Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Passo a passo para fazer uma boa gestão de crise

Passo a passo para fazer uma boa gestão de crise

08/09/2020 Divulgação

Venha descobrir neste post algumas dicas simples para criar um bom plano de crise!

Passo a passo para fazer uma boa gestão de crise

Após a Organização Mundial da Saúde (OMS) declarar o surto do novo coronavírus como uma pandemia, muitas empresas entraram na temida recessão econômica, tendo que agir estrategicamente para contornar os impactos da pior crise sanitária da nossa época.

Diante de uma situação tão conturbada e emblemática, seguir algumas orientações e criar um bom planejamento de gestão de crise é fundamental. Afinal, só assim é possível garantir o aumento dos lucros e o contínuo funcionamento das empresas. 

No entanto, é importante ressaltar que todas as companhias estão sujeitas a enfrentarem uma crise, seja ela causada por um elemento externo, como a Covid-19, ou mesmo por um conflito interno, como acidentes de trabalho e polêmicas envolvendo fraudes contábeis. 

Mas, independente da causa ou do motivo da crise, é importante compreender como controlá-la e as melhores alternativas para lidar com a situação.

Para isso, preparamos um passo a passo valioso para criar uma boa gestão de crise. Continue lendo para descobrir todos os detalhes!

1. Alinhe a comunicação com a equipe

O primeiro passo para aplicar uma boa gestão de crise é alinhar a comunicação com a equipe.

Por exemplo: se sua empresa atua com etiqueta de segurança, os colaboradores são a peça chave para manter a produção da empresa e continuar gerando resultados. 

Dessa forma, é fundamental que todos os colaboradores estejam munidos sobre as medidas que serão aplicadas e como a empresa irá agir durante esse momento, a fim de padronizar as informações entre equipes, fornecedores e clientes. 

2. Elabore um plano de crise

O plano de crise nada mais é que um manual de crise. Com isso, após conversar com a equipe e explicar o papel estratégico de cada colaborador, é essencial elaborar um plano de crise para que as ações sejam tomadas de forma rápida e assertiva. 

Nesse documento, é necessário listar os pontos fortes e fracos da organização, bem como as ações a serem desenvolvidas, os responsáveis por cada estratégia e como a companhia vai agir diante das mais diversas situações, seja em uma crise de matérias primas, como placa de circuito impresso, ou qualquer outra situação.

3. Não deixe de informar o público

Outro ponto importante que deve ser avaliado durante a crise é a comunicação com o público.

Afinal, ele merece compreender o posicionamento da empresa, não é mesmo? Por isso, não deixe de comunicar expectativas e medidas estratégicas. 

Se sua empresa atua com molde de injeção de plástico, por exemplo, o ideal é falar sobre o que a organização está fazendo para superar esse momento e quais serão as medidas aplicadas. Com isso, é possível gerar segurança e eliminar qualquer receio futuro. 

4. Aprenda com a crise

Por fim, você já deve ter notado que a crise impactou todos os setores da sociedade e a população em geral, certo? Inclusive, os modelos de trabalho.

Hoje, é possível observar que a Covid-19 trouxe uma série de mudanças para o mercado. Antes da pandemia, por exemplo, o Brasil não tinha uma cultura adaptada ao home office, aliás, não existe uma legislação trabalhista para esse modelo de trabalho.

Com todas essas mudanças, é importante compreender os conflitos presentes na sociedade e refletir sobre as situações que podem gerar mudanças sociais. 

Gostou do nosso post sobre como fazer uma boa gestão de crise? Conta pra gente! Queremos saber sobre sua opinião.

* Esse artigo foi escrito por Rafaela Ricardo, Criadora de Conteúdo do Soluções Industriais.



Pequenas empresas são responsáveis por 70% dos novos empregos

Pesquisa, referente a novembro de 2021, é do Sebrae.

Pequenas empresas são responsáveis por 70% dos novos empregos

WhatsApp continua sendo o canal de venda mais usado pequenos negócios mineiros na pandemia

Pesquisa do Sebrae mostra que 88% dos estabelecimentos, que vendem on-line, fazem uso do aplicativo de mensagem.

WhatsApp continua sendo o canal de venda mais usado pequenos negócios mineiros na pandemia

Confiança dos pequenos negócios mineiros cresce em dezembro

Construção Civil puxa resultado do Iscon, índice que mede o ânimo dos empresários em relação ao desempenho das suas atividades.

Confiança dos pequenos negócios mineiros cresce em dezembro

Perspectivas positivas para a indústria em 2022

É preciso deixar de lado todo discurso derrotista e voltado apenas para desafios e privilegiar a obtenção de resultados.

Perspectivas positivas para a indústria em 2022

Nível de endividamento das famílias brasileiras em 2021 foi o maior em 11 anos

Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (Peic) foi divulgada pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo.

Nível de endividamento das famílias brasileiras em 2021 foi o maior em 11 anos

Sebrae mostra impacto da pandemia sobre empreendedores negros

Pesquisa revela dificuldades na retomada dos negócios.

Sebrae mostra impacto da pandemia sobre empreendedores negros

Uso de cheques no Brasil cai 93% desde 1995

No ano passado, volume de compensações caiu 23%.

Uso de cheques no Brasil cai 93% desde 1995

6 tendências de comunicação e marketing para 2022

Para 64% dos jovens entre 16 e 24 anos, a publicidade tradicional não impacta mais.

6 tendências de comunicação e marketing para 2022

Contribuição mensal de microempreendedores individuais será reajustada

Com o aumento do salário-mínimo, Documento de Arrecadação Simplificada de MEI (DAS) passa a ter novos valores.

Contribuição mensal de microempreendedores individuais será reajustada

Inflação oficial fecha 2021 com alta de 10,06%, diz IBGE

Poupança tem terceira maior retirada líquida da história em 2021

Retirada líquida no ano passado foi de R$ 35,5 bilhões.

Poupança tem terceira maior retirada líquida da história em 2021

Cerca de 40% dos pequenos negócios realizaram investimentos em 2021

De acordo com Sondagem Trimestral, realizada pelo Sebrae em parceria com a FGV, a Indústria é a que mais investiu.

Cerca de 40% dos pequenos negócios realizaram investimentos em 2021