Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Como escolher produtos para seu e-commerce

Como escolher produtos para seu e-commerce

17/08/2021 Divulgação

É fundamental levar em consideração alguns aspectos no momento de fazer a sua escolha.

Como escolher produtos para seu e-commerce

Na hora de abrir sua empresa virtual é fundamental saber escolher o que vender para que o sucesso planejado seja realmente alcançado. Porém, como hoje em dia existem várias opções, torna-se um pouco difícil fazer essa seleção de produtos, já que é possível encontrar quase tudo em sites de vendas, sendo tanto em relação a comida até mesmo materiais de construção.

Portanto, fazer a escolha certa em um nicho de mercado acaba sendo um desafio, especialmente para lojistas iniciantes, principalmente por conta da alta concorrência. Assim, é fundamental levar em consideração alguns aspectos no momento de fazer a sua escolha. Então se você é empreendedor ou quer se tornar um, você precisa descobrir as análises que devem ser feitas para criar um site de vendas e para que ele tenha bastante sucesso.

Considerações para escolher um nicho

Primeiramente, quando for escolher os produtos para seu site, é importante analisar o seu perfil. Por exemplo, para um lojista que não gosta muito de moda pode ter mais dificuldade para trabalhar no departamento de vestuário, já que é necessário ter um conhecimento das novas tendências e do gosto de seus consumidores.

Além do mais, saber a porcentagem de lucro de cada produto comercializado em seu site de venda. Senão, ter apenas uma margem de vendas não é suficiente para garantir o funcionamento de sua loja virtual e, tampouco, um e-commerce lucrativo.

Sendo assim, os segmentos de suplementos alimentares, produtos de beleza e itens de higiene pessoal tem grandes chances de os consumidores voltarem a comprar novamente, já que são mercadorias bastante utilizadas no dia a dia. Vale lembrar que, antes de montar seu site de vendas, é importante conhecer muito bem o processo de compras online. Assim saberá que tipo de experiência deve proporcionar a seus clientes.

Agora veja os principais nichos e porque você faz bem em explorá-los.

Vestuário

Não há uma classificação de melhor ou pior segmento, para vender no e-commerce você precisa ter em mente que há produtos mais adequados para cada perfil de empreendedor. O departamento de vestuário é bastante procurado pelo público, existem vários sites de vendas de roupas com todos os estilos e gostos.

Nesse segmento, você consegue selecionar peças infantis, femininas, masculinas e plus size. Também é possível se tornar uma loja que é especialista em roupas específicas, como por exemplo, o jeans ou roupas de academia.  O importante é dominar as táticas para vender roupas pela internet.

Esportes e lazer

Caso você ainda esteja indeciso sobre quais produtos vender no e-commerce, você consegue apostar no segmento de esportes e lazer. Ultimamente, existem cada vez mais pessoas preocupadas com a sua saúde e bem-estar, sendo assim compram bastante itens esportivos. Por isso, investir nesse mercado pode aumentar suas chances de sucesso. Assim, ao escolher esse segmento é possível comercializar em sua loja virtual tênis, roupas de academia, meias esportivas, bonés, entre outros.

Casa e decoração

Se antigamente a maioria dos consumidores preferiam adquirir itens para casa e decoração presencialmente, hoje em dia é muito mais natural comprar esse tipo de produto em sites de vendas. Por conta disso, grandes marcas, como por exemplo, a Leroy Merlin, decidiram criar o seu próprio e-commerce. Então, vender produtos nesse nicho de atuação pode ser bastante rentável, já que também é possível escolher um determinado produto como móveis ou fornecer várias opções para seus consumidores, a depender do objetivo de seu negócio.

Cosméticos e maquiagens

Assim como o setor de esporte e lazer permanece em alta, o segmento de cosméticos e maquiagens também não é diferente, tanto o lado feminino quanto o masculino estão ainda mais vaidosos e cuidando de sua aparência. Portanto, criar um site de vendas direcionado para esse nicho de atuação pode ser um ótimo negócio em termos de volume de vendas.

