Portal O Debate
Grupo WhatsApp


Demanda do consumidor por crédito sobe 8,5% em julho

Demanda do consumidor por crédito sobe 8,5% em julho

11/08/2015 Divulgação

A procura dos consumidores por crédito subiu 8,5% em julho na comparação com o mês anterior, de acordo com levantamento da empresa de consultoria Serasa Experian.

Em relação a julho do ano passado, também houve alta de 7%. No acumulado do ano (janeiro a julho), a procura por crédito cresceu 5,1% no comparativo com igual período de 2014.

Segundo economistas da Serasa Experian, a alta tem relação com o maior número de dias úteis entre junho (21) e julho (23).

Ao fazer o ajuste por dias úteis, o indicador mostrou recuo de 0,9%. Para a empresa de consultoria, o resultado é mais condizente com o cenário econômico atual.

Na análise por renda, a procura por crédito cresceu em todas as faixas salariais e foi mais forte nas camadas com menor ganho mensal.

Para quem recebe até R$ 500 mensais e entre R$ 500 e R$ 1 mil, foi registrada alta de 8,5% e 9%, respectivamente.

As demais faixas de renda ficaram abaixo da média (8,5%). O menor crescimento na demanda (7,8%) ocorreu entre os que ganham de R$ 5 mil a R$ 10 mil por mês.

Para os consumidores com rendimento entre R$ 1 mil e R$ 2 mil, houve alta de 8,3%. O índice elevou-se 8% entre os que ganham de R$ 2 mil a R$ 5 mil.

Para os de renda superior a R$ 10 mil, a alta alcançou 8,1%.

Todas as regiões geográficas registraram alta.

A maior procura ocorreu no Centro-Oeste, com alta de 9,4% na comparação com junho. No Sul, o crescimento também foi acima da média: 9%.

O Nordeste e o Sudeste registraram elevação de 8,3%, pouco abaixo do índice nacional. No Norte, o indicador subiu 8%. 



Captação da poupança bate recorde em maio

Depósitos superaram saques em R$ 37,2 bilhões no mês

Captação da poupança bate recorde em maio

Compliance Previdenciário e o controle da gestão de riscos empresariais

Não é segredo para ninguém que as legislações tributária e previdenciária brasileiras estão em constantes mudanças e possuem inúmeras regras que podem causar confusão e fazer os empresários pagarem mais do que realmente precisam, fazendo com que os lucros, quando existentes, fujam pelo ralo.


Indústrias com produto nacional têm vantagem em meio à crise

Como enfrentar a crise no longo prazo e se precaver contra novos imprevistos da economia?


Produção industrial tem em abril maior queda em 18 anos

Retração de 18,8% reflete efeitos das ações para combater novo coronavírus.

Produção industrial tem em abril maior queda em 18 anos

Coronavírus provoca a maior queda da história na confiança do empresário do comércio

Icec tem retração mensal de 20,9%, cai ao menor nível desde 2016 e chega à zona de insatisfação.

Coronavírus provoca a maior queda da história na confiança do empresário do comércio

Como gerar valor a partir da inovação e da cultura

O que mais lhe interessa durante a entrega de um serviço: contar com um atendimento de qualidade ou se identificar com os valores que guiam a empresa que você contratou?


Remédio ou Veneno? Depende da dose

Existe apenas um segredo para sobreviver: não morrer.

Remédio ou Veneno? Depende da dose

Vendas no comércio têm pior desempenho em duas décadas, aponta Serasa

Comércio registra queda de 31,8% na comparação com o mesmo mês de 2019.

Vendas no comércio têm pior desempenho em duas décadas, aponta Serasa

Como cuidar do fluxo de caixa pós-pandemia

Lembrando que o poder de compra dos clientes e dos potenciais clientes também deve mudar.


Sucesso nos negócios: estratégia ou acaso?

Embora sejam simples, as estratégias não são simplistas, e a maioria avassaladora das empresas brasileiras não possui esse tipo de direcionamento.

Sucesso nos negócios: estratégia ou acaso?


Acredite, 2020 será o melhor ano da vida de muitas pessoas

Independente do cenário, muitas pessoas estão fazendo dinheiro como nunca. E a causa primária disso é a Internet.