Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Se os mortos pudessem falar…

Se os mortos pudessem falar…

17/05/2016 Da Redação

Você imagina o que eles contariam para a humanidade?

O que diriam para amenizar a dor pela perda de alguém e acalmar os temores sobre a vida após a morte? E como animariam para todos viverem da melhor maneira possível?

Poucos escritores desenvolveram tamanho talento e sensibilidade para abordar a difícil questão sobre o que acontece nesta vida, e além dela, como Mike Dooley. Tal entendimento é demonstrado por meio de seus livros inspiradores, que enfatizam responsabilidade espiritual, com tradução em mais de 25 idiomas.

Em As 10 coisas mais importantes que os mortos querem dizer a você – livro originalmente publicado em inglês, traduzido pelo brasileiro Raul Fiker e publicado pela editora Mantra –, o autor ajuda o leitor a enxergar a vida com mais beleza, senti-la com mais poder e conhecê-la com mais amor.

Como bem reforça o autor, felizmente, ninguém precisa saber como tudo ocorreu nas vidas passadas para viver plenamente, basta aproveitar cada momento e ser feliz.

Os mortos querem lhe dizer que você nasceu para elevar-se, para alcançar seus objetivos e crescer. E isso não é uma mensagem qualquer. Isso faz parte de sua própria natureza, assim como comer, beber e se multiplicar.

O intuito central do livro é fazer com o que as pessoas reflitam sobre como a morte pode ensinar-lhes muito sobre a vida. O processo de abrir a mente, buscar novas respostas, bater em portas desconhecidas e revirar pedras no caminho faz com que o ser humano realize novas descobertas constantemente e esteja disposto a conhecer além do que já se sabe.

De modo algum o autor desvendou todos os mistérios do universo. Porém, se diz conhecedor das indagações mais importantes que foram desmistificadas em 10 capítulos: Não estamos mortos!; O diabo e o inferno não existem; Estávamos prontos; Você não está pronto; Lamentamos todas as dores que causamos; Seus sonhos podem realmente se realizar; O “céu” vai deixa-lo boquiaberto!; A Vida é mais do que justa; Seus “antigos” animais de estimação continuam loucos como sempre e O amor é a maneira, a verdade é o caminho.

Ficha Técnica:

Editora: Mantra
Autor: Mike Dooley
Páginas: 176
Formato: 14x21 cm
Ano: 2016
ISBN: 978-85-68871-04-1



Kléber Leite mostra o segredo da felicidade

O dinheiro, emprego, mito do casamento: você está feliz ainda?

Kléber Leite mostra o segredo da felicidade

Traumas na infância e a construção da personalidade

A formação de identidade é um complexo processo que ocorre ao longo da vida.


A voz de um cão para incentivar a leitura

Com belíssimas ilustrações, Robson Cuer incentiva a paixão pela literatura entre jovens com a bela história de um cãozinho adotado.


Amor ao livro

O destino dos livros seria o esquecimento sem a intermediação dos livreiros e dos bibliotecários porque o livro não tem pernas para andar sozinho.

Amor ao livro

A motivação para prosperar: por que ser rico?

Livro levanta pontos fundamentais para as pessoas encontrarem a verdadeira motivação para prosperar.

A motivação para prosperar: por que ser rico?

Consciência Negra: A tolerância é uma grande virtude

Obra infantil incentiva a tolerância, conversa, entendimento, empatia através da lúdica literatura.


Sempre um Papo recebe Dino Sávio para lançamento do seu livro

O evento será no dia 5 de novembro, segunda-feira, às 19h30, na Biblioteca Pública Luiz de Bessa, na Praça da Liberdade, 21, em Belo Horizonte.


A trajetória do mais famoso astronauta da história

Livro do jornalista Jay Barbree faz uma síntese da vida do astronauta Neil Armstrong.

A trajetória do mais famoso astronauta da história

Livro reflete sobre liderança eficaz de Mick Jagger

Obra traz estudo sobre liderança aplicada à vida do grande astro do rock.

Livro reflete sobre liderança eficaz de Mick Jagger

Revelação da literatura israelense, Yoav Blum vem ao Brasil

Autor participa da Bienal Internacional do Livro de São Paulo.


O Caso do Ovo de Forma

Professor e escritor André Soltau lança livro voltado para público infantil.


Como a criação com afeto mudou a história de um pai

Thiago Queiroz, fundador do blog Paizinho, vírgula!, lança seu primeiro livro, Abrace seu filho.