Mercado pet

Ultimamente, os casais estão decidindo por ter menos filhos ou até mesmo optam por não serem pais. E é por esse motivo que existem mais cães do que crianças nas famílias brasileiras, de acordo com pesquisas realizadas pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Além do mais, os consumidores gastam uma boa quantia do seu salário com produtos para seus animais de estimação, como por exemplo, ração, acessórios, artigos de higiene, casinhas e tudo que for possível para tornar a vida do seu pet ainda mais confortável.

Acessórios

Alguns acessórios, como por exemplo, brincos, anéis, pulseiras, relógios e colares possuem uma ótima comercialização em lojas virtuais. A grande vantagem disso é que você não precisa ter um orçamento grande na hora de comprar suas mercadorias para revender, pois é possível escolher por produtos mais em conta. No restante, não é necessário um local espaçoso para guardar esses produtos, reduzindo assim os valores operacionais do seu e-commerce.

Eletrônicos

Em sites de vendas, produtos como smartphones, computadores e tablets são bastante procurados. O motivo disso é que esses itens funcionam como uma necessidade, especialmente o celular. Assim, quando um aparelho apresenta algum defeito, o consumidor busca trocá-lo imediatamente.

Aliás, o segmento de tecnologia vem inovando constantemente, gerando aos consumidores a necessidade de adquirir produtos cada vez mais novos, à medida em que são lançados no mercado. Por isso, vender eletrônicos online é uma ótima pedida.

Até aqui, você já sabe que escolher o que vender em seu site é um dos primeiros passos para obter um negócio lucrativo. Agora basta conhecer muito bem cada produto e o perfil de seus consumidores, com bastante foco e persistência, já que os resultados não acontecem de um dia para o outro. Acreditamos que, se você colocar em prática todas as dicas disponibilizadas nesse artigo, com certeza a sua loja virtual atingirá os objetivos necessários.



Optantes do Simples Nacional têm até 31 de janeiro para migrar para o SIMEI

Mudança pode beneficiar pequenos negócios que tiveram queda no faturamento no ano passado

Optantes do Simples Nacional têm até 31 de janeiro para migrar para o SIMEI

Pequenas empresas são responsáveis por 70% dos novos empregos

Pesquisa, referente a novembro de 2021, é do Sebrae.

Pequenas empresas são responsáveis por 70% dos novos empregos

WhatsApp continua sendo o canal de venda mais usado nos pequenos negócios

Pesquisa do Sebrae mostra que 88% dos estabelecimentos, que vendem on-line, fazem uso do aplicativo de mensagem.

WhatsApp continua sendo o canal de venda mais usado nos pequenos negócios

Confiança dos pequenos negócios mineiros cresce em dezembro

Construção Civil puxa resultado do Iscon, índice que mede o ânimo dos empresários em relação ao desempenho das suas atividades.

Confiança dos pequenos negócios mineiros cresce em dezembro

Perspectivas positivas para a indústria em 2022

É preciso deixar de lado todo discurso derrotista e voltado apenas para desafios e privilegiar a obtenção de resultados.

Perspectivas positivas para a indústria em 2022

Nível de endividamento das famílias brasileiras em 2021 foi o maior em 11 anos

Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (Peic) foi divulgada pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo.

Nível de endividamento das famílias brasileiras em 2021 foi o maior em 11 anos

Sebrae mostra impacto da pandemia sobre empreendedores negros

Pesquisa revela dificuldades na retomada dos negócios.

Sebrae mostra impacto da pandemia sobre empreendedores negros

Uso de cheques no Brasil cai 93% desde 1995

No ano passado, volume de compensações caiu 23%.

Uso de cheques no Brasil cai 93% desde 1995

6 tendências de comunicação e marketing para 2022

Para 64% dos jovens entre 16 e 24 anos, a publicidade tradicional não impacta mais.

6 tendências de comunicação e marketing para 2022

Contribuição mensal de microempreendedores individuais será reajustada

Com o aumento do salário-mínimo, Documento de Arrecadação Simplificada de MEI (DAS) passa a ter novos valores.

Contribuição mensal de microempreendedores individuais será reajustada

Inflação oficial fecha 2021 com alta de 10,06%, diz IBGE

Poupança tem terceira maior retirada líquida da história em 2021

Retirada líquida no ano passado foi de R$ 35,5 bilhões.

Poupança tem terceira maior retirada líquida da história em 2021