Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Um Natal para ser lembrado

Um Natal para ser lembrado

15/12/2010 Divulgação

Sol e chuva, em dias e semanas alternados, haviam castigado a cidade e sua periferia durante o mês de novembro. Em dezembro, o mau tempo arrastou-se até o dia 22, com o ar cheio de nuvens, relâmpagos e trovões, confirmando as previsões feitas pelos boletins meteorológicos. Térsio, um homem ainda  jovem, apesar dos fios prateados que começavam aparecer entre seus cabelos, havia  decidido por fim a um ano de alimentação controlada, com abstinência quase total de bebidas, principalmente vinhos tão caros no seu paladar. Estava na hora de relaxar um pouco, pensava, mas tudo deveria ser feito segundo as recomendações do seu médico.

Por volta de vinte horas, Zelda telefonaria para saber onde localizá-lo. Queria comprar uma gravata nova e, por isso, dirigiu-se a um shopping center na região da Savassi.

Queria apreciar a decoração de Natal e ouvir músicas próprias da época. Desde a infância,amava os sons, dos odores e o brilho daquelas noites que lhe pareciam cheias de poesia. Agradava-lhe cultivar reminiscências do passado e se irritava quando a esposa via nisso resquícios de sentimento burguês. “Ora, nós dois sabemos que o Natal é Cristo e, não Papai Noel” – tentava justificar-se.

Havia um último compromisso antes de ir ao shopping: tinha que passar rapidamente em um laboratório para apanhar resultados de exames feitos nos últimos dias e, se possível, comparecer a um consultório médico. Com o envelope no bolso, encaminhou-se ao endereço, mas foi informado de que o cardiologista tivera que atender a um caso urgente. Sem paciência de esperar pelo dia seguinte, decidiu procurar um médico amigo, a pouca distância dali. Insistiu em receber uma orientação, mesmo quando o amigo lhe disse que não deveria intrometer-se no trabalho de colegas. Insistiu e se arrependeu. 

- Puxa vida: exclamou o profissional, franzindo a testa. – Não estou gostando nada disso. Tenho que examiná-lo imediatamente.

Passaram-se 30 minutos, que pareciam não ter fim. Finalmente, ele lhe disse que os exames contrariaram os resultados fornecidos pelo laboratório, que indicavam um quadro preocupante.

- Serei sincero- disse. - Mas na dúvida, vou prescrever internação imediata, para evitar um agravamento da situação.

Ao deixar o consultório, Térsio recusou-se a ser conduzido pelo amigo, tomou um táxi e, ao invés de se dirigir ao hospital, orientou o motorista a ir ao shopping, embora tivesse perdido o interesse em comprar a gravata. Escolheu um restaurante que conhecia e sentou-se em lugar movimentado, próximo à entrada, solicitando ao garçom um copo de vinho tinto italiano. Quando a esposa, que havia combinado encontrá-lo, chegou, narrou-lhe o ocorrido, mas avisou, cheio de autosuficiência, que ela não tomasse qualquer iniciativa.

- As coisas são como são e estou preparado para enfrentar o que der e vier – sentenciou.

Você não percebe ... – começou ela a objetar, mas foi interrompida:

- Prefiro que seja assim e peço-lhe que não discuta comigo...

- Naquele momento, em um ponto do saguão, um coral infantil começou a cantar a música “Noite Feliz”.

- Onde está o espírito do Natal, neste momento? - perguntou. - Estou morrendo e quem vai me livrar dessa? Quem devolverá a minha vida? O homem nasce sozinho e morre sozinho. Na situação em que me encontro, nem Deus poderá me ajudar; por que Ele se lembraria de um pobre homem como eu?

- Não diga isso – retrucou ela. - Não está escrito que todo aquele que invocar o Senhor será salvo? Repita comigo: Ó Senhor Jesus!

Nesse instante, o zumbido do telefone celular interrompeu a conversa. Ele atendeu assustado.  Uma funcionária do laboratório pediu-lhe desculpas por um fato lamentável: os resultados que lhe tinham sido entregues estavam errados. O cardiologista lhe explicaria tudo em seguida. Daí alguns segundos, o médico confirmou a informação. O exame correto estava em suas mãos e mostrava que estava tudo bem.

- Pode aproveitar as festas de fim-de-ano – assegurou ao paciente. - Mas evite excessos.

Quem estava nas imediações não entendeu porque o homem se ergueu e cantarolou, tentando acompanhar o coral, um trecho de “Noite Feliz”, não tão alto que chamasse a atenção dos mais próximos, nem tão baixo que escapasse aos ouvidos dos passantes...



Gestão empresarial e perspectivas para 2022

Após mais um ano de pandemia, a alta administração das empresas priorizou a sobrevivência enquanto teve de lidar com expectativas frustradas.


O que a pandemia nos ensinou sobre fortalecer nossas parcerias

A pandemia da COVID-19 forçou mudanças significativas na operação de muitas empresas.


O barulho em torno do criado-mudo

Se você entrar agora no site da Amazon e escrever (ou digitar) “criado-mudo”, vai aparecer uma resposta automática dizendo que você não deve usar essa expressão porque ela é racista.


Reputação digital: é possível se proteger contra conteúdos negativos

O ano é 2022 e há quem pense que a internet ainda é uma terra sem lei. A verdade é que a sociedade avançou e o mundo virtual também.


Questão de saúde pública, hanseníase ainda é causa de preconceito e discriminação

Desde 2016, o Ministério da Saúde realiza a campanha Janeiro Roxo, de conscientização sobre a hanseníase.


Desafios para o Brasil retomar o rumo

A tragédia brasileira está em cartaz há décadas.


Mortes e lama: até quando, Minas?

Tragédias no Brasil são quase sempre pré-anunciadas. É como se pertencessem e integrassem a política de cotas. Sim, há cotas também para o barro e a lama. Cota para a dor.


Proteção de dados de sucesso

Pessoas certas, processos corretos e tecnologia adequada.


Perspectivas e desafios do varejo em 2022

Como o varejo lida com pessoas, a sua dinâmica é fascinante. A inclusão de novos elementos é constante, tais como o “live commerce” e a “entrega super rápida”.


Geração millenials, distintas facetas

A crise mundial – econômica, social e política – produzida pela transformação sem precedentes da Economia 4.0 coloca, de forma dramática, a questão do emprego para os jovens que ascendem ao mercado de trabalho.


Por que ESG e LGPD são tão importantes para as empresas?

ESG e LGPD ganham cada vez mais espaço no mundo corporativo por definirem novos valores apresentados pelas empresas, que procuram melhor colocação no mercado, mais investimentos e consumidores satisfeitos.


O Paradoxo de Fermi e as pandemias

Em uma descontraída conversa entre amigos, o físico italiano Enrico Fermi (1901-1954) perguntou “Onde está todo mundo?” ao analisarem uma caricatura de revista que retratava alienígenas, em seus discos voadores, roubando o lixo de Nova Iorque.