Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Tratado Brasil-Chile moderniza e pretende impulsionar o comércio bilateral na região

Tratado Brasil-Chile moderniza e pretende impulsionar o comércio bilateral na região

01/02/2022 Luciana Maria de Oliveira

Em 25 de janeiro de 2022 entrou em vigor o Tratado de Livre-Comércio entre Brasil e Chile.

O país é considerado o 5º maior destino das exportações do Brasil. Os produtos brasileiros ocupam, atualmente, a fatia de 8,6% do mercado Chileno, segundo informações fornecidas pela Confederação Nacional das Indústrias (CNI).

O tratado, negociado durante o governo Temer e aprovado pelo Congresso Nacional em setembro de 2021, é considerado um dos acordos comerciais mais modernos já assinados pelo Brasil e exercerá forte impacto na abertura de fronteiras e a consequente redução de custos aduaneiros nas operações de importação e exportação entre Brasil e Chile.

O acordo, que entra em vigor no Brasil, avança e complementa o processo de abertura comercial iniciado em 1996, com o Acordo de Complementação Econômica nº 35, assinado entre o Mercosul e outras nações.

O tratado Brasil-Chile amplia as áreas abrangidas nas relações comerciais entre os países. Cobre 17 áreas ao todo, entre serviços, compras governamentais, barreiras sanitárias e fotossanitárias, proteção a produtos com indicações geográficas (dentre os quais, cachaça e pisco), boas práticas regulatórias e investimentos estrangeiros.

A primeira grande contribuição do acordo é refletida no capítulo de compras governamentais. Será permitida às empresas brasileiras competir em igualdade de condições com empresas locais nas licitações públicas do Chile, o que representa uma verdadeira abertura de possibilidades comerciais nas áreas farmacêutica, de construção civil, máquinas elétricas, tecnologia da informação e serviços portuários.

A segunda conquista advinda do acordo abrange a simplificação dos trâmites aduaneiros, conquistada na parte de facilitação de comércio, ou “OMC plus”. Na prática, significa que o acordo vai além, supera, os compromissos mínimos exigidos pela OMC.

Além disso, contribui para a maior agilidade na liberação de cargas internacionais, na medida em que regula a interoperabilidade dos portais de comércio exterior e o reconhecimento mútuo dos operadores econômicos autorizados pelas respectivas autoridades alfandegárias.

Por fim, merece destaque o “pre-listing” estabelecido pelo acordo, que habilita estabelecimentos exportadores sem inspeção prévia individual.

Com isso, contribui para uma maior agilidade no credenciamento de frigoríficos para venda de carnes ao Chile e restringe que o importador utilize como barreira técnica a possibilidade de habilitação adquirida.

Nesse sentido, a relevância do presente acordo para o impulsionamento do comércio bilateral entre os dois países, considerados atores estratégicos no mercado sul-americano.

O avanço nas negociações bilaterais, sem dúvida, abre novas fronteiras para o desenvolvimento das indústrias de bens e incremento do mercado de serviços desses países, fator que se torna importante ainda mais no cenário de necessária retomada econômica pós pandemia.

* Luciana Maria de Oliveira é advogada associada do Cescon Barrieu Advogados na área de Comércio Internacional.

Para mais informações sobre Tratado Brasil-Chile clique aqui…

Publique seu texto em nosso site que o Google vai te achar!

Fonte: Tree Comunicação



Formas mais livres de amar

A busca de afeição, o preenchimento da carência que nos corrói as emoções, nos lança a uma procura incessante de aproximação com outra pessoa: ânsia esperançosa de completude; algum\a outro\a me vai fazer feliz.


Dia da Educação: transformação das pessoas, do mercado e da sociedade

A Educação do século 21 precisa, cada vez mais, conciliar as competências técnicas e comportamentais.


Uma carta à Elon Musk

O homem mais rico do mundo, Elon Musk, acaba de chegar a um acordo para adquirir uma das redes sociais mais importantes do mundo, o Twitter, por US$ 44 bilhões.


Liberdade de expressão: lembrança do passado recente

Na manhã do dia 19 de agosto de 1968, tropas da polícia e do Exército invadiram a Universidade de Brasília, agredindo violentamente vários estudantes dentro das salas de aula.


Mitos sobre a recuperação judicial

Criou-se uma verdadeira quimera quando o tema é recuperação judicial e o objetivo deste artigo é desmistificar alguns dos mitos sobre esse instituto.


Quem vive em união estável tem direito à pensão por morte?

A pensão por morte é um benefício do INSS destinado aos dependentes de um segurado quando o instituidor faleceu.


O que a inveja desperta em você?

Inveja é um sentimento de natureza humana que se caracteriza por ódio ou rancor em relação a algo de bom que o outro tem, e você não.


“Os bem-comportados podem sair”

Havia na empresa onde trabalhei quase quarenta anos, o costume, enraizado na tradição, de não abandonar o local de trabalho, sem o chefe do departamento, dizer: “Podem sair!”


Dados sobre religião entre jovens nos USA

As religiões cristãs no ocidente têm motivos para preocupação diante de um crescente número de ‘sem religião’ entre as novas gerações.


Tecnologia e EPIs

Áudio e vídeo inteligente para a segurança de colaboradores de infraestrutura crítica.


Dia Mundial do DNA: o que a data representa para a medicina?

No ano de 1953, os cientistas James Watson, Francis Crick, Maurice Wilkins, Rosalind Franklin e outros colegas publicaram artigos na revista Nature com o objetivo de desvendar a estrutura da molécula de DNA.