Portal O Debate
Grupo WhatsApp


Inadimplência fecha o ano em alta

Inadimplência fecha o ano em alta

14/01/2016 Da Redação

Crescimento das dívidas bancárias se destaca no Centro-Oeste.

Ano turbulento para os registros de consumidores com contas em atraso, 2015 terminou com a região Nordeste tendo a maior variação no número de inadimplentes na comparação com 2014.

De acordo com o indicador do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), foi registrado um avanço de 7,62% frente ao ano anterior.

Apesar de apresentar uma desaceleração em relação à alta de novembro, o resultado de dezembro permanece em patamares elevados.

Das quatro regiões comtempladas por este estudo, é no Nordeste que o número de inadimplentes mais tem crescido nos últimos meses.

Em seguida aparecem a região Centro-Oeste (6,24%), Sul (5,10%) e Norte (3,92%).

O indicador não considera os dados da região Sudeste, que estão suspensos devido à entrada em vigor da Lei Estadual 16.569/2015, conhecida como Lei do AR, que dificulta a negativação de inadimplentes em São Paulo.

Segundo o presidente da CNDL, Honório Pinheiro, o aumento da quantidade de consumidores inadimplentes reflete o difícil cenário macroeconômico visto em 2015, com piora dos índices de emprego e avanço da inflação.

"A alta dos preços aliada ao aumento do desemprego afetou a renda das famílias, que sentem dificuldades para pagar as dívidas pendentes", diz o presidente.

A projeção da economista-chefe do SPC Brasil, Marcela Kawauti, para 2016 é que mesmo com bancos e comerciantes restringindo a concessão de crédito - fato que limita o endividamento do consumidor - a inadimplência deve continuar acelerando pelos próximos meses, devido à crise da economia brasileira.

Na comparação mensal, isto é, entre dezembro e novembro de 2015, foi a região Sul que registrou a maior queda, com -1,78%, seguida do Norte (1,10%), Centro-Oeste (-0,89%) e Nordeste (-0,88%).

Dívidas bancárias são a maioria nas quatro regiões

Nas regiões Norte e Nordeste, foi o setor de Comunicação o que registrou a maior variação anual do número de dívidas, com crescimento de 11,84% e 11,93%, respectivamente, na comparação com dezembro de 2014.

No Centro-Oeste, as pendências devidas ao setor de Água e Luz foram as que mais cresceram, com variação de 33,63% na comparação anual.
No Sul, também se destaca o número de pendências de Água e Luz, mas com um crescimento menor, de 16,70%.

Porém, a maioria relativa do total de dívidas dos moradores das quatro regiões analisadas possui como credo o segmento de Bancos: Sul, com 43,95% do total; Nordeste, com 41,58%; Centro-Oeste, 40,75%; e Norte, com 33,02%. 



Natal deve movimentar mais de R$ 36 bilhões na economia

Seis em cada dez brasileiros pretendem comprar presentes para si mesmos no Natal, aponta pesquisa CNDL/SPC Brasil.

Natal deve movimentar mais de R$ 36 bilhões na economia

Como o cenário externo afeta a economia brasileira

Muito se fala dos embates entre os Estados Unidos e China em sua Guerra Comercial, e das crises econômicas ou sociais em alguns países latinos.


O que esperar de uma franquia?

As expectativas sobre o tempo de retorno do investimento e as margens de lucros esperadas costumam ser as grandes inquietações de quem planeja investir em uma franquia.


App do Banco do Brasil aceita comando de voz

Inovação entre os bancos brasileiros é lançada em parceria com a Google.


Percentual de famílias com dívidas volta a subir em novembro

O percentual de famílias com dívidas alcançou 65,1% do total (em outubro, era de 64,7%).

Percentual de famílias com dívidas volta a subir em novembro

Acidente de trabalho na hora do almoço

O horário de almoço faz parte da jornada de trabalho do empregado.


Mais de 65 mil pescadores afetados por manchas de óleo receberão auxílio emergencial

Listas com os registros dos pescadores beneficiados e números por estado já estão disponíveis.

Mais de 65 mil pescadores afetados por manchas de óleo receberão auxílio emergencial

PIB cresce 0,6% no terceiro trimestre, revela IBGE

Na comparação com 3º trimestre de 2018, expansão é de 1,2%.

PIB cresce 0,6% no terceiro trimestre, revela IBGE

Setores recomendados para se investir neste final de ano

Em 2019, o Brasil passou por grandes mudanças estruturais, no que tange a política monetária expansionista.


Em cada dez brasileiros, dois foram vítimas de fraudes nos últimos 12 meses

Levantamento CNDL/SPC Brasil mostra que fim de ano é época propícia para ação de fraudadores.

Em cada dez brasileiros, dois foram vítimas de fraudes nos últimos 12 meses

Empresas devem começar já preparação para a reforma tributária, orienta consultor

Cerca de 4,5 milhões delas, que hoje estão no Simples Nacional ou no Lucro Presumido, tendem a migrar para o Lucro Real, o que exige organização interna e planejamento tributário.

Empresas devem começar já preparação para a reforma tributária, orienta consultor

Airbnb lança nova categoria para experiências gastronômicas e cultural

Com mais de 3.000 experiências, viajantes terão a oportunidade de conhecer receitas locais e únicas em mais de 75 países, incluindo o Brasil.

Airbnb lança nova categoria para experiências gastronômicas e cultural