Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Os cuidados necessários para coleta de lixo hospitalar

Os cuidados necessários para coleta de lixo hospitalar

10/07/2020 Divulgação

Venha descobrir neste post sobre os principais cuidados de coleta de lixo hospitalar para ter mais segurança quanto à higiene da sua instituição!

Os cuidados necessários para coleta de lixo hospitalar

A coleta de lixo hospitalar é uma importante etapa que deve ser feita com cuidado, planejamento e atenção pelas clínicas e hospitais.

Afinal de contas, segundo as normas da Anvisa, todos os tipos de materiais, como seringas, luvas, medicamentos, bolsas de sangues, luvas, entre outros, devem ser descartados de formas específicas.

E além dos materiais médicos, também é importante realizar a coleta de lixo hospitalar de todos os resíduos de clínicas, consultórios, necrotérios, laboratórios, dentre outros segmentos.

Sem o descarte correto desses materiais, é possível gerar um grave risco à saúde dos colaboradores, pacientes e também ao meio ambiente.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), aproximadamente 15% do lixo hospitalar é considerado perigoso, já que possui caráter infeccioso, tóxico ou radioativo.

Pensando nisso, neste post nós iremos conhecer quais são os principais cuidados, regras e recomendações necessários sobre a coleta de lixo hospitalar. Continue a leitura e descubra tudo sobre o assunto! Vamos lá?

Atenção para a limpeza e higiene do hospital

Um dos cuidados mais importantes para realizar a coleta de lixo hospitalar com sucesso e eficácia é ter cuidado nos tipos de limpeza hospitalar. Atualmente, podemos separar a limpeza em duas modalidades:

- Limpeza concorrente: é o processo de higienizar diariamente as dependências de um local, sem o uso de máquinas e equipamentos específicos. A limpeza é feita com itens essenciais, como produtos de limpeza adequada, lixeira com pedal, equipamentos de proteção, entre outros.

- Limpeza terminal: utiliza equipamentos e maquinários para realizar limpezas mais específicas.

Para as duas formas de limpeza, é importante se atentar as técnicas de coleta de lixo hospitalar. Afinal, o processo envolve ambientes mais críticos, como centros cirúrgicos, UTIs, enfermarias, entre outros.

Invista em equipamentos de segurança

Os equipamentos de segurança pelos profissionais que lidam com a coleta de lixo hospitalar é essencial. Os ítens de segurança protegem a área do corpo que podem entrar em contato com os lixos.

Além dos equipamentos de segurança serem obrigatórios pode lei, eles também garantem a segurança dos colaboradores, como é o caso dos EPIs (Equipamentos de Proteção Individual).

Já outros equipamentos, como o desumidificador de ar, podem ser utilizados para reter todas as impurezas e suspensão do ar, evitando a proliferação de fungos e ácaros e protegendo os funcionários e pacientes.

Contrate uma empresa qualificada para realizar a coleta de lixo hospitalar

Para que o processo de coleta de lixo hospitalar seja feito com segurança e qualidade, é importante que a empresa ou profissionais responsáveis tenham todas as certificações necessárias para realizar as atividades.

Com processos de qualidade, sua instituição médica pode ter mais tranquilidade quanto à atuação dos profissionais, assim como à própria segurança dos seus colaboradores e pacientes!

Agora que você já sabe sobre os principais os cuidados necessários para coleta de lixo hospitalar, o que acha de seguir essas dicas e ter mais segurança nos processos de higiene da sua instituição? Gostou do nosso conteúdo? Conta pra gente!

* Esse artigo foi escrito por Rafaela Ricardo, Criadora de Conteúdo do Soluções Industriais.



Tecnologia, home office e a transformação do mercado imobiliário

A tecnologia é uma grande aliada e uma ferramenta cada vez mais fundamental para o mercado imobiliário.

Tecnologia, home office e a transformação do mercado imobiliário

Impostômetro chega à marca de R$ 2 trilhões

Em 2020, a marca foi atingida em 22 de dezembro, informa associação de SP.

Impostômetro chega à marca de R$ 2 trilhões

Setor de food service deve movimentar R$ 167 bilhões em 2021

Enfraquecido pela pandemia, segmento de food service deve estar preparado para o boom das operações, que se dará em 2022.

Setor de food service deve movimentar R$ 167 bilhões em 2021

CNC estima faturamento recorde do varejo para o Dia das Crianças

A data é a terceira mais importante depois do Natal e do Dia das Mães.

CNC estima faturamento recorde do varejo para o Dia das Crianças

Serasa mostra que empresas pagam 51% das dívidas em até 60 dias

Dívidas recentes são recuperadas em maior número que antigas.

Serasa mostra que empresas pagam 51% das dívidas em até 60 dias

4 dicas de decoração e arquitetura para escritórios

Há tempos que o local de trabalho deixou de ser um ambiente sem graça.

4 dicas de decoração e arquitetura para escritórios

Maioria de postos de trabalho foi criada por micro e pequena empresas

No acumulado do ano, as micro e pequenas empresas foram responsáveis por aproximadamente 70% dos postos de trabalho gerados no país.

Maioria de postos de trabalho foi criada por micro e pequena empresas

Pequenos negócios ainda registram queda no faturamento e se recuperam gradativamente

Pesquisa do Sebrae e da FGV mostra que indicadores do segmento apresentaram uma leve melhora em setembro, mas os impactos da crise ainda são sentidos pela maioria.

Pequenos negócios ainda registram queda no faturamento e se recuperam gradativamente

Um terço dos pequenos negócios mineiros investiu em RH para enfrentar a pandemia

Estudo do Sebrae Minas mostra, ainda, que 40% destas empresas precisaram reduzir as capacitações das equipes nos últimos 18 meses.

Um terço dos pequenos negócios mineiros investiu em RH para enfrentar a pandemia

Como evitar a estagnação empresarial?

Já pensou no porquê de algumas pessoas continuarem a avançar pessoal e profissionalmente, enquanto outros permanecem estagnadas?

Como evitar a estagnação empresarial?

Híbrido e Inteligente: o que esperar do varejo no futuro

Nada do que foi será, de novo, do jeito que já foi um dia.

Híbrido e Inteligente: o que esperar do varejo no futuro

Produtos com Indicação Geográfica são conhecidos por 60% dos pequenos negócios

Pesquisa feita pelo Sebrae mostra que até mesmo os negócios que não sabem o que é uma IG gostariam de vender produtos típicos regionais.

Produtos com Indicação Geográfica são conhecidos por 60% dos pequenos negócios