Portal O Debate
Grupo WhatsApp


Airbnb lança nova categoria para experiências gastronômicas e cultural

Airbnb lança nova categoria para experiências gastronômicas e cultural

29/11/2019 Da Redação

Com mais de 3.000 experiências, viajantes terão a oportunidade de conhecer receitas locais e únicas em mais de 75 países, incluindo o Brasil.

Airbnb lança nova categoria para experiências gastronômicas e cultural

O Airbnb anuncia nesta semana 'Culinária', uma nova categoria de Experiências da plataforma que possibilita que os viajantes conheçam seus destinos através da gastronomia familiar e tradições únicas das comunidades locais. Já no lançamento, são mais de 3.000 receitas em 75 países, incluindo o Brasil.

Por meio da Culinária, os viajantes vão experimentar momentos originais e inesquecíveis. Para garantir que não haja duas receitas iguais, cada Experiência da nova categoria foi avaliada com base nas diretrizes inspiradas na Slow Food, uma organização popular cuja missão é impedir o desaparecimento das culturas alimentares locais. Por meio desse processo, a plataforma verificou como os anfitriões comunicam a natureza singular de cada prato por meio de suas histórias pessoais e a herança da culinária que eles compartilham. São desde famílias, fazendeiros e até confeiteiros que contam a sua própria história usando a comida como linguagem.

“Compartilhar uma refeição é a chave que abre a porta para a cultura e gera conexão. Por meio das Experiências de Culinária do Airbnb, queremos trazer de volta a tradição de pessoas que se reúnem para fazer refeições, e contribuir para preservar receitas exclusivas de famílias em todo o mundo” Brian Chesky, CEO e cofundador do Airbnb.

No Brasil, reconhecido pela culinária rica em sabores e tradições, algumas opções muito bem avaliadas de Culinária são:

- Mão na massa com Chef Vica Nabuco (Gramado -- Rio Grande do Sul)
- Cozinhe com a chef Simone no Rio (Rio de Janeiro -- Rio de Janeiro)
- Sabores brasileiros, 100% plant-based (Santa Tereza -- Espírito Santo)

Fonte: Airbnb



Apenas um em cada dez brasileiros terá renda para quitar dívidas

Maioria dos brasileiros começa 2020 com grande aperto financeiro.

Apenas um em cada dez brasileiros terá renda para quitar dívidas

Como a tecnologia blockchain pode revolucionar o mundo financeiro

Foi há pouco mais de dez anos que o Bitcoin surgiu, sendo a primeira moeda digital que funciona à base da tecnologia blockchain.


Impactos do clube-empresa no futebol brasileiro

Longe das quatro linhas dos gramados, dos jogadores, dos técnicos e da torcida, o esporte mais apreciado pelos brasileiros vive a expectativa de significativas mudanças.


Arrecadação federal com impostos chega a R$ 1,537 trilhão em 2019

O crescimento foi de 1,69% em comparação a 2018.

Arrecadação federal com impostos chega a R$ 1,537 trilhão em 2019

Número de mulheres investidoras cresce na bolsa de valores

A emancipação das mulheres é um fato recente na história brasileira: desde 1891 a Constituição Brasileira em vigor, já permitia o voto feminino.

Número de mulheres investidoras cresce na bolsa de valores

Atividade do comércio tem alta de 2% em 2019, diz Serasa

Aumento foi puxado pelo setor de veículos e autopeças.

Atividade do comércio tem alta de 2% em 2019, diz Serasa

Inflação dos aluguéis acumula taxa de 7,91% em 12 meses

Índice é inferior aos 2,06% observados em dezembro de 2019, diz FGV.


Até onde a bolsa pode ir?

O Brasil sempre foi conhecido como a terra da renda fixa.


MEI que não informar seu rendimento será penalizado

Empreendedor que não entregar a DASN até o dia 31 de maio pagará multa e ficará impedido de gerar a guia mensal de tributos.

MEI que não informar seu rendimento será penalizado

Bolsa Família inicia pagamento para mais de 13 milhões de famílias

Indústria mineira avança em novembro

FIEMG divulga pesquisa Indicadores Industriais.

Indústria mineira avança em novembro

Feriados de 2020 devem causar quase R$ 20 bilhões de prejuízo no comércio

Maior incidência deste tipo de data em dias úteis, por outro lado, tende a favorecer atividades econômicas do turismo.

Feriados de 2020 devem causar quase R$ 20 bilhões de prejuízo no comércio