Portal O Debate
Grupo WhatsApp


Amanco quer conquistar o mercado brasileiro

Amanco quer conquistar o mercado brasileiro

17/04/2006 Divulgação

A Amanco Brasil, subsidiária do Grupo Amanco, empresa de tubos e conexões, quer conquistar o mercado brasileiro. O Grupo detém 22% de participação do segmento predial de tubos e conexões no Brasil, concentrará sua estratégia de crescimento no País, com a mudança de sede da América Latina para São Paulo, estratégia agressiva de marketing e oferta de produtos e serviços.

Segundo o presidente executivo do Grupo e presidente da Amanco Brasil, Roberto Salas, o investimento da companhia no País, em 2004 e 2005, foi na ordem de US$ 30 milhões. Somente em campanha de marketing os investimentos previstos são de R$ 31 milhões, definindo a entrada da marca Amanco no varejo brasileiro, este ano. 

A Amanco Brasil destaca como seus pilares estratégicos: marca, inovação de produtos e oferta de serviços. A empresa está direcionando seus investimentos para uma campanha publicitária bastante forte. Desenvolvida pela DM9, a campanha "Amanco é mais" terá impacto direto no consumidor final, com peças para TV, Rádio, Jornais, Revistas e Mídia Exterior de todo o País. 

A empresa introduz no País a linha Amanco PPR, única produzida no Brasil, com resina de última geração para condução de água quente, substituindo o cobre. Uma inovação ao mercado brasileiro, o PPR, além de ser resistente a temperaturas muito acima das exigências das normas técnicas brasileiras (NBR), é totalmente atóxico. 

A entrada no setor financeiro é outra inovação da Amanco que cria o primeiro cartão de crédito do setor - Amanco CredConstrução - uma parceria com a LuizaCred. A proposta é oferecer acessibilidade ao consumidor para aquisição de materiais de construção. Em fase piloto, em 2005, o projeto envolveu 38 lojas. Além de compras parceladas em até 24 vezes, o consumidor poderá realizar saques em dinheiro para pagamento da mão-de-obra.



Como cuidar do fluxo de caixa pós-pandemia

Lembrando que o poder de compra dos clientes e dos potenciais clientes também deve mudar.


Sucesso nos negócios: estratégia ou acaso?

Embora sejam simples, as estratégias não são simplistas, e a maioria avassaladora das empresas brasileiras não possui esse tipo de direcionamento.

Sucesso nos negócios: estratégia ou acaso?


Acredite, 2020 será o melhor ano da vida de muitas pessoas

Independente do cenário, muitas pessoas estão fazendo dinheiro como nunca. E a causa primária disso é a Internet.


O momento pede revisão na estratégia para manutenções

Como essa nova realidade mundial enfrentada pelo coronavírus impõe mudanças na estratégia de gestão dos ativos.


Economia brasileira recua 1,5% no primeiro trimestre

Resultado foi afetado pelo novo coronavírus e isolamento social.

Economia brasileira recua 1,5% no primeiro trimestre

O engajamento dos colaboradores em um mundo colocado à força em home office

É fato que muitas empresas, no Brasil e no mundo, já tinham essa como uma prática regular.

O engajamento dos colaboradores em um mundo colocado à força em home office

Pesquisa mostra consumo mais consciente e compromisso com a sustentabilidade

61% dos consumidores esperam que as marcas que compram tenham práticas claras de sustentabilidade.


Coronavírus provoca a maior queda da história na intenção de consumo das famílias

ICF cai 13,1% em segunda retração mensal consecutiva e atinge menor nível desde novembro de 2017.

Coronavírus provoca a maior queda da história na intenção de consumo das famílias

A hipótese das três crises

Ao colocar as pessoas em isolamento social, a pandemia do coronavírus gerou uma crise múltipla.


Shopping Centers – O desafio da reinvenção

Há a necessidade de ir mais além, mergulhar no íntimo do conhecimento do nosso cliente, usar definitivamente o que se aprendeu nos bancos da universidade - a antropologia do consumo, o atendimento personalizado, ir além.


Produtores do Cerrado fazem primeira venda coletiva de queijo minas artesanal

Produtores da Aprocer comercializam 450 quilos de queijo a um valor superior ao que vinha sendo negociado regionalmente.

Produtores do Cerrado fazem primeira venda coletiva de queijo minas artesanal