Portal O Debate
Grupo WhatsApp

10 artistas plásticos em filmes (e um bônus)

10 artistas plásticos em filmes (e um bônus)

18/12/2017 Oscar D'Ambrosio

Lidar com a vida e a obra de artistas plásticos sempre é um desafio.

10 artistas plásticos em filmes (e um bônus)

Esta lista, incompleta como qualquer outra, apresenta filmes realizados com os mais diversos enfoques.

(1) Michelangelo (1475-1564)

Agonia e Êxtase (1965)
Direção: Carol Reed
É uma imperdível reflexão sobre as relações entre a arte e o poder. Foca a tumultuada relação entre o Papa Júlio II (Rex Harrison) e Michelangelo (Charlton Heston), contratado para pintar o teto da Capela Sistina. As discussões obre o projeto, os prazos, a liberdade criativa e a simbologia na execução são muitos atuais.

(2) Caravaggio (1571-1610)

Caravaggio (1986)
Direção: Derek Jarman
Trata a vida e a obra de Michelangelo Merisi da Caravaggio (Nigel Terry) de uma maneira ousada. Além da fotografia, toda marcada pelo claro e escuro que caracteriza o artista italiano, faz intervenções surpreendentes, como o ruído das pás de um helicóptero, para lembrar que a obra do pintor estava além do seu tempo.

(3) Johannes Vermeer (1632-1675)

Moça com Brinco de Pérola (2004)
Direção: Peter Webber
Graças a este filme de extrema delicadeza e cuidado visuais, conhecemos melhor a técnica de Johannes Vermeer (Colin Firth), um dos mais importantes pintores do século XVII. O foco central está na tela que intitula o filme, que teve como modelo Griet (Scarlett Johansson), uma jovem holandesa que trabalha na casa do pintor.

(4) William Turner (1775-1851)

Mr. Turner (2015)
Direção: Mike Leigh
Este retrato feito de J.M.W Turner (Timothy Spall), um dos mais importantes pintores ingleses, enfatiza a sua personalidade introspectiva e a fascinação pela luz. Além de tratar de uma improvável paixão próximo ao fim da vida, dá uma boa ideia do processo criativo de um artista que é uma rferência obrigatória em termos de qualidade e técnica de pintura.

(5) Auguste Rodin (1840-1917)

Rodin (2017)
Direção: Jacques Doillon
É um filme que desperta paixão e ódio. Alguns amam, outros condenam. O principal mérito está em tratar menos da relação do escultor Auguste Rodin (Vincent Lindon) com a esposa e com a amante Camille Claudel e mais de seu processo de criação diferenciado, marcado pela liberdade do pensar e pelo questionamento do poder.

(6) Paul Gauguin (1848-1903)

Há aqui há duas visões que se complementam.

Gauguin - Um Lobo Atrás da Porta (1986)
Direção: Henning Carlsen
Em 1883, após uma longa permanência no Taiti, o pintor Paul Gauguin (Donald Sutherland) retorna a Paris, com muitas telas e uma nova visão de mundo. Investe tudo o que tem numa exposição, que fracassa. Surge assim um artista dividido entre seu passado europeu e o desejo de desfrutar a nova vida descoberta no Pacífico.

Gauguin (2017)
Direção: Edouard Deluc
Aqui, em 1891, Gauguin (Vincent Cassel), agora morando no Taiti, enfrenta nova decepção. Está longe dos códigos europeus, mas começa a sucumbir em meio à selva, à solidão, à pobreza e a doenças. Revela-se cada vez mais como um artista sem lugar, pois não pertence ao sombrio mundo europeu, mas também não é um solar nativo tropical.

(7) Vincent Van Gogh (1853-1890)

Aqui temos, no mínimo, quatro excelentes opções para refletir.

Sede de Viver (1956)
Diretor: Vincente Minnelli
Adaptado do livro de Irving Stone, o filme se inicia em 1877, com Van Gogh (Kirk Douglas) em sua tentativa de ser pastor na Bélgica junto aos mineiros. O foco é a conturbada relação com Paul Gauguin (Anthony Quinn). A figura do artista é exaltada romanticamente, mas o duelo entre dois dos melhores artistas de uma geração vale a pena.

Van Gogh, Vida e Obra de um Gênio (1990)
Direção: Robert Altman
Os irmãos Vincent (Tim Roth) e Theo (Paul Rhys) são vividos com intensidade O destaque vai para a interpretação do diretor do isolamento do protagonista do mundo e da sociedade, em grande parte pela sua obsessão criadora e pela própria inquietação perante o próprio trabalho.

Van Gogh (1991)
Direção: Maurice Pialat
A abordagem aqui é dos últimos dois meses de vida do artista, interpretado por Jacques Dutronc, antes de ele cometer suicídio. É mostrado um momento de tensas discussões com o irmão Theo, além da perda de confiança no valor da sua arte e a incerteza sobre qualquer reconhecimento futuro.

Com Amor, Van Gogh (2017)
Direção: Dorota Kobiela, Hugh Welchman
Trata-se de uma animação única em sua proposta. No enredo, um ano após a morte do artista holandês, o filho do carteiro retratado pelo pintor quer entregar uma carta de Van Gogh ao irmão que nunca havia chegado ao destino. A investigação sobre o suicídio é o menos importante. O que fascina é o tratamento visual dados às telas do artista. Fenomenal!

