Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Alimentação como meio de tratamento da hipertensão

Alimentação como meio de tratamento da hipertensão

19/04/2019 Lucas Penchel e João Paulo Cimini Leal

Os costumes alimentares possuem uma grande influência no desenvolvimento da doença.

A hipertensão pode ser caracterizada como o aumento da tensão nos vasos sanguíneos devido à forte pressão desempenhada pelo sangue em circulação na parede das artérias.

A elevação da pressão arterial pode ser causada por várias circunstâncias, mas a principal delas, é a contração das veias que servem de vias de movimentação do sangue.

A retração das artérias pode ser provocada pela alteração no volume de sangue em circulação no corpo; mudança no ritmo cardíaco; e ainda em decorrência da modificação na flexibilidade dos vasos.

A doença pode ser impulsionada por vários fatores como a hereditariedade, características genéticas, avanço da idade, sobrepeso, obesidade, sedentarismo, diabetes, alcoolismo, tabagismo e estresse.

No entanto, é possível constatar que os costumes alimentares possuem uma grande influência no desenvolvimento da doença.

Contribuindo para o surgimento e agravamento de doenças cardíacas, renais e vasculares, a hipertensão arterial é responsável por 40% dos infartos, 80% dos derrames e 25% dos casos de insuficiência renal terminal, conforme dados da Sociedade Brasileira de Hipertensão (SBH).

E ainda, de acordo com o Ministério da Saúde, a doença atinge 25,4% das mulheres e 19,5% dos homens, sendo que 22,7% são adultos e 50% são idosos com mais de 60 anos.

Podemos considerar uma pessoa hipertensa quando sua pressão arterial estiver acima de 14 por 9. Mesmo sem cura, a hipertensão pode ser controlada por meio da adoção de uma alimentação saudável e balanceada combinada a prática de atividades físicas regulares.

Em casos mais intensos, as pessoas com esta condição também irão necessitar de medicamentos, às vezes pelo resto da vida. Entretanto, o tratamento sempre levará em consideração o contexto de saúde e hábitos de vida do paciente.

Para tratar a hipertensão por meio da alimentação, beneficiando o funcionamento do organismo e aprimorando o ritmo dos vasos sanguíneos e musculatura cardíaca, as pessoas devem procurar pela ajuda de profissionais capacitados e invistam em dietas que privilegiem a redução do consumo e a substituição do sal por outros produtos que também dão sabor a comida.

É importante evitar a adição de sal na preparação dos alimentos, substituindo esse produto pelo alho, alecrim, orégano, cebola, manjericão e salsinha.

Também é essencial diminuir o consumo de alimentos ricos em gordura hidrogenada, carboidratos refinados e conservantes, e que sejam industrializados, ultraprocessados e embutidos, pois os mesmos podem colaborar para o avanço do peso e surgimento da aterosclerose.

Apesar do sal e a gordura hidrogenada serem grandes influenciadores no aumento da pressão, ainda é relevante lembrar que as ingestões de cafeína e de bebidas alcoólicas devem ser igualmente abrandadas ou cessadas.

Já a inclusão e elevação do teor de cálcio, potássio, magnésio e fibras na alimentação pode ser uma ótima opção para que a pressão se mantenha em equilíbrio. O cálcio pode ser encontrado no leite e seus derivados, hortaliças e sardinha.

O potássio está presente em frutas, verduras e legumes. O magnésio pode ser obtido por meio das oleaginosas, soja, feijão, ervilha, lentilha, cereais integrais e hortaliças. Por fim, as fibras insolúveis estão concentradas no arroz, aveia, farinha e cereais integrais.

É fundamental frisar que a preferência deve ser direcionada a leite desnatado e queijos meia cura; peixes e carnes frescas e magras; o uso de azeite nas preparações; e o consumo de alimentos cozidos, assados, grelhados ou refogados.

* Lucas Penchel é médico generalista e diretor da Clínica Penchel.

* João Paulo Cimini Leal é cardiologista da Clínica Penchel.

Fonte: Naves Coelho Comunicação



Adolescentes mais pobres estão mais obesos, mas ainda desnutridos

Pesquisa da Fiocruz é a primeira no Brasil que observa fatores socioeconômicos associados a desnutrição e obesidade

Adolescentes mais pobres estão mais obesos, mas ainda desnutridos

Inverno também requer cuidados contra a dengue

Dias mais frios devem ser usados para acabar com criadouros

Inverno também requer cuidados contra a dengue

Não esqueça de beber água durante o inverno

A falta da ingestão de água pode gerar insuficiência renal aguda ou crônica

Não esqueça de beber água durante o inverno

Músculos podem causar zumbido? 

A questão foi assunto de reunião do GIPZ em julho.


Maquiagem também pode causar alergia

A maquiagem e os cosméticos em geral podem ser responsáveis por desencadear a dermatite de contato.

Maquiagem também pode causar alergia

Programa Mais Médicos abre inscrições para a 2ª fase

Inscrições ao programa podem ser feitas entre os dias 8 e 12 de julho

Programa Mais Médicos abre inscrições para a 2ª fase

A cistite afeta tanto as mulheres como aos homens

A cistite é uma inflamação da mucosa da bexiga e pode acometer homens, mulheres e crianças.


Dieta 3D promete emagrecimento saudável e rápido

O cardápio associa dietas consagradas

Dieta 3D promete emagrecimento saudável e rápido

Excesso de exercícios leva a alterações negativas em órgãos vitais

Presquisa mostra que os prejuízos vão além da queda do rendimento

Excesso de exercícios leva a alterações negativas em órgãos vitais

Perguntas e respostas sobre dor na coluna

Você sabia que até 85% da população irá sentir dor nas costas, pelo menos uma vez na vida?

Perguntas e respostas sobre dor na coluna

Insulina inalável pode ajudar no tratamento do diabetes

Maioria dos pacientes mantém doença fora de controle, diz médico

Insulina inalável pode ajudar no tratamento do diabetes

Fósforo: um nutriente essencial

O fósforo é o segundo mineral mais abundante no corpo humano.