Portal O Debate
Grupo WhatsApp


Marco legal das startups simplificará ambiente de negócios

Marco legal das startups simplificará ambiente de negócios

02/05/2019 Divulgação

Sebrae participa da construção do documento que dará tratamento diferenciado às startups, permitindo o fortalecimento do setor

Marco legal das startups simplificará ambiente de negócios

O Governo Federal está desenvolvendo, em parceria com representantes da iniciativa privada, uma proposta de marco legal para as startups.

A iniciativa tem o objetivo de contribuir para simplificar o ambiente de negócios e estimular o surgimento de novas empresas com esse perfil no país. A etapa de consulta pública deve ser concluída até o final de abril para, em seguida, apresentar uma proposta ao Congresso Nacional.

Esse segmento tem crescido com enorme velocidade no Brasil. Em 2012, existiam 2.519 empresas cadastradas na Associação Brasileira de Startups (ABStartups). Em apenas seis anos esse número já alcança a marca de 13 mil startups registradas. Um crescimento superior a 500%.

O Governo acredita que o marco legal deve propiciar o desenvolvimento de incentivos fiscais para investidores e evitar que eles tenham de responder com o passivo de startups, em caso de eventuais falências.

“É necessário que as startups tenham um tratamento diferenciado, pois elas trabalham dentro de um contexto de geração de empregos, pois propiciam o surgimento de novos empregos que são melhor remunerados e qualificados”, explica o secretário de Empreendedorismo e Inovação do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações (MCTIC), Paulo Alvim. “Precisamos fortalecer as startups e o Sebrae é um ator chave neste processo, já que está levando o empreendedorismo para a área de educação e inovação”, acrescenta Alvim.

Fontye: Sebrae




Acredite, 2020 será o melhor ano da vida de muitas pessoas

Independente do cenário, muitas pessoas estão fazendo dinheiro como nunca. E a causa primária disso é a Internet.


O momento pede revisão na estratégia para manutenções

Como essa nova realidade mundial enfrentada pelo coronavírus impõe mudanças na estratégia de gestão dos ativos.


Economia brasileira recua 1,5% no primeiro trimestre

Resultado foi afetado pelo novo coronavírus e isolamento social.

Economia brasileira recua 1,5% no primeiro trimestre

O engajamento dos colaboradores em um mundo colocado à força em home office

É fato que muitas empresas, no Brasil e no mundo, já tinham essa como uma prática regular.

O engajamento dos colaboradores em um mundo colocado à força em home office

Pesquisa mostra consumo mais consciente e compromisso com a sustentabilidade

61% dos consumidores esperam que as marcas que compram tenham práticas claras de sustentabilidade.


Coronavírus provoca a maior queda da história na intenção de consumo das famílias

ICF cai 13,1% em segunda retração mensal consecutiva e atinge menor nível desde novembro de 2017.

Coronavírus provoca a maior queda da história na intenção de consumo das famílias

A hipótese das três crises

Ao colocar as pessoas em isolamento social, a pandemia do coronavírus gerou uma crise múltipla.


Shopping Centers – O desafio da reinvenção

Há a necessidade de ir mais além, mergulhar no íntimo do conhecimento do nosso cliente, usar definitivamente o que se aprendeu nos bancos da universidade - a antropologia do consumo, o atendimento personalizado, ir além.


Produtores do Cerrado fazem primeira venda coletiva de queijo minas artesanal

Produtores da Aprocer comercializam 450 quilos de queijo a um valor superior ao que vinha sendo negociado regionalmente.

Produtores do Cerrado fazem primeira venda coletiva de queijo minas artesanal

Com a pandemia, 11% dos pequenos negócios mineiros tiveram que demitir

Pesquisa do Sebrae mostra que a flexibilização temporária das regras trabalhistas dá fôlego aos pequenos negócios para atravessarem a crise.

Com a pandemia, 11% dos pequenos negócios mineiros tiveram que demitir