Portal O Debate
Grupo WhatsApp


Vale a pena arriscar uma nova carreira?

Vale a pena arriscar uma nova carreira?

29/07/2016 Luciano Zorzal

Uma frase que ouvi anos atrás e fez diferença na minha vida foi: “O maior risco é não correr riscos”.

Lógico que o risco precisa ser calculado e muito tem a ver com o ganho futuro que se espera. Fazer mais do mesmo, sempre conduzirá a obter em tese, os mesmos resultados.

Por exemplo, um profissional que hoje pedir demissão de uma empresa e ir para outro emprego estará correndo um risco? Claro que sim. Mas, ficar na mesma empresa, também não é?

Dependendo do cenário, ficar em uma zona de conforto pode ser mais arriscado do que aceitar novos desafios. O mesmo raciocínio vale para empreendedores que abdicam de seus empregos para se lançar ao mercado convergindo para a realização de seus sonhos.

Tudo na vida tem aspectos positivos e negativos. O que muda é que o que para mim é um aspecto positivo, para você pode ser um ponto negativo. Um exemplo é a rotina. Tem pessoas que necessitam de uma, outras não a suportam.

Segundo a última pesquisa sobre Felicidade no Trabalho e Otimismo Profissional, realizada pela Etalent com o apoio da Catho, 61% dos brasileiros estão infelizes no trabalho. Muitas pessoas se dizem infelizes em sua trajetória profissional mas, ao mesmo tempo, confessam que não conhecem seu principal talento.

Saber seu talento é fundamental para a felicidade na carreira, pois quando o indivíduo sabe qual cargo está mais de acordo com o seu perfil, mas perto ele está do sucesso. Não é bom ver pessoas competentes e cheias de sonhos que por medo de se arriscarem, submetem sua carreira e vida a algo aquém de suas possibilidades.

Normalmente, são pessoas que lamentam a chegada da segunda-feira. Deve ser triste, trabalhar cinco dias na semana esperando pelo final de semana. Acredito que nós merecemos muito mais do que isso. Avalie sua carreira e quem a está conduzindo, já adianto que essa pessoa deveria ser você.

Busque alternativas e oportunidades. Faça suas análises e parta para ação: busque um novo cargo na empresa, busque outro emprego, monte seu próprio negócio, seja um franqueado...não há limites. Enfim, realize seus sonhos.

* Luciano Zorzal é consultor é auditor líder e sócio-fundador da Zorzal Consultores & Auditores Associados.



A empatia como chave para gestão de entregas e pessoas

Uma discussão que acredito ser muito pertinente em tempos de pandemia é como ficam, neste cenário quase caótico, as entregas?


Mass-Media “mascarada”

A semana passada, aventurei-me a sair, para um longo passeio, na minha cidade. Passeio a pé, porque ainda não frequentei o transporte público.


A quarentena e as artes

Schopenhauer foi um filósofo que penetrou no âmago do mundo.


O legado da possibilidade

Quando podemos dizer que uma coisa deu certo? O que é, afinal, um sucesso?


O que diabos está acontecendo?

A crise está a todo vapor e acelerando tendências que levariam décadas para se desenrolar.


STF e o inquérito do fim do mundo

Assim que o presidente da Suprema Corte determinou a abertura do inquérito criminal para apurar ameaças, fake news contra aquele sodalício, nomeando um dos ministros da alta corte para instaurá-lo, de ofício, com base no artigo 43 do Regimento Interno, não vi nenhuma ilegalidade.


As décadas de 20

A mais agitada década de vinte de todas foi a do século XX.


Nós acreditamos!

A história ensina lições. Muitas lições.


A saúde do profissional de educação em tempos de pandemia

Muitos profissionais tiveram que se adaptar por causa da pandemia.



“Quem viva?! …”

Contava meu pai, com elevada graça, que tivemos antepassado, muito desenrascado, que sempre encontrava resposta pronta, na ponta da língua.


Super-mãe. Eu?

Lembro-me de um episódio que aconteceu há alguns anos atrás e que fez com que eu refletisse seriamente sobre meu comportamento de mãe.