Janeiro – ou domingo mais próximo dessa data, dia do falecimento de S. Gonçalo, realiza-se festa rija em Vila Nova de Gaia.


Medicina Preventiva x Medicina Curativa

A medicina curativa domina o setor de saúde e farmacêutico. Mas existe outro tipo de cuidado em crescimento, chamado de Medicina Personalizada.


A importância da inovação em programas de treinamento e desenvolvimento

O desenvolvimento de pessoas em um ambiente corporativo é um grande desafio para gestores de recursos humanos, principalmente para os que buscam o melhor aproveitamento das habilidades de um time através do autoconhecimento.


Por que o 13º salário gera “confiança” nos brasileiros?

O fim do ano está chegando, mas antes de pensar no Natal as pessoas já estão de olho no 13º salário.


O gênero “neutro” ou a “neutralização” de gênero

Tenho visto algumas matérias sobre a “neutralização” do gênero na língua portuguesa, no Brasil, algumas contra e algumas a favor. Digo no Brasil, porque em Portugal não vejo isto.


O poder da gentileza

O mês de novembro traz uma comemoração muito especial e essencial para estes tempos pandêmicos e de tanta polarização política: o Dia da Gentileza.


Branco no preto

As pessoas pretas no Brasil vivem pior do que as pessoas brancas, independentemente de qualquer situação.


Politicamente Correto, Liberdade de Expressão e Dignidade Humana

Estamos vivenciando, há tempos, a dicotomia de opiniões, a divisão clássica na qual a forma de expressar, de pensar, contém apenas lados antagônicos, separados que não podem convergir ou, ao menos, serem respeitados.


Prévia tucana, um tiro no escuro

Diferente das eleições primárias norte-americanas, onde os partidos Democrata e Republicano escolhem seus candidatos e definem a plataforma eleitoral, a prévia que o PSDB (Partido da Social Democracia Brasileira) realizará neste domingo (21/11) está cercada de interrogações.


A imagem do Senhor Jesus de Santa Marinha de Vila Nova de Gaia

Nesta época pandémica, que parece não deixar de nos dizimar – dizem: por causa de novas variantes e à facilidade de movimentação, – é oportuno recordar como o povo de Deus se libertou de funestas calamidades, recorrendo à oração e à penitência.


Algoritmos e automação: a combinação certa para potencializar a vida na era digital

Há quinze anos, quem poderia imaginar que seria possível trabalhar, fazer compras, ter planos personalizados para treinos da academia e conseguir organizar investimentos em bolsas globais sem sair de casa?


Transformação digital: os desafios de um novo modelo

Com a chegada da Quarta Revolução Industrial, organizações dos mais diferentes portes e setores estão encarando obstáculos de toda ordem para lidar com as novas demandas do consumidor.