Portal O Debate
Grupo WhatsApp


Doentes mentais recuperam cidadania com artesanato

Doentes mentais recuperam cidadania com artesanato

10/03/2006 Divulgação

Sabe-se que a participação produtiva dos doentes mentais dentro de uma comunidade por meio do trabalho é fator providencial de alternativa para a cura. Em Guarulhos, São Paulo, um grupo de cem pacientes portadores de transtornos mentais resgata a cidadania, a auto-estima e a geração de renda, com a produção de produtos artesanais.

Por trás de todo o trabalho, uma equipe se empenha para promover a terapia ocupacional desses pacientes e inseri-los socialmente. A partir do próximo mês, o Sebrae estará promovendo uma série de capacitações para estes profissionais que, com os devidos conhecimentos sobre gestão, finanças e mercado, servirão de base para o sucesso na comercialização dos produtos produzidos pelos pacientes.

Os cursos, sobre gestão da atividade artesanal, são voltados para os profissionais do Projeto Tear - Oficinas de Trabalho, Terapia e Arte, incluído no Programa Sebrae São Paulo de Artesanato desde 2004. A expectativa é que, neste primeiro momento, cerca de 25 pessoas, entre coordenadores do projeto, monitores e pacientes que tenham condições de participar sejam capacitadas.

Segundo Ana Cristina Alexandre de Souza, analista do Sebrae em Guarulhos, a proposta é disponibilizar conhecimentos capazes de habilitar o profissional do projeto a comercializar os produtos nos padrões exigidos pelo mercado.Depois das capacitações para os coordenadores, a proposta é promover treinamentos diretamente para os pacientes portadores de transtornos mentais, também chamados de usuários. A analista explicou que a proposta ainda está um pouco distante de ser concretizada, já que os trabalhos serão realizados com pacientes portadores de transtornos mentais, considerados retraídos socialmente, incapazes para o trabalho e com maior predisposição a desenvolver doenças físicas.

Com o objetivo de promover a otimização do processo produtivo, agregar valor, reduzir custos e incrementar a qualidade dos produtos dos pacientes, o Sebrae em São Paulo lançou, no final do ano passado, o edital de credenciamento em design. Todos os profissionais formados em desenho industrial poderão integrar o cadastro profissional da entidade. É necessário que o candidato tenha curso superior completo e experiência na área escolhida. Não há um número limitado de vagas.

"Depois de capacitado, o paciente é capaz de criar uma linha de produtos com a ajuda do Sebrae, lançar um mostruário que, normalmente, é exposto no Centro do Empreendedor, no Estado, e, partir daí, participar de feiras, desenvolver a comercialização e até a exportação de seus produtos", afirma a analista.



Como cuidar do fluxo de caixa pós-pandemia

Lembrando que o poder de compra dos clientes e dos potenciais clientes também deve mudar.


Sucesso nos negócios: estratégia ou acaso?

Embora sejam simples, as estratégias não são simplistas, e a maioria avassaladora das empresas brasileiras não possui esse tipo de direcionamento.

Sucesso nos negócios: estratégia ou acaso?


Acredite, 2020 será o melhor ano da vida de muitas pessoas

Independente do cenário, muitas pessoas estão fazendo dinheiro como nunca. E a causa primária disso é a Internet.


O momento pede revisão na estratégia para manutenções

Como essa nova realidade mundial enfrentada pelo coronavírus impõe mudanças na estratégia de gestão dos ativos.


Economia brasileira recua 1,5% no primeiro trimestre

Resultado foi afetado pelo novo coronavírus e isolamento social.

Economia brasileira recua 1,5% no primeiro trimestre

O engajamento dos colaboradores em um mundo colocado à força em home office

É fato que muitas empresas, no Brasil e no mundo, já tinham essa como uma prática regular.

O engajamento dos colaboradores em um mundo colocado à força em home office

Pesquisa mostra consumo mais consciente e compromisso com a sustentabilidade

61% dos consumidores esperam que as marcas que compram tenham práticas claras de sustentabilidade.


Coronavírus provoca a maior queda da história na intenção de consumo das famílias

ICF cai 13,1% em segunda retração mensal consecutiva e atinge menor nível desde novembro de 2017.

Coronavírus provoca a maior queda da história na intenção de consumo das famílias

A hipótese das três crises

Ao colocar as pessoas em isolamento social, a pandemia do coronavírus gerou uma crise múltipla.


Shopping Centers – O desafio da reinvenção

Há a necessidade de ir mais além, mergulhar no íntimo do conhecimento do nosso cliente, usar definitivamente o que se aprendeu nos bancos da universidade - a antropologia do consumo, o atendimento personalizado, ir além.


Produtores do Cerrado fazem primeira venda coletiva de queijo minas artesanal

Produtores da Aprocer comercializam 450 quilos de queijo a um valor superior ao que vinha sendo negociado regionalmente.

Produtores do Cerrado fazem primeira venda coletiva de queijo minas artesanal