Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Cinemas têm até janeiro para garantir acessibilidade a cegos e surdos

Cinemas têm até janeiro para garantir acessibilidade a cegos e surdos

19/08/2019 Divulgação

Salas deverão oferecer recursos de legendagem, legendagem descritiva, audiodescrição e Língua Brasileira de Sinais (Libras).

Cinemas têm até janeiro para garantir acessibilidade a cegos e surdos

A partir do dia 1º de janeiro de 2020, todas as salas de cinema do país serão obrigadas, sob pena de multa, a oferecer aparelhos de acessibilidade para deficientes visuais e auditivos. A determinação está na Instrução Normativa 128/2016, da Agência Nacional do Cinema (Ancine).

Até o dia 16 de setembro deste ano, os exibidores precisam ter atingido a meta de 35% das salas dos grandes complexos e 30% das salas dos grupos menores.

Segundo o secretário-executivo da Ancine, João Pinho, o dia 16 de junho foi o primeiro prazo para o cumprimento das metas, com a exigência de 15% das salas de grandes complexos oferecendo os recursos de legendagem, legendagem descritiva, audiodescrição e Língua Brasileira de Sinais (Libras) para quem solicitar.

“Agora a gente entrou efetivamente na segunda fase, que é monitoramento do cumprimento em si. Ainda tem um pouco de orientação, mas já começa com a fiscalização pelos complexos. Estamos acompanhando semanalmente pelos sistemas internos da agência e de acordo com o plano de fiscalização, que envolve visitas técnicas quando necessário. Estamos divulgando a lista dos cinemas que se declaram acessíveis”.

Segundo o último levantamento feito pela agência, divulgado no fim de junho, a meta de 15% havia sido cumprida. A lista das salas com os recursos pode ser consultada na internet e o próximo levantamento deve ser divulgado no início de setembro.

Fonte: Agência Brasil



Mostra de Cinema de Tiradentes completa 25 anos

Evento acompanhou e influenciou os rumos da produção audiovisual de invenção no país.

Mostra de Cinema de Tiradentes completa 25 anos

Pesquisa: 89% dos músicos tiveram perdas decorrentes da pandemia em 2021

Segunda edição de pesquisa realizada pela UBC em parceria com a ESPM revela que 50% dos trabalhadores do setor perderam toda a sua renda em 2021.

Pesquisa: 89% dos músicos tiveram perdas decorrentes da pandemia em 2021

Exposição marca 85 anos de criação do Museu Nacional de Belas Artes

Público reduzido poderá apreciar obras incorporadas ao acervo.

Exposição marca 85 anos de criação do Museu Nacional de Belas Artes

Minas celebra cinco anos do reconhecimento das Folias como patrimônio cultural

Cerca de 1.600 grupos foram identificados e estão espalhados por mais de 400 municípios.

Minas celebra cinco anos do reconhecimento das Folias como patrimônio cultural

Sesc Palladium oferece curso de férias gratuito de pintura

Curso “Pintando o Sete” vai até o dia 29 de janeiro.

Sesc Palladium oferece curso de férias gratuito de pintura

Criações da chef Benê Ricardo são revisitadas em gastrobar de Ouro Fino (MG)

Observatório faz uma imersão na cultura e história da cidade sul-mineira.

Criações da chef Benê Ricardo são revisitadas em gastrobar de Ouro Fino (MG)

Obras de artesanato mineiro do Vale do Jequitinhonha são exibidas em exposição

“Pelas águas do Jequitinhonha me deixei levar”, mostra no Rio de Janeiro peças em cerâmica de 130 artesãs de Minas Gerais.

Obras de artesanato mineiro do Vale do Jequitinhonha são exibidas em exposição

Orquestra Ouro Preto e Pigmalião apresentam “Um Conto de Natal”

Concerto será dia 18 de dezembro, em formato híbrido, com transmissão ao vivo no YouTube e público presencial na cidade de Mariana (MG).

Orquestra Ouro Preto e Pigmalião apresentam “Um Conto de Natal”

Vendas de livros no país até novembro já superam as de 2020

O varejo registrou 43,9 milhões de livros comercializados no ano.

Vendas de livros no país até novembro já superam as de 2020

Bienal do Livro espera receber cerca de 90 mil estudantes no Rio

Evento está sendo realizado no Riocentro e vai até domingo.

Bienal do Livro espera receber cerca de 90 mil estudantes no Rio

Debate reforça a importância do audiovisual indígena para o cinema brasileiro

Painel do MAX – Minas Gerais Audiovisual Expo 2021 destaca o potencial que a produção indígena tem para a narrativa e o mercado cinematográfico do país.

Debate reforça a importância do audiovisual indígena para o cinema brasileiro

Crédito Brasil Criativo libera R$ 408 milhões para setor cultural

Programa financia iniciativas de pessoas físicas ou jurídicas privadas.

Crédito Brasil Criativo libera R$ 408 milhões para setor cultural