Portal O Debate
Grupo WhatsApp

As mulheres no mercado de trabalho

As mulheres no mercado de trabalho

09/04/2019 Ellen Moraes Senra

Apesar das mulheres representarem 52% da força de trabalho no mercado brasileiro, apenas 38% dos cargos de chefia são ocupados por elas.

As mulheres no mercado de trabalho

Vemos uma diferença grande não só nos cargos de chefia, mas também em relação aos salários. É também do conhecimento de todos que mesmo exercendo a mesma função, elas ganham menos.

Precisamos repensar nossos critérios enquanto sociedade, teoricamente igualitária, mas onde determinadas funções são atribuídas exclusivamente às mulheres e aos homens cabem apenas o papel de ajudar em casa, isso quando o fazem. Afinal, muitas vezes estão exaustos pela árdua rotina de trabalho.

Regras sociais existem desde sempre e sabemos bem que em algum momento da nossa história ficou subentendido que a mulher, por ser quem realiza a gestão da vida dentro de si e tem o “poder” de gerar alimento para seus filhos, deveria ser quem ficaria em casa cuidando dos mesmos. Por muito tempo isso fez sentido, já que realmente precisamos dos primeiros meses pós-parto para nos recuperar, por isso ganhamos o direito vigente em nossa sociedade atual à licença maternidade.

Todavia, deveria gerar estranheza que, salvo o período mencionado, ainda tenhamos desigualdade de cargos e salários, quando na realidade desempenhamos as mesmíssimas funções que qualquer homem, algo que simplesmente não faz sentido. Vejamos aqui uma possível solução para o atual problema, se quem nos dita as regras é a nossa sociedade, não seria mais do que justo que se fizesse um tipo de decreto que nos diga que após o parto o homem deve ter as mesmas responsabilidades que a mulher no que diz respeito aos cuidados e a educação dos filhos?

Seguindo ainda por outra linha raciocínio, não seria de se esperar que, justamente pelo fato de a mulher ser multitarefa (profissional, mãe, esposa, dona de casa entre outros), ela deveria ganhar igual, se não até mais do que os homens? Afinal, se essa mulher está no trabalho e ela for mãe, provavelmente ela está terceirizando os cuidados de seus filhos, o que custa caro. Caso a maternidade não esteja em pauta, ainda assim as atribuições dos cargos são os mesmos para homens e mulheres. Porém, nossa sociedade parece ainda não ter refletido muito sobre o assunto. Assim, cabe a nós o dever de fazê-lo.

Enquanto isso em 2018, a Islândia virou o primeiro país a tornar a igualdade salarial obrigatória. Lá é proibido que homens ganhem mais do que mulheres em órgãos governamentais e empresas do setor privado com mais de 25 funcionários. Os empregadores que não cumprirem com a lei arcam com multas e nós aqui no Brasil ainda aguardamos o dia em que exista igualdade de oportunidades e de salário. Enquanto esse dia não chega, vamos seguir na luta para sermos ouvidas e, ocasionalmente, atendidas.

* Ellen Moraes Senra é Psicóloga e Especialista em Terapia Cognitivo Comportamental

Fonte:  Drumond Assessoria de Comunicação



Kanban ainda é pouco explorado, mas pode revolucionar o cotidiano das empresas

Como trazer soluções efetivas em condições de fluxo de atividade em escala?

Kanban ainda é pouco explorado, mas pode revolucionar o cotidiano das empresas

Investimentos registram captação de R$ 46 bi no primeiro trimestre

O segmento de fundos de investimentos fechou o primeiro trimestre de 2022 com absorção líquida de R$ 46,1 bilhões, movimentação de 56,9% menor do que o observado no mesmo período de 2021.


Cadastro Positivo insere mais de 464 mil mineiros no mercado de crédito

Dados divulgados pela ANBC demonstram contingente da população mineira que se beneficiou da primeira consulta de crédito após a implantação do Cadastro Positivo com adesão automática.

Cadastro Positivo insere mais de 464 mil mineiros no mercado de crédito

Conheça cinco vantagens do Pix para empresas

MEIs e PMEs podem economizar cerca de R$ 2.000 em serviços e produtos bancários por ano.

Conheça cinco vantagens do Pix para empresas

Sete em cada 10 pequenos negócios mineiros pretendem investir em 2022

Mais de um terço dos empresários do segmento planeja expandir ou melhorar as atividades entre abril e junho.

Sete em cada 10 pequenos negócios mineiros pretendem investir em 2022

Entender os números será requisito do mercado de trabalho

Trabalhar numa empresa e conhecer os seus setores faz parte da rotina de qualquer colaborador.

Entender os números será requisito do mercado de trabalho

Confiança do comércio volta a crescer após dois meses

Índice que mais tem concentrado a queda da confiança, Condições Atuais do Empresário do Comércio, surpreende, apresentando maior crescimento mensal.

Confiança do comércio volta a crescer após dois meses

Gastos com alimentação fora de casa somaram R$ 164,4 bilhões em 2021

Pesquisa mostra que cada brasileiro gastou em média R$ 16,21 por refeição, significando uma alta de 12% em relação a 2020.

Gastos com alimentação fora de casa somaram R$ 164,4 bilhões em 2021

Saiba como escolher os melhores vinhos para sua comemoração

Reunir as pessoas mais queridas, escolher a playlist, caprichar na decoração e acertar no cardápio e arrasar na escolha dos vinhos.

Saiba como escolher os melhores vinhos para sua comemoração

Habilidades tão importantes quanto talento na ascensão pessoal e profissional

Não basta ser bom na área de atuação, é preciso mais que isso.

Habilidades tão importantes quanto talento na ascensão pessoal e profissional

Vendas do varejo crescem 1,1% de janeiro para fevereiro, diz IBGE

Pequenas empresas geram 220 mil empregos em fevereiro, aponta Sebrae

Setor de serviços foi o que mais contratou, abrindo 134.024 empregos.

Pequenas empresas geram 220 mil empregos em fevereiro, aponta Sebrae