(8) Pablo Picasso (1881-1973)

Dois filmes sobre ele são muito interessantes - e por motivos diferentes:

O Mistério de Picasso (1955)
Direção: Henri-Georges Clouzot
Clouzot mergulha na obra do mestre espanhol de uma maneira diferente. O artista faz 20 obras sob o olhar das lentes do cineasta francês, que usa técnicas diversas para acompanhar o misterioso processo de transformação de pensamentos em imagens. É obrigatório para penetrar na técnica e na poética de quem, para alguns, é o maior de todo os tempos.

Os Amores de Picasso (1996)
Direção: James Ivory
Qualquer recorte da vida de Picasso é imparcial e imperfeito. Este filme toma 1943 como referência. É quando o artista (Anthony Hopkins), com 60 anos, conhece Françoise Gilot (Natascha McElhone), 23. A abordagem é menos da obra e mais um relato que rendeu dois filhos, Claude e Paloma, e traições.

(9) Amadeo Modigliani (1884-1920)

Modigliani - A Paixão pela Vida (2004)
Direção: Mick Davis
O pintor Amedeo Modigliani é vivido com intensidade por Andy Garcia. A recriação da atmosfera de Paris do começo do século XX, com seus amores, rivalidades e amizades artísticas, ajuda a entender a fertilidade daquele período. As desavenças do artista italiano com Picasso, por exemplo, são um dos eixos da narrativa.

(10) Jackson Pollock (1912-1956)

Pollock (2001)
Direção: Ed Harris
Este projeto pessoal de Ed Harris, que dirige e interpreta o arista norte-americano Jakson Pollock, apresenta diversos aspectos de um dos mais importantes e influentes criadores do século XX. O filme trata do estilo e da vida dinâmica e conturbada de um pintor visceral. Sua inquietação existencial foi um requisito essencial do seu fazer artístico.

Bônus

(11) Jean-Michel Basquiat (1960-1988)

Basquiat - Traços de uma Vida (1996)
Direção: Julian Schnabel
Esta cinebiografia mostra como, em 1981, o jovem artista Jean-Michel Basquiat (Jeffrey Wright) é descoberto por Andy Warhol (David Bowie), tendo uma ascensão meteórica e se transformando numa estrela em Nova York. O sucesso traz consequências agradáveis, como o enriquecimento, mas trágicas, como a solidão e a perda da identidade.

E faltam muitos outros...

Ficam para outras listas, além daquela já publicada sobre artistas mulheres como protagonistas em http://www.unesp.br/portal#!/debate-academico/10-filmes-com-protagonistas-mulheres/

* Oscar DAmbrosio é Doutor em Educação, Arte e História da Cultura e Mestre em Artes Visuais pelo Instituto de Artes da Unesp, onde atua na Assessoria de Comunicação e Imprensa. 



Maneva anuncia mais um DVD com single ‘Mundo Novo’

Canção faz parte do time de inéditas do projeto, que será registrado em maio, em São Paulo.

Maneva anuncia mais um DVD com single ‘Mundo Novo’

Wesley Safadão chega com “TBT do Safadão” e faz show especial em São Paulo

Com participações de Calcinha Preta e Taty Girl, o cantor se apresenta na véspera do feriado, dia 20 de abril.

Wesley Safadão chega com “TBT do Safadão” e faz show especial em São Paulo

Vanessa da Mata se apresenta em Juiz de Fora

Show faz parte da turnê "Quando Deixamos Nossos Beijos na Esquina".

Vanessa da Mata se apresenta em Juiz de Fora

Grandes instrumentistas brasileiros juntos em UM

Pianista Edu Sangirardi lança disco acompanhado de Swami Jr, Teco Cardoso, Toninho Ferragutti, Tiago Costa, Guegué Medeiros, Ale Ribeiro e muitas outras participações.

Grandes instrumentistas brasileiros juntos em UM

Symphonic resgata demos originais do rapper Sabotage

Lançamento do EP "Originals Demo (2002)" convida fãs do rapper lendário a uma viagem no tempo.

Symphonic resgata demos originais do rapper Sabotage

Fica 2022 abre inscrições para mostras competitivas de filmes

Produtores e realizadores interessados em concorrer com obras audiovisuais podem se inscrever até o dia 25 de abril pelo site do festival.

Fica 2022 abre inscrições para mostras competitivas de filmes

Luan Santana lança nova turnê “Luan City”

Espetáculo reúne grandes sucessos do artista e algumas músicas inéditas.

Luan Santana lança nova turnê “Luan City”

Cinco filmes para entender as relações internacionais pelo mundo

Especialista recomenda obras cinematográficas para compreender melhor as relações internacionais e a geopolítica entre as nações.

Cinco filmes para entender as relações internacionais pelo mundo

Marcelo Maccagnan lança Creatures of Habit

Baixista brasileiro lança single com cantora da Lituânia, guitarrista da Malásia e baterista da França nas plataformas digitais.

Marcelo Maccagnan lança Creatures of Habit

Ícones da música eletrônica mundial, se apresentam juntos pela primeira vez no Brasil

Os DJs Hernan Cattaneo e Nick Warren são dois dos headlirnes da sétima edição Warung Day Festival, em Curitiba.

Ícones da música eletrônica mundial, se apresentam juntos pela primeira vez no Brasil

Zeca Pagodinho estreia nova turnê com shows no Rio de Janeiro

Após as apresentações na capital fluminense, o cantor levará o espetáculo para as principais capitais do Brasil.

Zeca Pagodinho estreia nova turnê com shows no Rio de Janeiro

Armandinho e Maneva em dois grandes shows no Espaço das Américas

Artistas se apresentam no dia 15 de junho, em São Paulo, e fazem uma grande celebração do reggae nacional em única apresentação.

Armandinho e Maneva em dois grandes shows no Espaço das Américas