Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Brasil e Estados Unidos fecham acordo sobre clima

Brasil e Estados Unidos fecham acordo sobre clima

30/06/2015 Da Redação

O Brasil se comprometeu a acabar com o desmatamento ilegal de florestas.

O Brasil e os Estados Unidos fecharam acordo bilateral de compromissos para mitigar as causas da mudança do clima.  

O documento informa que o Brasil pretende restaurar e reflorestar 12 milhões de hectares de florestas até 2030.

O Brasil e os Estados Unidos pretendem atingir a meta de 20% de participação de fontes renováveis em suas matrizes energéticas.

O acordo foi fechado na visita da presidenta Dilma Rousseff aos Estados Unidos.

A Declaração Conjunta Brasil-Estados Unidos sobre Mudança do Clima afirma que o governo brasileiro implementará políticas para eliminação do desmatamento ilegal, em conjunto com o aumento ambicioso de estoques de carbono por meio de reflorestamento e da restauração florestal.

Das 100 maiores empresas do país, 82% já adotam ações de mitigação ou de adaptação às mudanças climáticas, revela pesquisa do Instituto Datafolha para o Observatório do Clima e para o Greenpeace, feita nos meses de março e abril deste ano.

As iniciativas de mitigação e adaptação às mudanças climáticas são variadas: vão desde soluções para reduzir o consumo de água e energia (apontado por 40% das empresas) até ações para diminuição de poluentes (23%) e campanhas de educação e conscientização (12%).

“Muitas empresas adotam medidas para lidar com os desafios da mudança climática ou se preparam para adotar medidas para lidar com esses impactos e suas consequências, tal como a escassez de insumos como a água”, disse Carlos Rittl, secretário executivo do Observatório do Clima. 



A direção da Reforma Tributária

Atualmente dois projetos encabeçam tratados da reforma tributária: Os textos das PECs 293/2004 e 45/2019, ambas com propostas semelhantes, porém com abordagens diferentes.


Os desafios da indústria de hortifrutis no mercado mundial

A discussão hoje é como a tecnologia está reformulando a indústria global de produtos agrícolas frescos.


Imigrantes investiram R$ 1,5 bi no Brasil em sete anos

Relatório aponta que, entre 2011 e 2018, 774,2 mil imigrantes se fixaram no Brasil de forma legal.

Imigrantes investiram R$ 1,5 bi no Brasil em sete anos

Setor de vestuário será o mais beneficiado com saques do FGTS

Medidas de estímulo ao consumo devem ter um impacto positivo de R$ 3,3 bilhões no segmento de roupas, calçados e acessórios, prevê CNC.

Setor de vestuário será o mais beneficiado com saques do FGTS

Acordo com credor é estratégia para limpar o nome

75% comprometeriam pagamento de contas básicas se usassem seus rendimentos para zerar dívidas.

Acordo com credor é estratégia para limpar o nome

Índice de confiança do empresário sobe pelo 3º mês seguido

Empresários estão confiantes com o desempenho das empresas e da economia nos próximos seis meses.

Índice de confiança do empresário sobe pelo 3º mês seguido

Minas registra mais de 1 milhão de Microempreendedores Individuais

Após 10 anos, desde a implementação da Lei Complementar 128, MEI já são a maioria dos pequenos negócios formalizados no estado.

Minas registra mais de 1 milhão de Microempreendedores Individuais

Cresce abate de bovinos, suínos e frangos, diz IBGE

Foram abatidas 8,08 milhões de cabeças de bovinos no segundo trimestre de 2019.

Cresce abate de bovinos, suínos e frangos, diz IBGE

Cresce a confiança dos consumidores de BH na economia

Indicador voltou a subir no segundo trimestre de 2019. Homens e jovens são os mais confiantes.

Cresce a confiança dos consumidores de BH na economia

Empresários da construção estão mais confiantes

O Índice de Confiança do Empresário da Indústria da Construção de Minas Gerais – ICEICON MG – atingiu 53,8 pontos em julho, crescimento de 3,0 pontos em relação a junho (50,8 pontos).


Empresas e paternidade: uma mudança a ser nutrida

Daqui a cinco ou dez anos, nem você nem ninguém se lembrará com precisão da tarefa que está fazendo no trabalho neste minuto.


Cereais, leguminosas e oleaginosas podem ter safra recorde

Arroz, milho e soja representam 92,7% da produção estimada no ano.

Cereais, leguminosas e oleaginosas podem ter safra recorde