Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Governo anuncia mudanças no eSocial

Governo anuncia mudanças no eSocial

10/07/2019 Da Redação

Segundo secretário, sistema será dividido em dois até 2020

Governo anuncia mudanças no eSocial

Rogério Marinho, secretário especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, informou que o governo trabalha para “simplificar” o Sistema de Escrituração Digital das Obrigações Fiscais, Previdenciárias e Trabalhistas (eSocial). Para ele, há “excesso de detalhamento” na alimentação de informações”.

Segundo ele, em janeiro de 2020 vão ser implementados dois novos sistemas. Um para grandes e médias empresas, “já simplificado e desburocratizado”; e outro para pequenas e microempresas, “ainda mais simplificado”. A iniciativa afetará o uso do eSocial para empregados domésticos. “A ideia é também simplificar para o empregador individual”.

“O fato de ser dois sistemas não quer dizer que vai aumentar a complexidade. Serão dois sistemas bem mais simples”, promete o secretário. Conforme Marinho, os novos sistemas não incluirão informações tributárias. “A ideia é que a Receita Federal disponibilize a partir de janeiro [de 2020] um sistema próprio diferenciada e também simplificado. E que remanesça no sistema a área de trabalho e de previdência”.

Criado em 2013, o eSocial atualmente unifica a prestação, por parte do empregador, de informações relativas aos empregados. Dados como o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), a Relação Anual de Informações Sociais (Rais), a Guia de Recolhimento do Fundo de Garantia e de Informações à Previdência Social (GFIP) e informações pedidas pela Receita Federal são enviados em um único ambiente ao governo federal.

Fonte: Agência Brasil



Minas registra mais de 1 milhão de Microempreendedores Individuais

Após 10 anos, desde a implementação da Lei Complementar 128, MEI já são a maioria dos pequenos negócios formalizados no estado.

Minas registra mais de 1 milhão de Microempreendedores Individuais

Cresce abate de bovinos, suínos e frangos, diz IBGE

Foram abatidas 8,08 milhões de cabeças de bovinos no segundo trimestre de 2019.

Cresce abate de bovinos, suínos e frangos, diz IBGE

Cresce a confiança dos consumidores de BH na economia

Indicador voltou a subir no segundo trimestre de 2019. Homens e jovens são os mais confiantes.

Cresce a confiança dos consumidores de BH na economia

Empresários da construção estão mais confiantes

O Índice de Confiança do Empresário da Indústria da Construção de Minas Gerais – ICEICON MG – atingiu 53,8 pontos em julho, crescimento de 3,0 pontos em relação a junho (50,8 pontos).


Empresas e paternidade: uma mudança a ser nutrida

Daqui a cinco ou dez anos, nem você nem ninguém se lembrará com precisão da tarefa que está fazendo no trabalho neste minuto.


Cereais, leguminosas e oleaginosas podem ter safra recorde

Arroz, milho e soja representam 92,7% da produção estimada no ano.

Cereais, leguminosas e oleaginosas podem ter safra recorde

Queda da Taxa Selic e a economia brasileira

Após o mais longo período em que a Taxa Selic permaneceu em um mesmo patamar, o Banco Central cortou a taxa básica da economia em 0,50%.


Dia dos Pais deve gerar R$ 5,6 bilhões de faturamento em 2019

CNC projeta alta de 2,1% nas vendas para a quarta data comemorativa mais importante do varejo.

Dia dos Pais deve gerar R$ 5,6 bilhões de faturamento em 2019

Novas regras de gestão de dados e o impacto para as empresas

As novas regras relacionadas à gestão de dados passarão a valer no ano que vem.


Pequenos negócios são responsáveis por 79% do saldo de empregos em Minas

Micro e Pequenas Empresas mineiras registraram saldo de 67 mil postos de trabalho nos primeiros seis meses do ano.

Pequenos negócios são responsáveis por 79% do saldo de empregos em Minas

Percentual de famílias com dívidas aumentou pelo 7º mês consecutivo

Principais inadimplências das famílias brasileiras são o financiamento de carro e o de casa.

Percentual de famílias com dívidas aumentou pelo 7º mês consecutivo

Sete em cada dez brasileiros tiveram de fazer cortes no orçamento

Pesquisa indica que desempenho da economia no primeiro semestre foi pior do que o esperado.

Sete em cada dez brasileiros tiveram de fazer cortes no orçamento