Portal O Debate
Grupo WhatsApp


Liberação do FGTS e PIS/Pasep vai impulsionar o consumo até o fim do ano

Liberação do FGTS e PIS/Pasep vai impulsionar o consumo até o fim do ano

12/09/2019 Divulgação

De acordo com CNC, comércio e serviços deverão ser positivamente impactados.

Liberação do FGTS e PIS/Pasep vai impulsionar o consumo até o fim do ano

A liberação de recursos das contas do PIS/Pasep e do FGTS deve estimular o consumo e elevar o nível de atividade da economia nos últimos quatro meses do ano.

Se confirmada a estimativa do Ministério da Economia de saques de cerca de R$ 30 bilhões entre agosto e dezembro de 2019, a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) estima que R$ 13,1 bilhões serão gastos no comércio (R$ 9,6 bilhões) e nos serviços (R$ 3,5 bilhões), além de R$ 12,2 bilhões (40% do total) que serão utilizados pelos consumidores para a quitação ou abatimento de dívidas e R$ 4,7 bilhões (16% do total) que deverão ser poupados ou consumidos somente em 2020.

Para o economista da CNC Fabio Bentes, apesar da quitação ou abatimento de dívidas representar uma parcela significativa dos recursos disponibilizados, o percentual deve ser menor que na liberação do FGTS em 2017 (46% do total), mas o impacto sobre o varejo tende a ser maior em 2019, 32% do total contra 25% em 2017.

“O consumo no comércio e no setor de serviços poderia representar uma parcela maior dos gastos dos consumidores, não fosse o ainda elevado grau de comprometimento da renda das famílias com os juros decorrentes do endividamento. Contudo, mesmo indiretamente, esses setores tendem a se beneficiar da queda do grau de endividamento no médio prazo”, acredita Bentes.

Mesmo diante do comprometimento da renda, a liberação de recursos tem potencial para acelerar o consumo. A previsão da CNC é que o consumo das famílias avance 0,9% no último trimestre de 2019, em comparação ao terceiro trimestre, o que significa um impulso adicional de 0,3% com a liberação de recursos, diante da expectativa anterior de 0,6%.

CNC



Pesquisa mostra consumo mais consciente e compromisso com a sustentabilidade

61% dos consumidores esperam que as marcas que compram tenham práticas claras de sustentabilidade.


Coronavírus provoca a maior queda da história na intenção de consumo das famílias

ICF cai 13,1% em segunda retração mensal consecutiva e atinge menor nível desde novembro de 2017.

Coronavírus provoca a maior queda da história na intenção de consumo das famílias

A hipótese das três crises

Ao colocar as pessoas em isolamento social, a pandemia do coronavírus gerou uma crise múltipla.


Shopping Centers – O desafio da reinvenção

Há a necessidade de ir mais além, mergulhar no íntimo do conhecimento do nosso cliente, usar definitivamente o que se aprendeu nos bancos da universidade - a antropologia do consumo, o atendimento personalizado, ir além.


Produtores do Cerrado fazem primeira venda coletiva de queijo minas artesanal

Produtores da Aprocer comercializam 450 quilos de queijo a um valor superior ao que vinha sendo negociado regionalmente.

Produtores do Cerrado fazem primeira venda coletiva de queijo minas artesanal

Com a pandemia, 11% dos pequenos negócios mineiros tiveram que demitir

Pesquisa do Sebrae mostra que a flexibilização temporária das regras trabalhistas dá fôlego aos pequenos negócios para atravessarem a crise.

Com a pandemia, 11% dos pequenos negócios mineiros tiveram que demitir


O engajamento dos colaboradores em um mundo colocado à força em home office

A pandemia causada pelo novo coronavírus obrigou empresas de todo o mundo a adaptarem suas rotinas e métodos de trabalho, adotando o home office como resposta imediata à evolução da Covid-19.


Retomada econômica com cautela é defendida pela FIEMG

Federação acredita que a retomada deve ser customizada para cada região do estado


A crise e suas oportunidades

A partir dos dados da B3, é possível observar um movimento extremamente curioso no mercado financeiro.


Acomodando-se para a longa viagem: trabalhando de casa com segurança

Na última década, vimos um tremendo aumento de trabalhadores remotos - tanto autônomos quanto colaboradores e executivos.


Empreendedor, o herói necessário

A recessão econômica que iniciada neste primeiro semestre de 2020 será uma das mais graves dos últimos tempos.

Empreendedor, o herói necessário