Portal O Debate
Grupo WhatsApp

5 vezes em que os traders de criptos lucraram alto com “boatos” em 2021

5 vezes em que os traders de criptos lucraram alto com “boatos” em 2021

23/12/2021 Divulgação

Por que os traders de criptomoedas “compram os boatos, mas vendem as notícias”?

Simples. Porque boatos sobre ofertas de câmbio ou parcerias importantes alcançam poucas pessoas, enquanto uma notícia no Twitter pode alcançar centenas de milhares de traders em poucos segundos. Enquanto os insiders formam posições silenciosamente com base em rumores, o resto de nós ignora completamente o que pode estar por vir.

É claro que não há garantias nos boatos. Eles podem levar à decepção e a uma perda grande de capital por parte de quem aposta que eles são verdadeiros e acaba descobrindo que não era bem assim.

Então, como competir com milhares de outros traders quando surgem notícias realmente importantes? Você deve ser um dos primeiros a ler uma notícia para negociar no melhor preço antes que ele dispare (para cima ou para baixo).

Neste artigo, contamos cinco histórias de oportunidades incríveis de lucro que alguns traders sortudos aproveitaram em 2021.

WAX (WAXP): +144% em 2 horas

As ofertas de câmbio quase sempre elevam os preços de criptomoedas, especialmente quando se trata de uma moeda de capitalização pequena ou média sendo listada em uma corretora importante.

No dia 23 de agosto, antes que saísse a notícia da oferta de WAXP no Binance, o token estava sendo negociado a US$0,18. Duas horas depois do anúncio, o preço do WAX disparou para US$0,44. Nesse caso, ter recebido a informação e agido rapidamente foi fundamental. E alguns traders conseguiram isso.

Decentraland (MANA): +111% em 96 horas

Hoje, é difícil acreditar que, em março de 2021, muito antes da mudança da marca do Facebook para Meta e a campanha publicitária em torno do grupo de ativos agora conhecido por seus tokens de metaverso, o MANA estivesse sendo negociado por apenas US$0,55.

No dia 12 de março, o anúncio da OKEx permitindo a negociação desse ativo animou os investidores de criptomoedas e desencadeou um longo rali que fez o MANA subir de US$0,55 para US$1,16 ao longo de quatro dias. Quem entrou no rali cedo, tão logo a notícia foi divulgada, passou 96 horas sem tirar o sorriso do rosto.

Polygon (MATIC): +90% em 50 horas

No dia 23 de fevereiro, em meio à queda que se seguiu à primeira etapa do grande rali da semana, o anúncio da estreia do Polygon (MATIC) no Binance Staking deu ao ativo um novo e poderoso fôlego.

O aumento resultante dessa notícia fez com que a moeda subisse de US$0,11 para seu nível máximo historicamente, acima de US$0,21. Ou seja, um aumento de 90%. Hoje, isso pode parecer insignificante se levarmos em conta o retorno ano a ano desse token (acima de 11.000%). Ainda assim, naquele dia, os traders certamente ficaram satisfeitos ao ver o preço do MATIC praticamente dobrando em dois dias.

VeChain (VET): +46% em 52 horas

Um grande exemplo de notícia impactante de uma parceria foi o anúncio de que o VeChain havia estabelecido um acordo com a empresa de contabilidade PricewaterhouseCoopers. A informação foi divulgada no dia 12 de abril.

Não chega a ser uma surpresa que a notícia de um projeto de blockchain orientado para empresas obtendo acesso à base de clientes de uma das "Big Four" tenha elevado o preço do token em 46% em dois dias. Muitos traders foram capazes de captar esse movimento a tempo de lucrar significativamente, já que o crescimento foi sustentado ao longo de 52 horas.

Amp (AMP): +42% em uma hora

No dia 23 de novembro, um post no Twitter da Binance informou que a empresa havia programado a oferta do token digital colateral Amp (AMP). Sorte de quem acompanha  de perto as notícias da corretora no Twitter e entendeu o efeito imediato que isso poderia ter sobre o preço do AMP.

Foi um rali muito rápido. Aparentemente, ninguém havia antecipado essa notícia. Por isso, o preço do token disparou imediatamente após o anúncio, variando quase verticalmente de US$0,05 para US$0,07 em apenas uma hora – uma valorização de 42%.



Pequenas empresas são responsáveis por 70% dos novos empregos

Pesquisa, referente a novembro de 2021, é do Sebrae.

Pequenas empresas são responsáveis por 70% dos novos empregos

WhatsApp continua sendo o canal de venda mais usado pequenos negócios mineiros na pandemia

Pesquisa do Sebrae mostra que 88% dos estabelecimentos, que vendem on-line, fazem uso do aplicativo de mensagem.

WhatsApp continua sendo o canal de venda mais usado pequenos negócios mineiros na pandemia

Confiança dos pequenos negócios mineiros cresce em dezembro

Construção Civil puxa resultado do Iscon, índice que mede o ânimo dos empresários em relação ao desempenho das suas atividades.

Confiança dos pequenos negócios mineiros cresce em dezembro

Perspectivas positivas para a indústria em 2022

É preciso deixar de lado todo discurso derrotista e voltado apenas para desafios e privilegiar a obtenção de resultados.

Perspectivas positivas para a indústria em 2022

Nível de endividamento das famílias brasileiras em 2021 foi o maior em 11 anos

Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (Peic) foi divulgada pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo.

Nível de endividamento das famílias brasileiras em 2021 foi o maior em 11 anos

Sebrae mostra impacto da pandemia sobre empreendedores negros

Pesquisa revela dificuldades na retomada dos negócios.

Sebrae mostra impacto da pandemia sobre empreendedores negros

Uso de cheques no Brasil cai 93% desde 1995

No ano passado, volume de compensações caiu 23%.

Uso de cheques no Brasil cai 93% desde 1995

6 tendências de comunicação e marketing para 2022

Para 64% dos jovens entre 16 e 24 anos, a publicidade tradicional não impacta mais.

6 tendências de comunicação e marketing para 2022

Contribuição mensal de microempreendedores individuais será reajustada

Com o aumento do salário-mínimo, Documento de Arrecadação Simplificada de MEI (DAS) passa a ter novos valores.

Contribuição mensal de microempreendedores individuais será reajustada

Inflação oficial fecha 2021 com alta de 10,06%, diz IBGE

Poupança tem terceira maior retirada líquida da história em 2021

Retirada líquida no ano passado foi de R$ 35,5 bilhões.

Poupança tem terceira maior retirada líquida da história em 2021

Cerca de 40% dos pequenos negócios realizaram investimentos em 2021

De acordo com Sondagem Trimestral, realizada pelo Sebrae em parceria com a FGV, a Indústria é a que mais investiu.

Cerca de 40% dos pequenos negócios realizaram investimentos em 2021