Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Entender os números será requisito do mercado de trabalho

Entender os números será requisito do mercado de trabalho

27/04/2022 Maria Cristina Diez

Trabalhar numa empresa e conhecer os seus setores faz parte da rotina de qualquer colaborador.

Entender os números será requisito do mercado de trabalho

Mas num futuro breve esse conhecimento será apenas parte dos requisitos. Os próprios funcionários deverão não apenas ter acesso, mas também compreender os números que indiquem os pontos fortes e fracos das empresas, e os caminhos estratégicos para o seu crescimento.

A alfabetização de dados, como vem sendo chamada essa nova habilidade, deverá ser consolidada no mercado até por volta de 2030. Na prática, isso vai significar um poder maior de observação, análise e comunicação com as estatísticas, como revela uma pesquisa realizada pela Qlik, empresa que oferece soluções de análise de dados. A “culpa”, por assim dizer, é dos avanços da tecnologia da informação (TI) e da adesão em massa das corporações ao uso de inteligência artificial (IA) nos seus processos.

A quantidade de informações que as empresas arregimentam hoje é infinitamente maior do que no passado, quando a relação com o cliente começava num balcão, com o preenchimento de uma extensa ficha cadastral. Hoje gasta-se menos tempo no processo de onboarding e muito mais tempo em conhecer seus gostos pessoais e suas preferências em relação aos produtos que a empresa oferece. Os dados dos clientes, não por acaso, são os bens mais valiosos que uma companhia pode ter.

A informatização permite gerar uma quantidade vasta de dados, mas que só fazem sentido mediante sua interpretação. E esse domínio, aponta a pesquisa da Qlik, tem preço. Os líderes empresariais estão dispostos a pagar, em média, 26% a mais a candidatos que demonstrem habilidade de ler e gerenciar dados. A tomada de decisões vitais para a corporação a partir da leitura assertiva oferece resultados com maior grau de precisão, orientando os passos da empresa por índices comprobatórios.

Por outro lado, é indispensável lançar mão das inovações hoje disponíveis pensando nos avanços que tornem os dados cada vez mais precisos. Se são as tecnologias da informação que permitiram trabalhar com estatísticas mais robustas e numa quantidade vasta, não é possível ponderar que os detalhes a que temos acesso vá se desenvolver sem novos investimentos. As empresas devem manter-se passo a passo com essas tecnologias, estudando e identificando em todas elas os potenciais de desenvolvimento que têm a oferecer.

Em outras palavras, informação e ciência aplicada andam juntas no universo corporativo. Por isso mesmo, as tecnologias de segurança em ambientes digitais, tanto para clientes quanto para a prestadora, são um prenúncio de que as empresas estão cada vez mais protegidas, eficientes e preparadas para atender naquilo que são sua própria razão de existir. As métricas agora fazem necessariamente parte desse caminho, e os colaboradores de um futuro breve – para não dizer do presente – devem começar a observá-las com mais rigor.

* Maria Cristina Diez é diretora comercial e de marketing da Most Specialist Technologies.

Para mais informações sobre Mercado de Trabalho clique aqui...

Publique seu texto em nosso site que o Google vai te achar!

Fonte: Naves Coelho Comunicação



Conheça cinco vantagens do Pix para empresas

MEIs e PMEs podem economizar cerca de R$ 2.000 em serviços e produtos bancários por ano.

Conheça cinco vantagens do Pix para empresas

Sete em cada 10 pequenos negócios mineiros pretendem investir em 2022

Mais de um terço dos empresários do segmento planeja expandir ou melhorar as atividades entre abril e junho.

Sete em cada 10 pequenos negócios mineiros pretendem investir em 2022

Confiança do comércio volta a crescer após dois meses

Índice que mais tem concentrado a queda da confiança, Condições Atuais do Empresário do Comércio, surpreende, apresentando maior crescimento mensal.

Confiança do comércio volta a crescer após dois meses

Gastos com alimentação fora de casa somaram R$ 164,4 bilhões em 2021

Pesquisa mostra que cada brasileiro gastou em média R$ 16,21 por refeição, significando uma alta de 12% em relação a 2020.

Gastos com alimentação fora de casa somaram R$ 164,4 bilhões em 2021

Saiba como escolher os melhores vinhos para sua comemoração

Reunir as pessoas mais queridas, escolher a playlist, caprichar na decoração e acertar no cardápio e arrasar na escolha dos vinhos.

Saiba como escolher os melhores vinhos para sua comemoração

Habilidades tão importantes quanto talento na ascensão pessoal e profissional

Não basta ser bom na área de atuação, é preciso mais que isso.

Habilidades tão importantes quanto talento na ascensão pessoal e profissional

Vendas do varejo crescem 1,1% de janeiro para fevereiro, diz IBGE

Pequenas empresas geram 220 mil empregos em fevereiro, aponta Sebrae

Setor de serviços foi o que mais contratou, abrindo 134.024 empregos.

Pequenas empresas geram 220 mil empregos em fevereiro, aponta Sebrae

Programa gratuito ajudará 300 projetos de empresas em fase inicial

Pequenas empresas receberão ajuda gratuita para tirar ideias inovadoras do papel.


Sebrae revela aumento de pequenos negócios que fabricam chocolates

Facilidade de participação no mercado é atrativa para empreendedores.

Sebrae revela aumento de pequenos negócios que fabricam chocolates

Como utilizar livros nos treinamentos corporativos?

Quando utilizados, eles devem servir como um fio condutor entre o conteúdo abordado e a rotina dos profissionais.

Como utilizar livros nos treinamentos corporativos?

Sebrae Minas abre inscrições para capacitações de negócios de alimentação de BH

Iniciativas do programa ‘Prepara Gastronomia’ pretendem estimular micro e pequenas e microempreendedores individuais do segmento a se tornarem mais competitivos.

Sebrae Minas abre inscrições para capacitações de negócios de alimentação de BH