Portal O Debate
Grupo WhatsApp


Você e a autoestima

Você e a autoestima

21/06/2016 Eduardo Henrique Niess Pokk

Muitas pessoas dizem que têm “problemas” em relação a autoestima, mas você sabe o que é isso?

A autoestima é quase a mesma coisa que a autoconfiança, é sentir-se competente para enfrentar desafios que a vida lhe apresenta; a capacidade de exprimir de forma adequada suas necessidades e desejos.

É dizer não, quando quer dizer não. Em outras palavras, a auto estima depende diretamente do amor próprio. E amar a si que gere a felicidade interna, sem depender de ações externas ou de pessoas.

É saber que há o direito e o merecimento da felicidade. De outro lado, existe o contrário da autoestima, onde o perigo mora. A falta dela pode gerar diversos problemas à sua saúde mental e também para a física.

É a partir daí que os problemas tais como ansiedades, medos e também depressão aparecem. De certa forma, problemas de autoestima são derivativos do ambiente social, que impõe uma série de regras de beleza, inteligência, comportamentos, etc., que por motivos óbvios, grande parte das pessoas não conseguem acompanhar.

Mas há aqui, uma visão distorcida de fatos que levam uma pessoa a não se amar. Uma delas é a grande confusão que todos têm entre se amar e ser egoísta, e aquela parte de você que se chama “moral”, acaba não permitindo o amor próprio por conta do que os outros pensarão disso.

Reflita: quem se ama, gera respeito próprio, respeito por seus gostos e seus comportamentos, traz consigo aquilo que julga correto, honesto e bom, dificilmente prejudicará outras pessoas pois conhece bem os limites de onde pode chegar.

Quem se ama não precisa embasar-se na opinião alheia, muito menos importar-se com ela. Mas, se outros precisam de ajuda, a pessoa que tem boa auto estima, não medirá esforços para ajuda-los, lembrando que o faz também por amor, e não por recompensa.

Quer identificar quem tem problemas em confiar em si? Algumas características:

1) Tendência a ser perfeccionista e controlador, centralizadoras de comportamentos e ações, gerando estresse agudo desnecessário tanto nos outros e em si.

2) Culpar outros pelos seus problemas. É a auto vitimização e é comum responderem raivosos, com comportamento dirigido de maneira errada e à pessoa errada.

3) Temem correr quaisquer riscos que apareçam.

4) Dificuldade em olhar “olhos nos olhos” por muito tempo.

5) Dificuldade de concentração prolongada, são geradores constantes de problemas e tendem a cometer erros e acidentes, principalmente no trânsito.

6) São extremamente negativas, olhando o mundo de um jeito onde tudo pode dar errado.

7) Problemas amorosos pois a “união” é provinda de motivos errados

8) Tendem a abusar de drogas, bem como de cigarros e bebidas alcóolicas.

9) Comumente acima de seu peso ideal.

10) Preocupação excessiva com críticas e os comentários que qualquer um.

11) Necessitam de “feedbacks” positivos constantes.

Ao deixar esse problema crescer, acaba se isolando. Quando isso não é possível (âmbito profissional por exemplo), pode ter compulsão por comida e engordando para criar “camadas” para proteger o psicológico.

Mas não existe um destino concreto de sofrimento por esse tipo de escolha inconsciente. Há como resgatar o “eu” de forma positiva, mas isso depende de escolha. Para que se pare de sofrer, é necessário mudar.

Jamais pense que é tarde para que isso ocorra. Comece a mudança por você mesmo. Ninguém pode fazer isso por você, e, se sentir muita dificuldade, busque a ajuda de um psicólogo. Quanto mais sincero e verdadeiro você for consigo, melhor será seu desenvolvimento.

* Eduardo Henrique Niess Pokk é Psicólogo Clínico e Sócio diretor da Pokk Clínica de Psicologia.



Gestão pública é o caminho contra a corrupção

A corrupção é pré-requisito do desenvolvimento, já dizia Gunnar Myrdall, Prêmio Nobel de Economia, em 1974.


Quando a desinformação é menos tecnológica e mais cultural

Cenário é propício para o descrédito de pesquisas, dados, documentos e uma série de evidências de veracidade.


Igualdade como requisito de existência

Na última cerimônia de entrega do EMMY, o prêmio da TV Norte Americana, um ator negro foi premiado, fruto de reconhecimento praticamente unânime de seu trabalho.


Liderança é comunicação, conexão e confiança

Cada dia que passa, percebo que uma boa comunicação e liderança têm total relação com conexão.


“A educação é a arma mais poderosa…” mas para quem?

Tudo o que se cria ou se ensina no mundo tem dois lados. Geralmente as intenções são boas e as pessoas as tornam ruins.


“Golpe do Delivery”

Entregadores usam máquina de cartão para enganar consumidor.


A inclusão educacional e o mês das crianças

O tema da inclusão está na ordem do dia, dominando as agendas no mês das crianças.


A velha forma de fazer política não tem fim

Ser político no Brasil é um grande negócio, uma dádiva caída do céu, visto as grandes recompensas de toda a ordem obtidas pelos políticos.


Procedimento de segurança

“Havendo despressurização…”, anuncia a comissária, em tom calmo, aos ouvidos dos senhores passageiros daquele voo atrasado, sob a umidade e a monocromia do céu de quase inverno.


Envelhecimento: o tempo passa para todos

Todos nós, em algum momento de nossas vidas, já ouvimos a frase: “o tempo passa para todos”.


Os passos para encontrar a si mesmo e a Deus

Mar da Galileia, Mar de Tiberíades ou Lago de Genesaré, um lugar significativo de tantos milagres e narrativas do Evangelho.


A babá e o beijo

Se eu tinha dúvidas, agora não tenho mais.