Portal O Debate
Grupo WhatsApp


A importância de tratar e controlar a hipertensão

A importância de tratar e controlar a hipertensão

23/04/2019 Divulgação

Reeducação alimentar e a prática de exercícios físicos pode tratar e controlar a hipertensão

A importância de tratar e controlar a hipertensão

A hipertensão pode ser caracterizada como o aumento da tensão nos vasos sanguíneos devido à forte pressão desempenhada pelo sangue em circulação na parede das artérias. A elevação da pressão arterial pode ser causada por várias circunstâncias, mas a principal delas, é a contração das veias que servem de vias de movimentação do sangue.

No mês em que se celebra o Dia Nacional de Prevenção e Enfrentamento à Hipertensão Arterial (26 de abril), médicos orientam sobre as principais medidas para o combate à doença.

Segundo o cardiologista da Clínica Penchel, João Paulo Cimini Leal, a retração das artérias pode ser provocada pela alteração no volume de sangue em circulação no corpo; mudança no ritmo cardíaco; e ainda em decorrência da modificação na flexibilidade dos vasos.

A doença pode ser impulsionada por vários fatores como a hereditariedade, características genéticas, avanço da idade, sobrepeso, obesidade, sedentarismo, diabetes, alcoolismo, tabagismo e estresse. No entanto, é possível constatar que os costumes alimentares possuem uma grande influência no desenvolvimento da doença”, aponta.

João Paulo explica que é possível considerar uma pessoa hipertensa quando sua pressão arterial estiver acima de 14 por 9. “Mesmo sem cura, a hipertensão pode ser controlada por meio da adoção de uma alimentação saudável e balanceada combinada a prática de atividades físicas regulares. Em casos mais intensos, as pessoas com esta condição também irão necessitar de medicamentos, às vezes pelo resto da vida. Entretanto, o tratamento sempre levará em consideração o contexto de saúde e hábitos de vida do paciente”, recomenda.

Para tratar a hipertensão por meio da alimentação, beneficiando o funcionamento do organismo e aprimorando o ritmo dos vasos sanguíneos e musculatura cardíaca, o médico generalista e diretor da Clínica Penchel, Lucas Penchel, aconselha que as pessoas procurem pela ajuda de profissionais capacitados e invistam em dietas que privilegiem a redução do consumo e a substituição do sal por outros produtos que também dão sabor a comida.

“É importante evitar a adição de sal na preparação dos alimentos, substituindo esse produto pelo alho, alecrim, orégano, cebola, manjericão e salsinha. Também é essencial diminuir o consumo de alimentos ricos em gordura hidrogenada, carboidratos refinados e conservantes, e que sejam industrializados, ultraprocessados e embutidos, pois os mesmos podem colaborar para o avanço do peso e surgimento da aterosclerose”, orienta.

Fonte: Naves Coelho Comunicação



Estresse, ansiedade, depressão e a pandemia

Na ansiedade causada por doença, o indivíduo está sempre preocupado de ter ou adquirir alguma doença.

Estresse, ansiedade, depressão e a pandemia

Obesidade infantil: crianças podem fazer exercícios físicos?

A doença que era motivo de preocupação apenas em adultos, agora já se tornou uma epidemia entre crianças e adolescente.

Obesidade infantil: crianças podem fazer exercícios físicos?

Como garantir a qualidade de ar do seu negócio para reabertura pós-pandemia

Um dos sintomas associados a não renovação do ar é a dor de cabeça e a sonolência.

Como garantir a qualidade de ar do seu negócio para reabertura pós-pandemia

Periferias são mais vulneráveis ao coronavírus

Informalidade e desigualdade urbana sãos as principais causas.

Periferias são mais vulneráveis ao coronavírus

O mundo pós Coronavírus

A presente época de pandemia impôs aos seres humanos uma condição inusitada: isolamento social.


Jogos, tecnologia e exercícios físicos são aliados dos idosos durante distanciamento social

Atividades são grandes aliadas na preservação da saúde física e mental durante esse período.

Jogos, tecnologia e exercícios físicos são aliados dos idosos durante distanciamento social

Entenda por que obesos estão no grupo de risco

No Brasil, uma a cada cinco pessoas são obesas.

Entenda por que obesos estão no grupo de risco

Tempo demais no celular faz mal à visão das crianças

Os pais precisam ficar atentos aos sinais no comportamento dos pequenos.

Tempo demais no celular faz mal à visão das crianças

Pandemia reduz procura no atendimento por câncer de mama

Levantamento foi realizado pela Sociedade Brasileira de Mastologia


Como aumentar a produção de colágeno para o rosto e corpo

Descubra os alimentos que aumentam a produção de colágeno para o rosto, cabelos e unhas. Dicas importantes de como produzir colágeno natural.


Pesquisa estima que casos confirmados são 35% dos sintomáticos

Percentual é melhor que de abril quando proporção era de 15%.

Pesquisa estima que casos confirmados são 35% dos sintomáticos

Por que o Coronavírus é mais perigoso para os idosos?

Entre as razões está a capacidade de resposta do sistema imunológico, que fica mais lenta e fraca à medida em que a pessoa envelhece.

Por que o Coronavírus é mais perigoso para os idosos?