Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Opinião: As mentiras do ex-chefão da Volks

Opinião: As mentiras do ex-chefão da Volks

16/04/2019 Henrik Böhme (DW)

Denúncia contra Martin Winterkorn é mais um passo no processo legal das fraudes nas emissões de motores a diesel da montadora.

Opinião: As mentiras do ex-chefão da Volks

É hora de ele finalmente começar a falar a verdade, opina Henrik Böhme.

Era só uma questão de tempo. Na Volkswagen, eles podem falar o quanto quiserem sobre o futuro elétrico e que agora tudo vai melhorar: tão cedo eles não vão se livrar do seu passado.

Devido às proporções gigantescas da fraude com os carros a diesel, os promotores de Braunschweig, com seu escasso quadro de pessoal, precisaram de muito tempo para processar as enormes pilhas de arquivos.

Mas agora a promotoria pública apresentou a denúncia contra Martin Winterkorn, que era o presidente da Volkswagen até a eclosão do escândalo de fraude nas emissões de motores a diesel, em setembro 2015. E contra outras quatro pessoas, presumivelmente do entorno imediato do ex-chefe da montadora – os nomes ainda não foram divulgados.

As acusações contra Winterkorn são pesadas: fraude em caso de particular gravidade, violação da lei contra a concorrência desleal, abuso de confiança, evasão fiscal e falsa certificação.

Para os advogados de Winterkorn, não vai faltar trabalho, e eles terão que lutar simultaneamente em várias frentes: pois nos EUA, ele já é procurado sob ordem de prisão há um ano, e também a SEC, agência reguladora do mercado de capitais nos Estados Unidos, apresentou queixa contra Winterkorn e a Volks um mês atrás, por acreditar que eles teriam enganado os investidores.

Com isso, os longos braços da Justiça finalmente alcançam a Volkswagen na Alemanha. Embora não se esperem penalidades como as dos EUA (onde a empresa já pagou 30 bilhões de dólares), o processo judicial é um fardo pesado para a reputação da empresa. Pois sempre que as horríveis manchetes aparecerem, os potenciais compradores de carros dirão: é verdade, eles foram os fraudadores!

E não se trata apenas do caso Winterkorn. Há ainda os outros quatro acusados. E isso é só o começo. No total, 36 pessoas estão sendo investigadas em Braunschweig, por várias acusações, inclusive o ex-diretor financeiro do grupo Hans Dieter Pötsch (que hoje é chefe do conselho de administração!). E o atual presidente da Volkswagen, Herbert Diess, também está na mira dos investigadores.

Além disso, investidores estão reivindicando bilhões em reparações numa queixa conjunta, e milhares de proprietários de carros a diesel também querem rever seu dinheiro.

Assim é, portanto, a largada da Volks na corrida pelo futuro do automóvel: interrompida por irritantes audiências judiciais! Será interessante ver como o aposentado mais bem pago da Alemanha (Winterkorn tem uma aposentadoria de 3.100 euros – por dia) vai se comportar no tribunal. Será que ele vai ser sensato e admitir a sua culpa, ou usar a estratégia do "eu não sabia de nada"? Pelo menos até agora ele conseguiu se safar com essa tática.

Logo ele, que em cada salão do automóvel resmungava quando os carros da concorrência não tinham defeitos. Logo ele, que conhecia o espaçamento de cada folga nos veículos. Logo ele, que dizia entender de correlações físicas – e mesmo assim não ficava surpreso por seus motores a diesel poluírem tão pouco.

Se Martin Winterkorn ainda quiser salvar algo na sua biografia, que comece finalmente a falar a verdade.

Fonte: Deutsche Welle



Lançado o primeiro carrinho inteligente da América Latina

Com o novo carrinho inteligente da Nextop no Enxuto é possível contabilizar e pagar as compras com total autonomia.

Lançado o primeiro carrinho inteligente da América Latina

A promessa da Enjin Coin (ENJ) caiu por terra. As perspectivas de Mushe (XMU) continuam crescendo

A Enjin Coin (ENJ) trouxe uma forma interessante de integrar partes anteriormente díspares do espaço dos criptoativos. Porém, será que sua valorização se manterá consistente ao longo do tempo?

A promessa da Enjin Coin (ENJ) caiu por terra. As perspectivas de Mushe (XMU) continuam crescendo

Artesãos mineiros expõem seus produtos no 15º Salão do Artesanato, em Brasília

Evento, que acontece de 04 a 08 de maio, reunirá mais de 500 artesãos de 25 estados do Brasil.

Artesãos mineiros expõem seus produtos no 15º Salão do Artesanato, em Brasília

Faturamento de bares e restaurantes deve aumentar 30% no Dia das Mães

Data é segundo melhor dia do ano em relação ao movimento, diz Abrasel.

Faturamento de bares e restaurantes deve aumentar 30% no Dia das Mães

Wax (WAXP) e Mushe (XMU): as melhores criptomoedas eco-friendly

Existe uma forma para as finanças descentralizadas se tornarem mais sustentáveis. Aqui estão as empresas que estão pavimentando o caminho.

Wax (WAXP) e Mushe (XMU): as melhores criptomoedas eco-friendly

Percentuais de endividados e inadimplentes são os maiores em 12 anos

Índice de endividados chegou a 77,7% em abril. O cartão de crédito é o principal motivo das dívidas.

Percentuais de endividados e inadimplentes são os maiores em 12 anos

Financiar carro vale a pena?

Especialista em análise de crédito esclarece os principais mitos dessa alternativa.

Financiar carro vale a pena?

Você e seu time estão progredindo?

Em qualquer empreitada, pessoal, profissional ou de times, medir resultados é crucial.


A governança de riscos e gestão em fintechs

Em complemento às soluções e instituições financeiras já existentes, o mercado de crédito ficou muito mais democrático com a expansão das fintechs.


Kanban ainda é pouco explorado, mas pode revolucionar o cotidiano das empresas

Como trazer soluções efetivas em condições de fluxo de atividade em escala?

Kanban ainda é pouco explorado, mas pode revolucionar o cotidiano das empresas

Investimentos registram captação de R$ 46 bi no primeiro trimestre

O segmento de fundos de investimentos fechou o primeiro trimestre de 2022 com absorção líquida de R$ 46,1 bilhões, movimentação de 56,9% menor do que o observado no mesmo período de 2021.


Cadastro Positivo insere mais de 464 mil mineiros no mercado de crédito

Dados divulgados pela ANBC demonstram contingente da população mineira que se beneficiou da primeira consulta de crédito após a implantação do Cadastro Positivo com adesão automática.

Cadastro Positivo insere mais de 464 mil mineiros no mercado de crédito