Portal O Debate
Grupo WhatsApp

O que esperar da indústria de cosméticos no pós-pandemia

O que esperar da indústria de cosméticos no pós-pandemia

03/11/2020 Fábio Yamamora

A crise mundial causada pela Covid-19 acelerou tendências que devem influenciar os lançamentos da indústria em 2021.

O que esperar da indústria de cosméticos no pós-pandemia

A crise causada pela Covid-19 transformou o padrão de consumo global. A mudança não afetou o interesse do consumidor nas novidades da indústria de cosméticos, mas acelerou novas demandas que já estavam no horizonte das equipes de P&D e Marketing. Mesmo antes da pandemia, o mundo passava por uma redefinição de um conceito de beleza global que privilegia a aceitação e o bem-estar. Assim, o autocuidado deverá consolidar o protagonismo nos lançamentos da indústria para 2021. Saiba o que será destaque nos eventos mundiais da beleza no pós-pandemia.

Compra Engajada – O isolamento social engajou o consumidor com os pontos de venda online. As marcas devem priorizar os canais digitais – websites, vendas por mídias sociais e plataformas de compra para atender aos clientes – e isso muda tudo. O processo de compra online permite com que o consumidor pesquise sobre a empresa, sobre os princípios ativos, sobre as iniciativas sociais que a marca desenvolve e que serão decisivas para fechar negócio. Em outras palavras, o processo de compra se torna muito mais engajado e, para além dos benefícios do produto, o novo-consumidor evita a superficialidade e que o seu investimento não seja em vão.

Faça Você Mesmo – A pandemia diminuiu o poder de compra de muitas famílias e, com isso, muitos consumidores passaram realizar alguns procedimentos em casa. A tendência do Faça Você Mesmo não vai tomar o serviço de profissionais da beleza, ao invés disso deverá guiar lançamentos em 2021 que apostem na customização de produtos. Por exemplo, ampolas com princípios ativos que podem ser misturados com o creme-base de acordo com a necessidade de cada um, ou fórmulas compatíveis que possam ser misturadas para criar produtos exclusivos – seja pela cor, benefícios ou texturas. O fato é que a jornada de autodescobrimento das pessoas durante a pandemia se reflete no desejo de decidir sobre aquilo que é melhor para evidenciar a própria beleza – seja na vida pessoal ou nos produtos que aplica na pele e nos cabelos.

Pesquisa e Laboratório – O trabalho da ciência nunca foi acompanhado tão de perto pelo grande público. A pandemia evidenciou o valor do trabalho da ciência – inclusive, dos químicos que desenvolvem um trabalho nos laboratórios da indústria de cosméticos. Com isso, junto a utilização de princípios ativos naturais e orgânicos, há o crescente interesse em integrar tais ingredientes com matérias-primas desenvolvidas em laboratório – ácidos, moléculas, nanopartículas e vitaminas estabilizadas graças à inovação tecnológica de ponta.

Com os principais eventos da indústria da beleza adiados para 2021, o próximo ano deverá ser um marco de inovação tecnológica para o segmento e decisivo para a recuperação financeira das empresas do segmento. Contudo, é certo que os cuidados com o bem-estar e aparência não perderam espaço com o trabalho remoto ou no novo normal– as pessoas querem se sentir bem consigo mesmas mesmo que seja para uma reunião online ou uma ida ao supermercado. Cabe a indústria, ouvir os consumidores e se preparar para um novo posicionamento de marca.

* Fábio Yamamora, CEO da Yamá Cosméticos

Fonte: Tropico Comunicação



Híbrido e Inteligente: o que esperar do varejo no futuro

Nada do que foi será, de novo, do jeito que já foi um dia.

Híbrido e Inteligente: o que esperar do varejo no futuro

Produtos com Indicação Geográfica são conhecidos por 60% dos pequenos negócios

Pesquisa feita pelo Sebrae mostra que até mesmo os negócios que não sabem o que é uma IG gostariam de vender produtos típicos regionais.

Produtos com Indicação Geográfica são conhecidos por 60% dos pequenos negócios

Confusão patrimonial: como evitar esse tipo de dor de cabeça

Embora não seja proibido misturar o caixa da empresa com o pessoal, há conseqüências que podem ser graves ao proprietário ou aos sócios do negócio.

Confusão patrimonial: como evitar esse tipo de dor de cabeça

Nota conjunta Firjan e FIEMG sobre a crise energética

Federações apresentam suas sugestões para contribuir com o combate à crise energética.

Nota conjunta Firjan e FIEMG sobre a crise energética

Confiança dos pequenos negócios segue em crescimento pelo quarto mês consecutivo

Indústria lidera o ranking entre os setores e microempreendedores influenciam positivamente o resultado geral do Iscon em agosto.

Confiança dos pequenos negócios segue em crescimento pelo quarto mês consecutivo

Mesmo na crise econômica e sanitária, bancos aumentam as tarifas

Estudo do Idec aponta que, em meio à pandemia de covid-19, qualidade de serviços piorou e houve alta migração de consumidores para bancos digitais.

Mesmo na crise econômica e sanitária, bancos aumentam as tarifas

Comércio cresce 1,2% em julho e atinge patamar recorde

Trata-se da quarta alta consecutiva do indicador.

Comércio cresce 1,2% em julho e atinge patamar recorde

Pets em condomínios comerciais

Muitas pessoas já descobriam que ter um animal é ter um companheiro de verdade, além ser um excelente meio de afastar a solidão.

Pets em condomínios comerciais

Poupança tem retirada líquida de R$ 5,467 bilhões em agosto

Em 2021, a poupança acumula retirada líquida de R$ 15,629 bilhões.

Poupança tem retirada líquida de R$ 5,467 bilhões em agosto

Fusões & Aquisições batem recorde de negócios no Brasil

Especialista analisa o bom momento do setor. Confira a entrevista!

Fusões & Aquisições batem recorde de negócios no Brasil

Microfranquias são oportunidades para crescimento do país

Quantas vezes, na escola, se estudou sobre finanças, administração ou marketing?

Microfranquias são oportunidades para crescimento do país

Docol anuncia construção de nova fábrica em MG

No seu aniversário de 65 anos, a empresa catarinense, anuncia plano de expansão de R$ 500 milhões em louças e metais sanitários.