Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Emprego sobe 1,8% e retoma tendência positiva

Emprego sobe 1,8% e retoma tendência positiva

06/04/2016 Da Redação

O Indicador Antecedente de Emprego (IAEmp) voltou a subir 1,8% em março, alcançando 73,8 pontos.

Emprego sobe 1,8% e retoma tendência positiva

A alta - segundo avaliação do Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (Ibre/FGV) - representa uma retomada da tendência positiva, interrompida pela queda de 1,1% em fevereiro.

Embora o resultado sinalize uma atenuação do ritmo de queda do total de pessoal ocupado na economia brasileira ao longo dos próximos meses, o indicador ainda permanece em um patamar muito baixo, na avaliação do economista da FGV Fernando de Holanda Barbosa Filho, e sinaliza para um mercado de trabalho bastante difícil nos próximos meses.

“O Indicador Antecedente de Emprego, mesmo mostrando recuperação agora em março, ainda se encontra em um patamar muito baixo, o que sinaliza um mercado de trabalho ainda fraco nos próximos meses”, disse o economista.

Para ele, a queda observada no Indicador Coincidente de Desemprego (ICD) nos últimos meses “não indica forte recuperação, nem redução da taxa de desemprego a curto prazo, o que significa que os indicadores apontam para um mercado de trabalho ainda bastante difícil”, nos próximos meses.

Em consequência da elevação do Indicador Antecedente de Emprego, o Indicador Coincidente de Desemprego recuou em março 0,2%, para 97,5 pontos. “Esta é a terceira queda consecutiva do indicador, sinalizando acomodação da taxa de desemprego neste primeiro trimestre”, informa a FGV.

Acrescenta que os componentes que mais contribuíram para a alta do Indicador Antecedente de Emprego no mês passado foram os que medem o grau de satisfação com a situação atual dos negócios, bem como o grau de otimismo com a evolução dos negócios nos seis meses seguintes - todos da Sondagem da Indústria, e ambos com variação de 4,5%.

O levantamento da FGV constatou, ainda, que, em relação ao Indicador Coincidente de Desemprego, a classe de renda que contribuiu majoritariamente para a queda foi a de consumidores com renda mensal familiar até R$ 2.100,00, cujo indicador de percepção de facilidade de se conseguir emprego caiu 7,2%.

O IAEmp é constituído por uma combinação de séries extraídas das Sondagens da Indústria, de Serviços e do Consumidor, tendo capacidade de antecipar os rumos do mercado de trabalho no país.

Ele é construído a partir de dados desagregados, em quatro classes de renda familiar, do quesito da Sondagem do Consumidor, que capta a percepção das famílias sobre o mercado de trabalho.

Em março do ano passado, o Indicador Antecedente de Emprego chegou a cair 8,6%, na série livre de influências sazonais (ou seja, comparativamente a fevereiro do mesmo ano) retraindo para 64,9 pontos.

Foi em setembro do ano passado, no entanto, que o indicador atingiu o menor patamar dos últimos doze meses ao cair 3,4% frente a agosto (queda de 2,6%), indo a 62 pontos.

Fonte: Agência Brasil 



Governo anuncia mudanças no eSocial

Segundo secretário, sistema será dividido em dois até 2020

Governo anuncia mudanças no eSocial

Endividamento alcança maior nível desde julho de 2013

Segundo CNC, o percentual de famílias endividadas cresceu em junho, nas comparações mensal e anual

Endividamento alcança maior nível desde julho de 2013

Uma análise do acordo Mercosul e União Europeia

Um conjunto de pressupostos internacionais permitiram a realização do acordo.

Uma análise do acordo Mercosul e União Europeia

Negociação coletiva como ferramenta de gestão empresarial

A negociação coletiva é ferramenta de gestão, em que os trabalhadores poderão participar dos destinos da empresa.


Mercado de equinos movimenta R$ 16,5 bi ao ano no Brasil

Animais atraem investidores e apaixonados, além de aquecer a economia do país

Mercado de equinos movimenta R$ 16,5 bi ao ano no Brasil

Inflação no comércio eletrônico registra queda de -1,39% em maio

Análise realizada pelo IBEVAR monitora a alteração dos preços dos produtos comprados pela internet.

Inflação no comércio eletrônico registra queda de -1,39% em maio

Em cada dez usuários de cartão de crédito, dois são adeptos de bancos digitais

Jovens são os que mais usam cartões digitais, atraídos por taxas mais baixas e isenção de anuidade, revela pesquisa CNDL/SPC Brasil

Em cada dez usuários de cartão de crédito, dois são adeptos de bancos digitais

O trabalho do futuro não será focado em projetos

Não tem erro: o trabalho do futuro não será focado em projetos, mas em produtos.


Como gerenciar equipes que trabalham à distância?

Produtividade e engajamento dos profissionais é a maior preocupação da liderança e o grande entrave para fazer o modelo deslanchar

Como gerenciar equipes que trabalham à distância?

Fábrica de cerveja vai investir R$ 1 bi em Minas Gerais

Unidade em Uberaba vai demandar contratações na região do Triângulo Mineiro que abrigará a construção.


Pequenas empresas garantem saldo positivo de empregos, mostra Sebrae

Os pequenos negócios do setor agropecuário lideraram a geração de vagas em maio

Pequenas empresas garantem saldo positivo de empregos, mostra Sebrae

Número de empresas inadimplentes cresce 2,90% em maio

Capacidade de pagamento das empresas ainda é afetado pela baixa atividade econômica e menor faturamento, apontam CNDL/SPC Brasil

Número de empresas inadimplentes cresce 2,90% em maio