Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Tecnologia de ponta para maior segurança

Tecnologia de ponta para maior segurança

08/07/2008 Dimas de Mello Pimenta II

Dois estudos sobre o setor de seguros e a indústria de segurança, de mercados aparentemente distintos, permitem, se analisados em conjunto, interessantes conclusões sobre tendências da economia no Brasil e no mundo.

Ambos apresentam crescimento significativo e consistente nos últimos anos. De um lado, a sua boa performance evidencia a justificada preocupação de pessoas físicas e jurídicas com os riscos advindos da conjuntura política mundial e/ou da criminalidade.

Entretanto, de outro lado, mostra que a consciência relativa à prevenção, antes uma peculiaridade do primeiro mundo, avança de modo muito positivo nas nações emergentes e até mesmo nas que se encontram em desenvolvimento. Informações recentes demonstram que o mercado mundial de segurança vivencia um período de expansão estável e forte. Sua evolução tem variado entre seis e oito por cento ao ano.

Essa indústria movimenta cerca de US$ 50,48 bilhões anuais. O ritmo de crescimento deverá manter-se pelo menos por mais cinco anos, estimam os especialistas. Cerca de 43% desse mercado refere-se a sistemas eletrônicos de controle de acesso e alarmes, que são os de maior tecnologia agregada nesse setor de atividades.

A tendência de expansão também se verifica no setor de seguros, que registra receita total, em todo o mundo, de US$ 3,4 trilhões por ano. Recente estudo da Escola Nacional de Seguros — Funenseg demonstra que o mercado registra expansão mais rápida nas nações emergentes. Nos próximos anos, projeta-se, mundialmente, crescimento de 2,5% por exercício.

A mesma lógica provavelmente mova os mercados de segurança e de seguros, a começar pela necessidade de proteção, prevenção e possibilidade de ressarcimento, ante os riscos a que estão submetidas pessoas físicas e jurídicas.

Outro aspecto importante é um ambiente mais propício aos negócios, forjado por estruturas eficazes de segurança e respaldado por apólices adequadas e confiáveis de seguros. Não há dúvida de que tais fatores são levados em consideração pelas empresas que realizam investimentos produtivos.

A necessidade de investimentos em proteção fica ainda mais evidente quando se analisa o relatório sobre criminalidade e violência apresentado pela Organização das Nações Unidas (ONU). A violência faz com que o mercado de segurança no Brasil movimente cerca US$ 49 bilhões ao ano, o equivalente, em reais, a 10% do PIB brasileiro.

É para acompanhar este mercado, altamente exigente, que a DIMEP – Dimas de Melo Pimenta Sistemas de Acesso e Ponto – disponibiliza uma avançada linha de produtos, que incorpora sofisticados sistemas de identificação biométrica, além de softwares de reconhecimento e tratamento de informações.   Os sistemas biométricos conferem maior segurança de acesso aos ambientes restritos, quando comparados aos tradicionais, e podem ser usados em catracas, controles de estacionamentos (tarifado ou não) e relógios de ponto. Senhas e sistemas convencionais de identificação podem ser facilmente copiados ou forjados.

A identificação biométrica, ao analisar um traço físico do usuário na tentativa de acesso ao ambiente, confere um maior nível de proteção ao sistema, autorizando ou não a passagem deste. Nesta linha destaca-se o Biopoint, um dos produtos mais vendidos pela DIMEP. Para as empresas que não necessitam de controles mais complexos, há o Minipoint.

O equipamento de ponto agrega, ao baixo custo, facilidade operacional que lhe permite a utilização em lojas, academias, restaurantes, clínicas, escritórios ou pequenas empresas comerciais ou industriais. Para conhecer a linha completa de produtos da DIMEP acesse o site.   * Dimas de Melo Pimenta II, economista, é presidente da Dimep – Sistemas de Ponto e Acesso e diretor do Departamento Sindical (Desin) da Fiesp.



Setembro Amarelo: é preciso praticar o amor ao próximo

Um domingo ensolarado é um dia perfeito para exercitar a felicidade, passear no parque, levar as crianças na piscina ou encontrar os amigos com seus sorrisos largos e escancarados.


Setembro Amarelo: é preciso ter ferramentas para lidar com o mundo

No semáforo, a cor amarela é frequentemente associada com desaceleração. O motorista precisa reduzir a velocidade ou até mesmo parar.


Da apropriação ilícita dos símbolos da Nação

Uma nova prática vem sendo efetivada por políticos e partidos radicais em âmbito mundial, a apropriação dos símbolos da nação como se fossem bandeiras de suas filosofias.


Tecnologia é fundamental para facilitar o processo de legalização de novos negócios no Brasil

Imagine se todo o recurso humano e dinheiro envolvidos no processo de abertura e legalização de uma empresa no Brasil fossem utilizados para promover mais eficiência e valor agregado para a sociedade?


Como a tecnologia pode criar uma cultura de reciclagem

Diante das diversas transformações no mundo dos negócios e no modelo de atendimento aos consumidores, empresas de todos os segmentos estão sendo obrigadas a buscarem soluções que permitam acelerar a inovação e a eficiência de seus negócios.


As regras essenciais para o uso de vagas de garagem em condomínios

A garagem traz para o condômino segurança e comodidade para os moradores.


Como usar a sua voz para compartilhar as suas ideias?

Você já se perguntou quantas palavras fala diariamente?


A jornada de inovação dos caixas eletrônicos

Quando os primeiros caixas eletrônicos chegaram ao Brasil, no início dos anos 1980, a grande novidade era a possibilidade de retirar dinheiro ou emitir um extrato de forma automatizada.


A nota oficial do Presidente da República

Após o excesso de retórica do mandatário maior da nação ocorrida no dia de uma das maiores manifestações já realizadas e vistas pelo povo brasileiro, o Presidente da República, veio a público, através de nota oficial, prestar a seguinte declaração, da qual destaca-se os seguintes parágrafos:


Combate ao terrorismo após 11 de setembro: incertezas e desafios

Faz 20 anos que acompanhamos, principalmente pela televisão, o maior ataque terrorista da história contemporânea.


ESG qualifica empresas na busca por investidores

Segundo a Morningstar, no início do segundo semestre o volume global investidos em fundos ESG ultrapassou o montante de US$ 2,3 trilhões.


A vacina é para todas as idades

Em todas as fases da vida manter a caderneta de vacinação em dia é muito importante.