Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Crédito on-line para parcelamento de tratamento médico

Crédito on-line para parcelamento de tratamento médico

14/09/2006 Divulgação

Agora já é possível para o profissional de saúde oferecer aos seus clientes pagamentos em parcela para qualquer tratamento ou procedimento médico em até 24 vezes e fazer o contrato on-line. A AGS empresa que trabalha como intermediadora nos contratos financeiros que envolvem médicos e pacientes de qualquer especialidade está lançando um site que facilitará todo o processo.

No Brasil ainda existe certa rejeição a esse tipo de procedimento. Mas, se vermos pelo lado prático o financiamento é uma inclusão social, pois possibilita o acesso a produtos e serviços diversos antes inacessíveis a grande parcela da população e agora também a relacionados a saúde. Para o paciente, a empresa intermediadora, ou seja, aquela que intermedia um contrato financeiro entre ele e o banco financiador é um facilitador.
 
Tratamentos médicos, na grande maioria das vezes, não são baratos, principalmente quando o profissional escolhido é um especialista muito requisitado. Mesmo quem tem plano de saúde não pode usufruir todos os especialistas, procedimentos e tratamentos médicos existentes, pois eles nem sempre cobrem tudo. 

"Para o medico também é necessário ter alguém, ou melhor, uma empresa que cuide da parte financeira e administrativa, pois assim fica livre para cuidar exclusivamente do aspecto clinico médico do procedimento, fugindo ainda da eventual inadimplência de seus clientes e dedicando seu tempo a atender um maior numero de pacientes. Depois para o médico seria difícil pleitear um financiamento para seus pacientes junto a um banco. Um médico não é um administrador e não vende produtos em prateleiras. Para ele, trabalhar dentro da ética profissional é o que interessa" conta Joaquim Sabino Junior, diretor da AGS. 

Mas, para o paciente que não pode pagar a vista, o parcelamento em até 24 vezes é muito bem vindo. "Neste caso, ele paga conforme o prazo que conseguir através da empresa intermediadora junto ao agente financeiro e o médico recebe a vista, pois na prática o financiamento é feito através de um banco. Quem recorre a um parcelamento, ainda que para um tratamento médico, junto a uma instituição financeira precisa provar através de documentos que terá como pagar e se não cumprir com essa obrigação será cobrado pelo banco e não pelo médico. 

Já pensou se o médico além de cumprir com todas as suas obrigações tivesse que correr atrás de pacientes que não pagam! A função da empresa intermediadora é buscar parcelamentos e juros atraentes para os pacientes dentro do preço determinado pelo médico e cuidar da formatação do contrato. Como trabalha com um volume grande de clientes, essa empresa tem mais facilidade de conseguir um negócio vantajoso para o cliente." completa Sabino. 

No site www.agsassessoria.com.br  o médico pode tirar todas as dúvidas sobre o assunto, se cadastrar, inscrever pacientes, simular parcelamentos, se comunicar com a empresa intermediadora, fazer e aprovar contratos.

Fonte: Estilo.Press



Nível de confiança dos pequenos negócios mineiros cai em setembro

Microempreendedores apresentaram o menor índice de confiança no mês e Indústria tem a pior variação em relação a agosto.

Nível de confiança dos pequenos negócios mineiros cai em setembro

Qual o real papel das empresas?

Convido você a fazer uma reflexão sobre o tema proposto neste artigo: será a geração de lucro o real papel das empresas?

Qual o real papel das empresas?

Novo fôlego para o empresariado

As micro e pequenas empresas brasileiras chegaram perto de entrar em colapso com o início da pandemia, em março do ano passado.


Trabalho presencial: quando e como será possível?

A volta, ou não, do trabalho presencial é um dos principais temas nas instâncias diretivas das grandes empresas brasileiras.

Trabalho presencial: quando e como será possível?

Modelo híbrido é alternativa ao home office? Pela legislação não é bem assim

É preciso cuidado, pois o que se tem dentro da legislação é que esse pode ficar em até 25% da carga horária em home office.

Modelo híbrido é alternativa ao home office? Pela legislação não é bem assim

Tecnologia, home office e a transformação do mercado imobiliário

A tecnologia é uma grande aliada e uma ferramenta cada vez mais fundamental para o mercado imobiliário.

Tecnologia, home office e a transformação do mercado imobiliário

Impostômetro chega à marca de R$ 2 trilhões

Em 2020, a marca foi atingida em 22 de dezembro, informa associação de SP.

Impostômetro chega à marca de R$ 2 trilhões

Setor de food service deve movimentar R$ 167 bilhões em 2021

Enfraquecido pela pandemia, segmento de food service deve estar preparado para o boom das operações, que se dará em 2022.

Setor de food service deve movimentar R$ 167 bilhões em 2021

CNC estima faturamento recorde do varejo para o Dia das Crianças

A data é a terceira mais importante depois do Natal e do Dia das Mães.

CNC estima faturamento recorde do varejo para o Dia das Crianças

Serasa mostra que empresas pagam 51% das dívidas em até 60 dias

Dívidas recentes são recuperadas em maior número que antigas.

Serasa mostra que empresas pagam 51% das dívidas em até 60 dias

4 dicas de decoração e arquitetura para escritórios

Há tempos que o local de trabalho deixou de ser um ambiente sem graça.

4 dicas de decoração e arquitetura para escritórios

Maioria de postos de trabalho foi criada por micro e pequena empresas

No acumulado do ano, as micro e pequenas empresas foram responsáveis por aproximadamente 70% dos postos de trabalho gerados no país.

Maioria de postos de trabalho foi criada por micro e pequena empresas