Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Feira do Empreendedor gerou R$ 15 milhões

Feira do Empreendedor gerou R$ 15 milhões

11/01/2006 Divulgação

O Circuito Feira do Empreendedor, promovido pelo Sistema Sebrae, gerou cerca de R$ 15 milhões de negócios, em 2005. Cento e setenta mil pessoas visitaram os dez eventos que integraram o Circuito e que foram realizados nos estados do Rio de Janeiro, Amapá, Paraíba, Maranhão, Goiás, Tocantins, Mato Grosso, Acre, Roraima e no Distrito Federal.

A Feira do Empreendedor reúne em mesmo espaço oportunidades de negócios e de capacitação, além de instituições de fomento e de apoio para quem já é dono de um pequeno negócio ou pretende investir nessa área.

Ao todo 1.250 expositores apresentaram seus produtos no Circuito Feira do Empreendedor 2005. Cerca de 45 mil empreendedores foram capacitados pelo Sebrae, durante os eventos. Esses dados são do balanço do Projeto Feira do Empreendedor, que acaba de ser fechado pelo Sebrae Nacional.

"No ano passado, o foco da Feira do Empreendedor foi o atendimento da principal demanda dos empresários, que é a busca por conhecimento e orientação sobre negócios, mercado e formalização dos empreendimentos junto ao Sebrae", explica Andréa Faria, gestora nacional do Projeto Feira do Empreendedor.

Em 2006, o foco da iniciativa estará voltado aos temas inovação, perfil do empreendedor local e desenvolvimento regional. O objetivo do Sebrae é criar oportunidades para os negócios e empreendimentos locais de acordo com as potencialidades regionais.

Este ano, 14 eventos estão previstos e deverão ser realizados nos estados da Bahia, Ceará, Goiás, Minas Gerais, Pará, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Sergipe, São Paulo, Mato Grosso do Sul e no Distrito Federal. A Feira do Empreendedor 2006 será iniciada em Pernambuco, no mês de maio. O circuito deverá ser encerrado no Rio Grande do Sul, em dezembro.



Novo fôlego para o empresariado

As micro e pequenas empresas brasileiras chegaram perto de entrar em colapso com o início da pandemia, em março do ano passado.


Trabalho presencial: quando e como será possível?

A volta, ou não, do trabalho presencial é um dos principais temas nas instâncias diretivas das grandes empresas brasileiras.

Trabalho presencial: quando e como será possível?

Modelo híbrido é alternativa ao home office? Pela legislação não é bem assim

É preciso cuidado, pois o que se tem dentro da legislação é que esse pode ficar em até 25% da carga horária em home office.

Modelo híbrido é alternativa ao home office? Pela legislação não é bem assim

Tecnologia, home office e a transformação do mercado imobiliário

A tecnologia é uma grande aliada e uma ferramenta cada vez mais fundamental para o mercado imobiliário.

Tecnologia, home office e a transformação do mercado imobiliário

Impostômetro chega à marca de R$ 2 trilhões

Em 2020, a marca foi atingida em 22 de dezembro, informa associação de SP.

Impostômetro chega à marca de R$ 2 trilhões

Setor de food service deve movimentar R$ 167 bilhões em 2021

Enfraquecido pela pandemia, segmento de food service deve estar preparado para o boom das operações, que se dará em 2022.

Setor de food service deve movimentar R$ 167 bilhões em 2021

CNC estima faturamento recorde do varejo para o Dia das Crianças

A data é a terceira mais importante depois do Natal e do Dia das Mães.

CNC estima faturamento recorde do varejo para o Dia das Crianças

Serasa mostra que empresas pagam 51% das dívidas em até 60 dias

Dívidas recentes são recuperadas em maior número que antigas.

Serasa mostra que empresas pagam 51% das dívidas em até 60 dias

4 dicas de decoração e arquitetura para escritórios

Há tempos que o local de trabalho deixou de ser um ambiente sem graça.

4 dicas de decoração e arquitetura para escritórios

Maioria de postos de trabalho foi criada por micro e pequena empresas

No acumulado do ano, as micro e pequenas empresas foram responsáveis por aproximadamente 70% dos postos de trabalho gerados no país.

Maioria de postos de trabalho foi criada por micro e pequena empresas

Pequenos negócios ainda registram queda no faturamento e se recuperam gradativamente

Pesquisa do Sebrae e da FGV mostra que indicadores do segmento apresentaram uma leve melhora em setembro, mas os impactos da crise ainda são sentidos pela maioria.

Pequenos negócios ainda registram queda no faturamento e se recuperam gradativamente

Um terço dos pequenos negócios mineiros investiu em RH para enfrentar a pandemia

Estudo do Sebrae Minas mostra, ainda, que 40% destas empresas precisaram reduzir as capacitações das equipes nos últimos 18 meses.

Um terço dos pequenos negócios mineiros investiu em RH para enfrentar a pandemia