Portal O Debate
Grupo WhatsApp


Cresce espionagem em empresas alemãs

Cresce espionagem em empresas alemãs

16/04/2008 Divulgação

Escândalo envolvendo espionagem de funcionários em empresas alemãs desencadeia discussão sobre desrespeito à proteção de dados. Caso de supermercado popular é apenas "ponta do iceberg", dizem especialistas.

Na Alemanha, não faltam denúncias de que microfones em miniatura e câmeras de pequeno formato tenham se tornado objetos corriqueiros em boa parte das empresas do país. O excesso de vigilância parece manter o cidadão comum na mira, seja enquanto este faz compras ou usa a internet no local de trabalho. 

A lista das intromissões do Estado na esfera privada é cada vez maior: rastreamentos online, registro de placa de carros nas rodovias, encaminhamento de dados de passageiros de companhias aéreas. 

Enquanto o Estado defende todos esses procedimentos em prol da segurança do cidadão e faz tudo supostamente em nome do combate ao terrorismo, as organizações responsáveis pela proteção de dados vivem um verdadeiro pesadelo. 

Direitos fundamentais

Apesar da vigilância cada vez mais assídua, diz Peter Schaar, encarregado do governo alemão para proteção de dados, o Estado é obrigado a respeitar "alguns direitos fundamentais". Isso significa "não investigar aleatoriamente". 

Apenas este ano, a Justiça alemã deu três vezes um "chega para lá" nas tentativas do Estado de entrar na vida do cidadão. Em 27 de fevereiro último, o Tribunal Constitucional Federal alemão criou, pela primeira vez, o direito de proteção dos computadores domésticos contra rastreamentos online. 

A 11 de março, o mesmo tribunal proibiu a vigilância sistemática com rastreamento automático de placas de veículos nas rodovias do país. Poucos dias mais tarde, em 19 de março, a corte disse "não" ao armazenamento dos dados telefônicos e do uso de internet por usuários que não estejam sob suspeita comprovada. 

Limites e multas

Para a central sindical Verdi, que congrega prestadores de serviços, é preciso limitar os mecanismos usados pelos empregadores para vigiar funcionários. Segundo a presidente da central sindical, Margret Mönig-Raane, é preciso aumentar ainda mais a multa máxima de 250 mil euros, a ser cobrada dos empresários que desrespeitem as leis de proteção de dados. 

O caso da rede de supermercados Lidl, denunciado pela revista Stern, desencadeou um amplo debate no país, através do qual sugiram denúncias de que a espionagem de empregados é também praticada por outras grandes redes de supermercado no país, como Edeka e Plus. Segundo o encarregado do governo Peter Schaar ao semanário Der Spiegel, o Lidl "não é um caso isolado, mas apenas a ponta do iceberg". 

Em todos os casos, detetives particulares recebem do empregador a incumbência de protocolar supostas tentativas de roubo. No entanto, o resultado dos tais protocolos vai muito além, registrando detalhes da vida privada e da personalidade dos funcionários. 

Internet no trabalho

Outras questão polêmica é a falta comum de normas que regulamentem o uso da internet pra fins privados no local de trabalho. Sistemas de filtro, por exemplo, devem ser usados somente para proteger o funcionário contra lixo eletrônico. Pois o direito de usar a internet também para fins privados é permitido, em princípio, até ser explicitamente proibido. 

Mas mesmo quando há na empresa uma "proibição geral de surfar", o empregador só pode avaliar esporadicamente se o funcionário usa a internet no local de trabalho para fins particulares, afirmam os representantes da Confederação da Economia de Informação, Telecomunicações e novas Mídias (Bitkom). Segundo membros da Confederação, não se pode, neste contexto, usar tais dados "para controlar sistematicamente o funcionário".

Mais informações sobre a Alemanha e a Europa no site www.DW-WORLD.DE/brasil



Sesc oferece protocolo de segurança personalizado para empresas do comércio

Iniciativa é válida para empresas contribuintes do Sistema Fecomércio MG, Sesc e Senac.

Sesc oferece protocolo de segurança personalizado para empresas do comércio

Cerca de 50% dos trabalhadores pretendem pagar dívidas com FGTS

Atualmente mais de 64 milhões de consumidores estão inadimplentes, diz Serasa.

Cerca de 50% dos trabalhadores pretendem pagar dívidas com FGTS

Empresários do turismo estão preparados para retomar atividades

Pesquisa mostra adaptação gradual para retorno por parte de empreendimentos em todo o país.

Empresários do turismo estão preparados para retomar atividades

Especialista dá dicas de como vender alimentos online

Em 2019, houve um aumento de vendas no e-commerce de 22,7% a mais que o ano anterior. Em 2020 este crescimento já atinge 71% até maio.

Especialista dá dicas de como  vender alimentos online

Sebrae identifica 183 linhas de crédito disponíveis para pequenos negócios

A maior parte das linhas de crédito são oferecidas por bancos regionais, agências de fomento regionais e OSCIPs de microcrédito.

Sebrae identifica 183 linhas de crédito disponíveis para pequenos negócios

Como a queda da taxa de juros Selic impacta nossas vidas?

Com a Selic em queda, estimula-se também o consumo das famílias.

Como a queda da taxa de juros Selic impacta nossas vidas?

Gasto com presente do Dia dos Pais será menor este ano

Lojistas de shopping estimam valores entre R$ 51 e R$ 100.

Gasto com presente do Dia dos Pais será menor este ano

Geração 3D: o que podemos aprender com ela?

Conheça mais sobre como os profissionais 3D podem ser modelos para você.

Geração 3D: o que podemos aprender com ela?

Produção industrial cresce 8,9% de maio para junho

Indústria ainda não conseguiu recuperar perdas causadas pela pandemia.

Produção industrial cresce 8,9% de maio para junho

O futuro do varejo passa a ser digital

Agora, cada celular é um ponto de venda, cada usuário um cliente em potencial.

O futuro do varejo passa a ser digital

Marketing e estratégia empresarial: o cliente como norte do sucesso empresarial

Algumas empresas têm patinado quando o assunto é a utilização de estratégias digitais para impulsionar o crescimento de seus negócios.

Marketing e estratégia empresarial:  o cliente como norte do sucesso empresarial

Levantamento mostra que vendas devem aumentar no Dia dos Pais

Enquanto vendas online sobem, as do comércio tradicional têm queda.

Levantamento mostra que vendas devem aumentar no Dia dos Pais