Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Thanksgiving é Dia de Ação… de quê?

Thanksgiving é Dia de Ação… de quê?

22/11/2018 Jamile Dabul

Quem nunca ouviu falar em Thanksgiving?

Thanksgiving é Dia de Ação… de quê?
Com certeza você já viu esse dia sendo celebrado em um filme ou seriado norte-americano. A cena é clássica: a família reunida em volta de uma mesa farta. Mas o que essa data representa de fato? Comemorado na quarta quinta-feira de novembro nos Estados Unidos e em outros países de língua inglesa, e na segunda segunda-feira de outubro no Canadá, a celebração tem origens distintas. Contudo, desfiles pelas ruas (parades), reunir a família e amigos, refeição especial, agradecer bênçãos recebidas e passar o dia vendo futebol americano na televisão são pontos comuns dessa celebração. De um modo geral, os norte-americanos celebram o Thanksgiving de forma mais fraterna que o próprio Natal, com pratos típicos como peru (turkey), molho de cranberry (cranberry sauce) e torta de abóbora (pumpkin pie), que reúnem toda a família. Assim como outras datas, o Dia de Ação de Graças está ganhando espaço no calendário das famílias brasileiras. Em português, diz-se “Dia de Ação de Graças”, evento que vem sendo difundido no Brasil principalmente pelas escolas que ensinam língua inglesa. Isso acontece especialmente porque é extremamente relevante se aprofundar na cultura ao aprender outro idioma, pois a língua está nela incluída. Outro aspecto forte da data são as promoções: a Black Friday e também a Cyber Monday são estratégias utilizadas pelo comércio em muitos países, incluindo o Brasil. Comprar a televisão ou o telefone celular mais modernos são motivos para aguardar o Thanksgiving sem sequer dar-se conta disso. Ok! Mas...onde estão as verdadeiras “Ações de Graças”? Será que aqui, entre tantos afazeres e preparos, a família irá de fato refletir sobre as bênçãos recebidas? Em meio às ofertas e ao desejo de consumir, o filho irá fechar os olhos, respirar fundo e perceber o quanto é amado e querido? Os familiares e amigos trocarão agradecimentos? Principalmente nos Estados Unidos, muitas pessoas se reúnem nesse dia para fazer o bem, e muito possivelmente não o façam apenas nessa data. Em todo o mundo, todos os dias há professores ensinando crianças a perceberem muitos motivos para darem graças; famílias compartilhando motivos de gratidão; pessoas caminhando e agradecendo pelo ar que respiram e pela beleza na natureza. E você? Que tal pensar o Thanksgiving de uma forma diferente a partir de hoje? Uma sugestão é reunir a família, escrever em pequenos papéis algumas coisas pelas quais são gratos e guardar esses registros em uma caixinha. De tempos em tempos releiam juntos. Com certeza fará bem a todos! * Jamile Dabul é professora de língua inglesa do Marista Idiomas do Colégio Marista Santa Maria. Fonte: Pg1 Comunicação



Quais os sintomas da candidíase?

A candidíase é uma infecção causada por uma levedura (um tipo de fungo) chamada Candida albicans.


Entenda o visto humanitário para ucranianos

A invasão da Ucrânia pela Rússia, iniciada em 24 de fevereiro, já levou mais de 4 milhões de ucranianos a deixarem seu país em busca de um lugar seguro.


Exigência de vacina não é motivo para rescisão indireta por motivo ideológico

Não se discute mais que cabe ao empregador, no exercício de seu poder diretivo e disciplinar, zelar pelo meio ambiente de trabalho saudável.


A governança de riscos e gestão em fintechs

Em complemento às soluções e instituições financeiras já existentes, o mercado de crédito ficou muito mais democrático com a expansão das fintechs.


6 passos para evitar e mitigar os danos de ataques cibernéticos à sua empresa

Ao longo de 2021 o Brasil sofreu mais de 88,5 bilhões (sim, bilhões) de tentativas de ataques digitais, o que corresponde a um aumento de 950% em relação a 2020, segundo um levantamento da Fortinet.


Investimentos registram captação de R$ 46 bi no primeiro trimestre

O segmento de fundos de investimentos fechou o primeiro trimestre de 2022 com absorção líquida de R$ 46,1 bilhões, movimentação de 56,9% menor do que o observado no mesmo período de 2021.


Não são apenas números

Vinte e duas redações receberam nota mil, 95.788, nota zero, e a média geral de 634,16.


Formas mais livres de amar

A busca de afeição, o preenchimento da carência que nos corrói as emoções, nos lança a uma procura incessante de aproximação com outra pessoa: ânsia esperançosa de completude; algum\a outro\a me vai fazer feliz.


Dia da Educação: transformação das pessoas, do mercado e da sociedade

A Educação do século 21 precisa, cada vez mais, conciliar as competências técnicas e comportamentais.


Uma carta à Elon Musk

O homem mais rico do mundo, Elon Musk, acaba de chegar a um acordo para adquirir uma das redes sociais mais importantes do mundo, o Twitter, por US$ 44 bilhões.


Liberdade de expressão: lembrança do passado recente

Na manhã do dia 19 de agosto de 1968, tropas da polícia e do Exército invadiram a Universidade de Brasília, agredindo violentamente vários estudantes dentro das salas de aula.


Mitos sobre a recuperação judicial

Criou-se uma verdadeira quimera quando o tema é recuperação judicial e o objetivo deste artigo é desmistificar alguns dos mitos sobre esse instituto.