Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Setor industrial prevê graves consequências para a economia

Setor industrial prevê graves consequências para a economia

29/05/2018 Divulgação

Prejuízos de terça a domingo da última semana chegaram a valores próximos a R$ 7 bi.

 A greve dos caminhoneiros já afeta toda a indústria mineira, com consequências graves para a sociedade. De uma forma geral, após oito dias de paralisação a indústria mineira está parada em quase todos os setores e cadeias produtivas. Para o presidente do Sistema FIEMG, Flávio Roscoe, a continuação da greve acarreta um grande risco de ruptura institucional, uma vez que a sociedade tende para o descontrole com a crise de desabastecimento e não há, no momento, ações efetivas das lideranças políticas.

Após a crise dos combustíveis causada pela greve dos caminhoneiros, Roscoe aponta que o quadro pode se tornar ainda mais caótico para Minas Gerais e para o Brasil. Segundo o novo presidente da FIEMG, vários setores industriais como o alimentício, mineração, máquinas e equipamentos, além de outros setores como o financeiro, sofrerão graves impactos com a continuação da paralisação.

Alguns setores já pararam em mais 80% das empresas, como alimentos, que representa 17% do Valor da transformação Industrial (VTI), e 16% dos empregos diretos na indústria. Outros exemplos são as indústrias de veículos automotores e autopeças, 7,5% do VTI e 5% dos empregos; Mineração, 16,6% do VTI e 5,6% dos empregos; Metalurgia e siderurgias não integradas, 15% do VTI e 5,5% dos empregos; Máquinas e equipamentos (inclusive elétricos/eletrônicos), 4,0% do VTI e 4,5% dos empregos e Têxteis e confecção: 3,0% VTI e 9,0% dos empregos.

Em Minas Gerais, de terça a domingo da última semana, as perdas estimadas somam valores próximos a R$ 7 bilhões na economia e de cerca de R$ 2 bilhões na indústria. A estimativa de perda no recolhimento de ICMS atingirá R$ 491,6 milhões na economia, dos quais 302,8 milhões no setor industrial. Em termos percentuais, o prejuízo estimado tem um impacto sobre a economia mineira próxima de 1% do PIB.

Na indústria de alimentos e medicamentos, entre outros setores, o prejuízo é maior, pois não se trata apenas da parada da produção e das vendas, mas da perda total de insumos ou dos produtos finais, dado sua constituírem produtos perecíveis. “Outro problema gerado pela greve está instalado naquelas indústrias de ciclo longo de produção,” comenta Roscoe.

Ele ainda completa, “a indústria alimentícia é um dos casos de que para repor o que está sendo perdido, não basta que os caminhões voltem a circular. Os animais que seriam comercializados agora e morreram precisam de tempo para serem repostos, por exemplo. Assim como em vários outros setores que demandarão tempo para se estabilizar,” pontua.

Além de prejudicar a produção e seu escoamento, a continuidade do movimento grevista prejudica o faturamento das empresas. “A greve gera reflexos na capacidade de pagamentos dos compromissos junto aos fornecedores e funcionários. Especialmente as pequenas empresas são as mais prejudicadas, pois não tem capacidade financeira para suportar mudanças não planejadas em seu fluxo de caixa”, salienta Flávio Roscoe.

O empresário ainda aponta algumas saídas de curto a longo prazo causados pela greve e por suas consequências. Para ele, é imprescindível que os Governos em seus variados níveis garantam primeiramente o desbloqueio das rodovias, a garantia do abastecimento de combustíveis para a população e empresas, além da revisão da política de preços da Petrobrás, que vem gerando insegurança no mercado.

Aliado a isso, ele entende que é necessário discutir medidas e modais que diminuam a dependência brasileira do transporte rodoviário, conjuntamente com a discussão ampla a respeito do tamanho do Estado e da qualidade dos serviços prestados por ele.



Um terço dos pequenos negócios mineiros investiu em RH para enfrentar a pandemia

Estudo do Sebrae Minas mostra, ainda, que 40% destas empresas precisaram reduzir as capacitações das equipes nos últimos 18 meses.

Um terço dos pequenos negócios mineiros investiu em RH para enfrentar a pandemia

Como evitar a estagnação empresarial?

Já pensou no porquê de algumas pessoas continuarem a avançar pessoal e profissionalmente, enquanto outros permanecem estagnadas?

Como evitar a estagnação empresarial?

Híbrido e Inteligente: o que esperar do varejo no futuro

Nada do que foi será, de novo, do jeito que já foi um dia.

Híbrido e Inteligente: o que esperar do varejo no futuro

Produtos com Indicação Geográfica são conhecidos por 60% dos pequenos negócios

Pesquisa feita pelo Sebrae mostra que até mesmo os negócios que não sabem o que é uma IG gostariam de vender produtos típicos regionais.

Produtos com Indicação Geográfica são conhecidos por 60% dos pequenos negócios

Confusão patrimonial: como evitar esse tipo de dor de cabeça

Embora não seja proibido misturar o caixa da empresa com o pessoal, há conseqüências que podem ser graves ao proprietário ou aos sócios do negócio.

Confusão patrimonial: como evitar esse tipo de dor de cabeça

Nota conjunta Firjan e FIEMG sobre a crise energética

Federações apresentam suas sugestões para contribuir com o combate à crise energética.

Nota conjunta Firjan e FIEMG sobre a crise energética

Confiança dos pequenos negócios segue em crescimento pelo quarto mês consecutivo

Indústria lidera o ranking entre os setores e microempreendedores influenciam positivamente o resultado geral do Iscon em agosto.

Confiança dos pequenos negócios segue em crescimento pelo quarto mês consecutivo

Mesmo na crise econômica e sanitária, bancos aumentam as tarifas

Estudo do Idec aponta que, em meio à pandemia de covid-19, qualidade de serviços piorou e houve alta migração de consumidores para bancos digitais.

Mesmo na crise econômica e sanitária, bancos aumentam as tarifas

Comércio cresce 1,2% em julho e atinge patamar recorde

Trata-se da quarta alta consecutiva do indicador.

Comércio cresce 1,2% em julho e atinge patamar recorde

Pets em condomínios comerciais

Muitas pessoas já descobriam que ter um animal é ter um companheiro de verdade, além ser um excelente meio de afastar a solidão.

Pets em condomínios comerciais

Poupança tem retirada líquida de R$ 5,467 bilhões em agosto

Em 2021, a poupança acumula retirada líquida de R$ 15,629 bilhões.

Poupança tem retirada líquida de R$ 5,467 bilhões em agosto

Fusões & Aquisições batem recorde de negócios no Brasil

Especialista analisa o bom momento do setor. Confira a entrevista!

Fusões & Aquisições batem recorde de negócios no Brasil