Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Sustentabilidade e a gestão estratégica empresarial

Sustentabilidade e a gestão estratégica empresarial

04/10/2016 Reinaldo Dias

A sustentabilidade empresarial é um tema cada vez mais discutido em diversos fóruns nacionais e internacionais.

Sustentabilidade e a gestão estratégica empresarial

Isto se traduz em múltiplas iniciativas destinadas a promover geração de valor empresarial além da visão tradicional, ou seja, a que incorpora fatores ambientais e sociais na estratégia central da gestão das organizações.

No entanto, o compromisso com estas iniciativas por parte das empresas somente ocorrerá se forem capazes de visualizar de modo tangível os benefícios concretos que as práticas sustentáveis geram para o negócio no curto, médio e longo prazo.

Para as empresas, o desenvolvimento sustentável se apresenta como uma oportunidade de mudança e transição para uma nova forma de fazer negócios, novas formas de conviver na sociedade, desenvolver-se e crescer em um meio de concorrência onde todos possam ganhar de algum modo.

O futuro competitivo da empresa depende cada vez mais de sua sustentabilidade, ou seja, da capacidade que possui para manter-se através do tempo, utilizando de forma responsável os recursos para sua atividade, criando valor para os grupos relacionados com a organização (stakeholders).

Na reunião da COP 21 em Paris, o setor privado assumiu o compromisso de contribuir com a luta global contra as mudanças climáticas. Para cumprir as metas estabelecidas, o esforço a ser empreendido deverá ser enorme e traduzir-se em mudanças substanciais nos processos produtivos e nas práticas empresariais, com a sustentabilidade transformada em importante ferramenta para aumentar a competitividade das empresas.

Com o desenvolvimento das tecnologias de informação e comunicação (TICs) destacou-se a figura do cidadão consumidor que não só reclama pelos seus direitos junto ao Estado, mas que também o faz diretamente às organizações empresariais, exigindo que estas assumam formas de produção mais limpas, inclusivas e transparentes como modo de enfrentar as mudanças climáticas e diminuir a pobreza.

Considerando este cenário, uma nova cultura empresarial surge tendo uma orientação gerencial e organizacional com base na sustentabilidade. É nesse contexto que surge a gestão estratégica da sustentabilidade que, na prática empresarial, facilita a integração da visão tradicional com a perspectiva do desenvolvimento sustentável.

O conceito de sustentabilidade envolve uma grande mudança e exige uma nova cultura focada na questão social, em particular na erradicação da pobreza. Está caracterizada por respeito à natureza e baseada em modelos econômicos, tecnológicos e regulatórios estabelecidos pela necessidade de combater as mudanças climáticas.

Nesse sentido, as ações de enfrentamento das mudanças climáticas colocam às empresas a necessidade de assumirem um papel decisivo de liderança nesse processo, pois são o segmento mais dinâmico e com habilidade para inovar na sociedade.

A sustentabilidade aplicada à estratégia empresarial vai além do cumprimento das obrigações jurídicas, fiscais ou trabalhistas, sendo fundamental o aumento no investimento do capital humano, pois o desenvolvimento sustentável, compreendido como fim que orienta a ação, necessita profissionais capacitados para tomar decisões políticas, gerar programas e realizar ações que permitam relacionar-se com sucesso entre os diferentes grupos de interesse da organização, tanto no nível interno, como externo.

As organizações que adotam o conceito de sustentabilidade em sua estratégia e tomada de decisões entendem que a obtenção de benefícios continua sendo o principal objetivo das empresas, mas não sua única razão de ser, e optam por uma reflexão de longo prazo sobre as decisões e os investimentos estratégicos.

Contribuem, desse modo, para criar uma alternativa de gestão onde as empresas podem administrar suas operações de modo a incentivar o crescimento econômico e a competitividade e ao mesmo tempo, garantir a proteção do meio ambiente e valorizar o impacto social da atividade empresarial.

* Reinaldo Dias é professor da Universidade Presbiteriana Mackenzie, campus Campinas. Doutor em Ciências Sociais, Mestre em Ciência Política pela Unicamp e especialista em Ciências Ambientais.



Indulto x Interferência de Poderes

As leis, como de corriqueira sabença, obedecem a uma ordem hierárquica, assim escalonadas: – Norma fundamental; – Constituição Federal; – Lei; (Lei Complementar, Lei Ordinária, Lei Delegada, Medida Provisória, Decreto Legislativo e Resolução).


Você e seu time estão progredindo?

Em qualquer empreitada, pessoal, profissional ou de times, medir resultados é crucial.


Propaganda eleitoral antecipada

A propaganda para as eleições neste ano só é permitida a partir do dia 16 de agosto.


Amar a si mesmo como próximo

No documentário “Heal” (em Português, “Cura”), disponível no Amazon Prime, há um depoimento lancinante de Anita Moorjani, que, em Fevereiro de 2006 chegou ao final de uma luta de quatro anos contra o câncer.


O peso da improbidade no destino das pessoas

O homem já em tempos pré-históricos se reunia em volta das fogueiras onde foi aperfeiçoada a linguagem humana.


Mercado imobiliário: muito ainda para crescer

Em muitos países, a participação do mercado imobiliário no Produto Interno Bruto (PIB) está acima de 50%, enquanto no Brasil estamos com algo em torno de 10%.


Entender os números será requisito do mercado de trabalho

Trabalhar numa empresa e conhecer os seus setores faz parte da rotina de qualquer colaborador. Mas num futuro breve esse conhecimento será apenas parte dos requisitos.


Quais os sintomas da candidíase?

A candidíase é uma infecção causada por uma levedura (um tipo de fungo) chamada Candida albicans.


Entenda o visto humanitário para ucranianos

A invasão da Ucrânia pela Rússia, iniciada em 24 de fevereiro, já levou mais de 4 milhões de ucranianos a deixarem seu país em busca de um lugar seguro.


Exigência de vacina não é motivo para rescisão indireta por motivo ideológico

Não se discute mais que cabe ao empregador, no exercício de seu poder diretivo e disciplinar, zelar pelo meio ambiente de trabalho saudável.


A governança de riscos e gestão em fintechs

Em complemento às soluções e instituições financeiras já existentes, o mercado de crédito ficou muito mais democrático com a expansão das fintechs.


6 passos para evitar e mitigar os danos de ataques cibernéticos à sua empresa

Ao longo de 2021 o Brasil sofreu mais de 88,5 bilhões (sim, bilhões) de tentativas de ataques digitais, o que corresponde a um aumento de 950% em relação a 2020, segundo um levantamento da Fortinet.