Portal O Debate
Grupo WhatsApp

10 dicas para conseguir o emprego dos sonhos

10 dicas para conseguir o emprego dos sonhos

29/09/2013 Da Redação

O emprego dos sonhos não é só aquele que gera muita exposição pública, como o de um popstar ou de um jogador de futebol de um grande clube.

Para Fabíola Lago, especialista em RH da VAGAS Tecnologia, esse tipo de desejo é muito comum em profissionais de diversos setores e cargos. “Você pode estar empregado e infeliz. Ou acha que apesar de estar feliz, não tem o reconhecimento pelo seu bom trabalho. Buscando o primeiro emprego? Mudar de emprego, querer ser promovido, pesquisar sobre novas posições é saudável e faz parte de quem olha para a sua própria carreira com carinho”, conta.

“Mas para que esse exercício de crescimento profissional se concretize, é importante ter foco e não trocar “seis por meia dúzia”, pegar qualquer coisa por desespero ou se arrepender e passar por um desgaste desnecessário”, completa. Fabíola Lago organizou 10 dicas que podem ajudar nessa busca. Confira abaixo:

1. Pesquise sua faixa salarial: Para ter certeza que sua remuneração não é condizente com sua realidade, pesquise bolsas de salários em sites e revistas especializadas em carreira. Leve em conta seu tempo de experiência.

2. Entre em contato com comunidades profissionais: Vasculhe suas redes sociais, faça contatos, pergunte de forma genérica se eles possuem informações sobre a média salarial do mercado. Você pode fazer isso de forma mais discreta também, dirigindo-se de forma privada aos coordenadores do grupo.

3. Empresas dos sonhos: Muitas pessoas não se permitem “querer”, “desejar” trabalhar em determinadas empresas. Pois saiba que quem não arrisca, não petisca. Faça uma lista das empresas que você admira, da sua área de atuação ou da área para qual pretende migrar. Anote seus valores, desafios, projetos em destaque, procure na internet quais são as vagas que ela oferece no momento. Fique de olho diariamente.

4. Não minta de forma alguma: Valorize todas as atividades que você já fez que podem ser do interesse da empresa; seja em determinado projeto, na relação com consumidores finais ou de perfil mais técnico.

5. A maioria das empresas com boas práticas de RH possuem sites de carreira: É a página “Trabalhe conosco” ou algo do gênero. Inscreva-se mesmo que não haja uma vaga para sua área imediatamente. O fato de ter seu currículo no banco de dados da empresa pode facilitar o contato quando abrir uma posição emergencialmente.

6. Busque colegas, antigos professores, amigos e “conhecidos”: Procure pessoas que trabalham nas empresas que você listou nas redes sociais. Faça contato. Com os mais “chegados”, fale sobre seu desejo de mudar de empresa e o que tem desenvolvido profissionalmente que o qualifica para tal aproximação.

7. Pesquise workshops, feiras de negócios e seminários: Veja eventos na sua área de atuação ou onde possivelmente as empresas de seu interesse estarão presentes. Além de uma excelente oportunidade de conhecer contatos pessoalmente, você poderá entender melhor e mais detalhadamente os negócios e desafios das empresas que você quer se aproximar.

8. É imprescindível ter cartões de visita: Com dados pessoais, telefones, emails, inclusive com links para seus perfis profissionais nas redes de networking.

9. Prepare o que vai dizer a essas pessoas: Que adianta encontrar com o CEO no elevador e ficar sem ação?

10. Seja natural: Pense positivamente sobre suas melhores características, suas realizações, esteja certo e convicto de que tem o que oferecer ao novo emprego/empresa onde deseja trabalhar. A convicção sincera tanto de seu potencial como dos seus limites ajuda a passar credibilidade na hora de abordar um bom contato.



A direção da Reforma Tributária

Atualmente dois projetos encabeçam tratados da reforma tributária: Os textos das PECs 293/2004 e 45/2019, ambas com propostas semelhantes, porém com abordagens diferentes.


Os desafios da indústria de hortifrutis no mercado mundial

A discussão hoje é como a tecnologia está reformulando a indústria global de produtos agrícolas frescos.


Imigrantes investiram R$ 1,5 bi no Brasil em sete anos

Relatório aponta que, entre 2011 e 2018, 774,2 mil imigrantes se fixaram no Brasil de forma legal.

Imigrantes investiram R$ 1,5 bi no Brasil em sete anos

Setor de vestuário será o mais beneficiado com saques do FGTS

Medidas de estímulo ao consumo devem ter um impacto positivo de R$ 3,3 bilhões no segmento de roupas, calçados e acessórios, prevê CNC.

Setor de vestuário será o mais beneficiado com saques do FGTS

Acordo com credor é estratégia para limpar o nome

75% comprometeriam pagamento de contas básicas se usassem seus rendimentos para zerar dívidas.

Acordo com credor é estratégia para limpar o nome

Índice de confiança do empresário sobe pelo 3º mês seguido

Empresários estão confiantes com o desempenho das empresas e da economia nos próximos seis meses.

Índice de confiança do empresário sobe pelo 3º mês seguido

Minas registra mais de 1 milhão de Microempreendedores Individuais

Após 10 anos, desde a implementação da Lei Complementar 128, MEI já são a maioria dos pequenos negócios formalizados no estado.

Minas registra mais de 1 milhão de Microempreendedores Individuais

Cresce abate de bovinos, suínos e frangos, diz IBGE

Foram abatidas 8,08 milhões de cabeças de bovinos no segundo trimestre de 2019.

Cresce abate de bovinos, suínos e frangos, diz IBGE

Cresce a confiança dos consumidores de BH na economia

Indicador voltou a subir no segundo trimestre de 2019. Homens e jovens são os mais confiantes.

Cresce a confiança dos consumidores de BH na economia

Empresários da construção estão mais confiantes

O Índice de Confiança do Empresário da Indústria da Construção de Minas Gerais – ICEICON MG – atingiu 53,8 pontos em julho, crescimento de 3,0 pontos em relação a junho (50,8 pontos).


Empresas e paternidade: uma mudança a ser nutrida

Daqui a cinco ou dez anos, nem você nem ninguém se lembrará com precisão da tarefa que está fazendo no trabalho neste minuto.


Cereais, leguminosas e oleaginosas podem ter safra recorde

Arroz, milho e soja representam 92,7% da produção estimada no ano.

Cereais, leguminosas e oleaginosas podem ter safra recorde