Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Inadimplência de empresas cresce 5,15% em março

Inadimplência de empresas cresce 5,15% em março

02/05/2017 Divulgação

Regiões Norte e Nordeste mostraram maior crescimento de pessoas jurídicas negativadas.

O Indicador de Inadimplência de Pessoas Jurídicas divulgado pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) mostra que a quantidade de empresas inadimplentes aumentou 5,15% em março, em comparação ao mesmo período de 2016.

Apesar disso, o crescimento do número de pessoas jurídicas negativadas no país perdeu força durante 2016 e segue estabilizado em 2017 - em março do ano passado, a variação anual havia sido de 11,08%.

Levando em consideração os dados das cinco regiões brasileiras, o indicador demonstrou que o Norte teve o maior avanço do número de pessoas jurídicas negativadas em relação a março de 2016 (5,79%), seguido de perto pelo Nordeste (5,75%). Em seguida, vêm o Sudeste (5,35%), Centro-Oeste (4,74%) e Sul (3,03%).

Segundo o presidente da CNDL, Honório Pinheiro, “o abrandamento no aumento da inadimplência mesmo em meio à crise acontece porque, com a maior restrição ao crédito e menor propensão a investir, há redução dos custos e, consequentemente, do endividamento.”

Houve também aumento de 3,07% na quantidade de dívidas em atraso em nome de pessoas jurídicas, na comparação com março de 2016. Ainda assim, o número também está em patamar baixo em relação à série histórica.

O número de empresas devedoras por setor indica que o segmento de serviços (que engloba bancos e instituições financeiras) teve a maior alta de empresas negativadas em janeiro de 2017 na comparação com o mesmo período do ano anterior (8,00%), seguido de indústria (4,72%) e comércio (4,11%).



Seis livros para quem quer saber sobre empreendedorismo

Livros que vão te ajudar a entender sobre Corporate Venture.

Seis livros para quem quer saber sobre empreendedorismo

O que fazer quando não posso promover o meu melhor colaborador?

Esta é uma questão decisiva para a construção de um cotidiano motivador na equipe de trabalho.

O que fazer quando não posso promover o meu melhor colaborador?

Cinco erros mais comuns na contratação de BPO

Empreender não é uma tarefa fácil.

Cinco erros mais comuns na contratação de BPO

Economia brasileira cai 0,1% no terceiro trimestre deste ano

Queda foi puxada pelo setor agropecuário.

Economia brasileira cai 0,1% no terceiro trimestre deste ano

A loja física mantém seu reinado e não desaparecerá!

A loja física resiste em perder sua hegemonia.

A loja física mantém seu reinado e não desaparecerá!

Mitos e Verdades sobre a gamificação nas empresas

A gamificação se tornou muito comum dentro de corporações que buscam um clima mais humanizado e híbrido após a pandemia.

Mitos e Verdades sobre a gamificação nas empresas

Mais de 90% dos pequenos negócios de Minas Gerais aceitam Pix

Adesão é maior entre os mais jovens, até 30 anos (97%), e entre as mulheres negras (97%).

Mais de 90% dos pequenos negócios de Minas Gerais aceitam Pix

Endividamento das famílias atinge maior patamar em quase 12 anos

Desde julho, o percentual de endividados está há 11 meses em alta, mostra CNC.

Endividamento das famílias atinge maior patamar em quase 12 anos

Empresas investem cada vez mais em formas de reter e atrair talentos

O mercado de trabalho vem se reinventando constantemente, seja no formato de trabalho ou  nos benefícios e formas de atração e retenção de talentos.

Empresas investem cada vez mais em formas de reter e atrair talentos

O valor do ESG nas empresas

O mercado em evolução e as tendências regulatórias estão desafiando as empresas a demonstrar práticas que são mais sustentáveis e socialmente responsáveis.

O valor do ESG nas empresas

Chegando a hora do 13º Salário – saiba como fazer os cálculos

A primeira parcela do 13º salário dos trabalhadores deve ocorrer até 30 de novembro.

Chegando a hora do 13º Salário – saiba como fazer os cálculos

A importância da gestão de talentos 4.0

As práticas de Gestão 4.0 também ajudam nos imprevistos, como foi o caso da pandemia de COVID-19.

A importância da gestão de talentos 4.0