Portal O Debate
Grupo WhatsApp


Percentual de famílias com dívidas aumentou pelo 7º mês consecutivo

Percentual de famílias com dívidas aumentou pelo 7º mês consecutivo

01/08/2019 Da Redação

Principais inadimplências das famílias brasileiras são o financiamento de carro e o de casa.

Percentual de famílias com dívidas aumentou pelo 7º mês consecutivo

O percentual de famílias com dívidas alcançou 64,1% do total em julho de 2019, o que representa ligeira alta em relação aos 64,0% observados no mês anterior. Aumentou de 9,5% em junho para 9,6% em julho a proporção das que afirmaram não ter condições de pagar as suas dívidas.

A Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (Peic), apurada pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), mostra que o percentual de famílias com dívidas alcançou 64,1% em julho de 2019, o que representa uma alta em relação aos 64,0% observados em junho. Também houve alta em relação a julho de 2018, quando o indicador alcançou 59,6% do total de famílias.

O percentual de famílias com dívidas ou contas em atraso também aumentou em julho de 2019, na comparação com o mês imediatamente anterior, passando de 23,6% para 23,9%. Também houve alta na comparação com julho de 2018, quando o indicador registrou 23,7%.

Para o presidente da CNC, José Roberto Tadros, apesar da inadimplência ter crescido este mês, após queda em junho, existe uma melhora no perfil do endividamento. “O aumento dos atrasos em menor proporção que o endividamento reflete uma melhora no perfil das dívidas, que estão mais concentradas em modalidades com menor risco de inadimplência, como o financiamento de carro e o de casa, além da queda das taxas de juros, que reduz o custo do crédito”, afirma Tadros.

CNC



Número de mulheres investidoras cresce na bolsa de valores

As mulheres vêm se destacando em cargos de liderança no Brasil e no mundo, mostra pesquisa.

Número de mulheres investidoras cresce na bolsa de valores

Inflação dos aluguéis acumula taxa de 7,91% em 12 meses

Índice é inferior aos 2,06% observados em dezembro de 2019, diz FGV.


Até onde a bolsa pode ir?

O Brasil sempre foi conhecido como a terra da renda fixa.


MEI que não informar seu rendimento será penalizado

Empreendedor que não entregar a DASN até o dia 31 de maio pagará multa e ficará impedido de gerar a guia mensal de tributos.

MEI que não informar seu rendimento será penalizado

Bolsa Família inicia pagamento para mais de 13 milhões de famílias

Indústria mineira avança em novembro

FIEMG divulga pesquisa Indicadores Industriais.

Indústria mineira avança em novembro

Feriados de 2020 devem causar quase R$ 20 bilhões de prejuízo no comércio

Maior incidência deste tipo de data em dias úteis, por outro lado, tende a favorecer atividades econômicas do turismo.

Feriados de 2020 devem causar quase R$ 20 bilhões de prejuízo no comércio

Inadimplência no país abre 2020 com 61 milhões de brasileiros negativados

Volume de consumidores com contas em atraso recua pelo segundo mês seguido na comparação anual.

Inadimplência no país abre 2020 com 61 milhões de brasileiros negativados

Desempenho da indústria brasileira em 2019

Quais são as projeções para este ano?


Inovação e transparência devem andar de mãos dadas

Segurança gera confiança e ajuda fidelizar o cliente. Sucesso e reconhecimento dependem dela.


CNC reduz para 5,4% estimativa de crescimento do varejo em 2020

Volume de vendas no varejo ampliado cai pela primeira vez em nove meses.

CNC reduz para 5,4% estimativa de crescimento do varejo em 2020

Nova lei de franquias garante mais transparência nas relações comerciais

Lei sancionada em dezembro de 2019 e que passa a valer em março, simplifica a negociação do empresário e detalha relação com franqueado.

Nova lei de franquias garante mais transparência nas relações comerciais