Portal O Debate
Grupo WhatsApp


TV Itacolomi I

TV Itacolomi I

13/01/2006 Floriano de Lima Nascimento

Em novembro de 1955, em mais uma iniciativa ousada de Assis Chateaubriand, fundador dos Diários Associados, foi inaugurada em Belo Horizonte a TV Itacolomi – à época a mais moderna e bem equipada emissora de TV da América do Sul. Cinco anos antes, havia entrado no ar a TV Tupi de São Paulo (1950) e, logo depois, a TV Tupi do Rio de Janeiro (1952).

Exatamente às 19h30, do dia 8 de novembro daquele ano, entrou no ar a voz do locutor Bernardo Grimberg, dando início à programação da emissora. O acontecimento foi um marco tanto na cultura quanto no comportamento da população das Alterosas. Assistia-se a uma revolução trepidante no campo da comunicação, a maior reviravolta ocorrida desde a “Era do rádio”, que havia empolgado o cenário brasileiro nos anos 30 e 40.

O impacto da televisão em Belo Horizonte, e, mais tarde, em outras cidades do Estado foi enorme, pois a população, acostumada ao dia-a-dia de uma cidade ainda pacata, em que o bonde era o principal meio de transporte e as notícias mais importantes, além do rádio e dos jornais, só chegavam aqui semanalmente pelas páginas da revista “O Cruzeiro”, (outra realização grandiosa de Chateaubriand), passou a receber a influência de um veículo até então desconhecido, que ao mesmo tempo fascinava e intimidava as pessoas. A colunista Daniela Mata Machado lembrou que “telejornalismo, programas de auditório infantis e uma inesquecível dramaturgia – memorável sobretudo pelas montagens do Grande Teatro Lourdes – fizeram história na emissora”. 

Em entrevista concedida ao repórter Jorge Fernando dos Santos, o falecido diretor-geral da montagem do departamento teleteatral da TV Itacolomi Otávio Cardoso afirmou que “a coqueluche daquela época ainda era o radioteatro ou o teatro cego, como também era chamado”. Para ele, foi interessante experimentar a novela na TV: “Eram produções pequenas, tendo entre cinco a 40 capítulos, não essas novelas quilométricas de hoje”. Atores como Lea Delba, Vicente Prates, Keffel Filho, Wanda Marlene, João Batista Bacalhau e o próprio Otávio Cardoso seriam revelados no cast da emissora.

No telejornalismo, a TV Itacolomi retransmitiu, por muitos anos, o primeiro grande jornal televisivo do país, o “Repórter Esso”, que levava ao ar, com a apresentação de Herón Domingues, Gontijo Teodoro e outros jornalistas, notícias nacionais e internacionais. 

Floriano de Lima Nascimento - Ocupante da Cadeira nº 25 do Instituto Histórico e Geográfico de Minas Gerais



Abandono afetivo às avessas

E quando os filhos abandonam os pais?


O julgamento que pode desmoralizar o Supremo Tribunal Federal

Não pode o STF cair em descrédito, apequenando o tribunal, caso venha a mudar entendimento já pacificado.


O trabalho como dever moral e amor ao próximo

Encontrei um amigo do tempo de faculdade, há muitos anos não o via, e ele me disse que se aposentou aos 53 anos como funcionário graduado de uma repartição pública.


A nova CPMF seria bem-vinda

A reforma tributária é o grande destaque de discussões no ambiente político e econômico, no momento.


A depressão e o desemprego

Em todo país, o desemprego atinge 12,6 milhões de pessoas.


Prisão após condenação em segunda instância

Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 410/18, que deixa clara a possibilidade de prisão após condenação em segunda instância, avança na CCJ da Câmara Federal.


Sou uma péssima professora!

Sou uma péssima professora! Primeiramente, porque ser professor não foi minha primeira escolha de carreira.


As ferramentas tecnológicas e a educação

Os avanços tecnológicos podem estar a serviço da Educação, na medida em que permitem um maior acesso à informação e mais rapidez nas trocas do conhecimento.


Eu, professor

Comecei a dar aulas aos 18 anos. Meus alunos, em um supletivo de bairro, eram todos mais velhos que eu.


Gestão pública é o caminho contra a corrupção

A corrupção é pré-requisito do desenvolvimento, já dizia Gunnar Myrdall, Prêmio Nobel de Economia, em 1974.


Quando a desinformação é menos tecnológica e mais cultural

Cenário é propício para o descrédito de pesquisas, dados, documentos e uma série de evidências de veracidade.


Igualdade como requisito de existência

Na última cerimônia de entrega do EMMY, o prêmio da TV Norte Americana, um ator negro foi premiado, fruto de reconhecimento praticamente unânime de seu trabalho.