Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Viagem de férias

Viagem de férias

17/12/2018 Manuella Duarte

Saiba quais vacinas você deve tomar.

As férias estão se aproximando e com isso as pessoas já começam a planejar viagens que podem ser tanto para o litoral ou regiões interioranas do país, quanto para destinos fora das fronteiras brasileiras. No entanto, antes de comprar as passagens, fazer as reservas de hotéis e organizar as malas, é também muito importante verificar se a carteira de vacinação está em dia e ainda se informar quanto as vacinas exigidas para a entrada em países estrangeiros.

Essa preocupação com a imunização vacinal para as viagens, se mostra ainda mais necessária quando são observados dados recentes do Conselho Europeu de Assessoria em Saúde de Viagem, que apontam que 40% das pessoas que vão visitar outros locais, chegam a procurar orientação médica somente momentos antes do embarque no avião ou de começar a percorrer a estrada. O documento também mostra que menos de 10% possuem a carteirinha de vacinação atualizada.

Acredito que o mais indicado é que antes de viajar, as pessoas procurem pela orientação médica e visitem os sites da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e Organização Mundial da Saúde (OMS), com mais ou menos um mês de antecedência, para que assim sejam tomadas as doses das vacinas que estão faltando na carteirinha. Essa antecipação é importante, pois, algumas das vacinas levam semanas para gerar a proteção almejada, por isso, as mesmas devem ser tomadas ao menos 15 dias antes da viagem.

Exigido em cerca de 135 países, o Certificado Internacional de Vacinação ou Profilaxia (CIVP) pode ser emitido e retirado nos Centros de Orientação para Saúde do Viajante da Anvisa, unidades credenciadas do Sistema Único de Saúde (SUS) e em clínicas particulares credenciadas. Na Maximune, oferecemos também a certificação e o acompanhamento quanto as vacinas, mas hoje contamos com uma nova tecnologia que pode amenizar o sofrimento de pessoas com fobia de agulhas.

A inovação se trata de um sistema de injeção sem agulha, que até então não existia em Belo Horizonte. O dispositivo foi desenvolvido para aplicações de vários medicamentos e vacinas de forma intramuscular ou subcutânea. O equipamento, por meio de um jato fino e em alta velocidade, penetra a pele e injeta o medicamento ou vacina no corpo em poucos segundos.

A imunização vacinal para a realização de viagens pode evitar a contaminação e disseminação de doenças endêmicas e contagiosas, além de impedir eventuais transtornos, como por exemplo, a não concessão do carimbo do passaporte. Para a prevenção de doenças que não são epidêmicas, mas que apresentam um alto número de casos em determinadas regiões, aconselho que além das imunizações obrigatórias, as pessoas também procurem se informar sobre as vacinas que são recomendadas para a prevenção de enfermidades presentes em áreas de risco.

Atualmente, entre as imunizações mais exigidas para as viagens internacionais está a vacina contra a febre amarela, que é obrigatória para a entrada em diversos países pertencentes a América do Sul e ao continente africano.

Já no grupo das vacinas que são recomendadas para viagens ao exterior estão as imunizações contra a Hepatite A e Febre Tifóide, que se direcionam a pessoas que irão visitar países asiáticos, africanos e cidades litorâneas. Estas vacinas são indicadas, principalmente, para viagens a locais sem saneamento básico adequado.

A vacina contra a Meningite Meningocócica é necessária para viagens ao interior da África, Índia e áreas do Oriente Médio. Por fim, para quem deseja viajar para alguns países europeus como Itália, Portugal, Romênia e Ucrânia, é importante que se imunizem contra o sarampo.

Para quem não vai sair do país, mas quer explorar as belezas do litoral brasileiro, é prudente se imunizar com as vacinas contra a Febre Amarela, Febre Tifóide, Hepatites A e B, Poliomielite, Difteria, Tétano, Coqueluche, Meningite Meningocócica, Sarampo, Caxumba, Rubéola, Varicela e Tuberculose.

* Manuella Duarte é farmacêutica e sócio-administradora da Maximune.

Fonte: Naves Coelho Assessoria e Marketing



Mortes e lama: até quando, Minas?

Tragédias no Brasil são quase sempre pré-anunciadas. É como se pertencessem e integrassem a política de cotas. Sim, há cotas também para o barro e a lama. Cota para a dor.


Proteção de dados de sucesso

Pessoas certas, processos corretos e tecnologia adequada.


Perspectivas e desafios do varejo em 2022

Como o varejo lida com pessoas, a sua dinâmica é fascinante. A inclusão de novos elementos é constante, tais como o “live commerce” e a “entrega super rápida”.


Geração millenials, distintas facetas

A crise mundial – econômica, social e política – produzida pela transformação sem precedentes da Economia 4.0 coloca, de forma dramática, a questão do emprego para os jovens que ascendem ao mercado de trabalho.


Por que ESG e LGPD são tão importantes para as empresas?

ESG e LGPD ganham cada vez mais espaço no mundo corporativo por definirem novos valores apresentados pelas empresas, que procuram melhor colocação no mercado, mais investimentos e consumidores satisfeitos.


O Paradoxo de Fermi e as pandemias

Em uma descontraída conversa entre amigos, o físico italiano Enrico Fermi (1901-1954) perguntou “Onde está todo mundo?” ao analisarem uma caricatura de revista que retratava alienígenas, em seus discos voadores, roubando o lixo de Nova Iorque.


Novo salário mínimo em 2022 e o impacto para os trabalhadores autônomos

O valor do salário mínimo em 2022 será de R$ 1.212,00.


2021 – A ironia de mais um ano que ficará marcado na história

Existe um elemento no ano de 2021 que imputou e promoveu uma verdadeira aposta de cancelamentos e desejos para que ele seja mais um ano apagado da memória de milhares de pessoas: A pandemia, que promoveu o desaparecimento definitivo de milhares de pessoas.


Negócios do futuro: por que investir em empreendedorismo no setor financeiro

Você sabia que 60% dos jovens de até 30 anos sonham em empreender?


A importância de formar talentos

Um dos maiores desafios das empresas tem sido encontrar talentos com habilidades desenvolvidas e preparados para contribuir com a estratégia da empresa.


Sustentabilidade em ‘data center’: setor se molda para atender a novas necessidades

Mesmo que a sustentabilidade ainda seja um tema relativamente novo no segmento de data center, ele tem se tornado cada vez mais necessário para as empresas que querem agregar valor ao seu negócio.


Tendência de restruturações financeiras e recuperações judiciais para o próximo ano

A expectativa para o próximo ano é de aumento grande no número de recuperações judiciais e restruturações financeiras, comparativamente, aos anos de 2021 e 2020.